Últimas Notícias:

Zé Ricardo, técnico do Flamengo, sorrindo em entrevista - Foto: Gilvan de Souza
GLOBO ESPORTE: Por causa de desgaste físico, o Flamengo tem dúvidas para a primeira partida da decisão do Campeonato Carioca, no domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã. O técnico Zé Ricardo ainda não sabe se poderá contar com o atacante Everton e o zagueiro Donatti.

Recuperado de uma torção no tornozelo, Everton realizou parte do treino desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, com o restante do elenco. Depois, foi para academia. Donatti, com desconfortos musculares, fez um trabalho apenas no Centro de Excelência e Performance do Flamengo e tem menos chances de jogar. O desgaste também atrapalha Zé.

- Muito provavelmente vamos ter um ou dois jogadores que necessitem ser poupados. A ideia é ter força máxima (contra o Fluminense), até porque é um título importantíssimo para mim, para os jogadores, para a torcida - disse Zé Ricardo nesta sexta-feira.

Na atividade aberta à imprensa, estavam separados do restante do elenco: Pará, Renê, Márcio Araújo, Willian Arão, Romulo, Trauco, Gabriel e Guerrero. Rafael Vaz e Rever também permaneceram na academia fazendo reforço muscular. Esta é a provável escalação para o Fla-Flu, mas o cansaço por causa da derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR na última quarta-feira e o decisivo confronto contra a Universidad Católica na próxima semana, pela Libertadores, podem dar uma chance a Berrío.

- Ele se mostra extremamente profissional. Não temos nenhum tipo de problema quando joga ou não. Ele se prepara muito e é sem dúvida alguma uma possibilidade, começando como titular ou durante a partida. Queremos utilizar o que ele tem de melhor: o jogo em velocidade - completou.

Foto: LUCAS MERÇON/FLUMINENSE F.C.
GAZETA ESPORTIVA: O Fluminense tem tido bons resultados contra o Flamengo este ano. Na decisão da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, o Tricolor ganhou o título nos pênaltis após empate por 3 a 3 no tempo normal. Depois, na Taça Rio, segundo turno, arrancou empate por 1 a 1 mesmo preservando a maioria dos titulares. Agora, os times se reencontram nos dois próximos domingos, sempre às 16h(de Brasília), na decisão do Estadual. Um clima de revanche tem sido percebido pelos torcedores nas redes sociais, porém, os tricolores minimizaram isso.

“No meu entender não vai existir esse tipo de sentimento pois é uma decisão diferente, em uma situação que vale ainda mais e que por isso mesmo ninguém quer perder. O Flamengo vai lutar assim como o Fluminense pelo título e não podemos vacilar”, disse o zagueiro Henrique.

O lateral-direito Lucas concorda.”O que aconteceu em jogos passados serve apenas de lição e não para servir de sentimento de revanche ou de vontade de seguir ganhando especificamente de um ou outro adversário. Estamos falando de uma decisão de Campeonato Carioca e os dois times querem muito a conquista do caneco, portanto, vão se empenhar independentemente do que ficou para trás. É isso que torna as partida mais complicada, o fator decisão. Quando a bola começa a rolar os jogadores focam apenas dentro das quatro linhas e não ficam pensando no que aconteceu em decisões anteriores”, afirmou Lucas.

Em termos de escalação o mistério existe, mas o Fluminense deve manter a base que vem atuando normalmente, incluindo a possível presença do atacante Henrique Dourado, à disposição após ter mostrado no empate por 1 a 1 com o Brasil de Pelotas, que rendeu a classificação para as quartas de final da Primeira Liga, que está recuperado de lesão na coxa direita. Se nada de anormal acontecer o Tricolor deverá ir a campo com a seguinte escalação: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Jefferson Orejuela, Wendel e Junior Sornoza; Wellington Silva, Richarlison e Henrique Dourado. Neste sábado o plantel vai trabalhar na parte da manhã e em seguida começa o período de concentração para a primeira partida da decisão do Campeonato Estadual.


Foto: Screenshot / Instagram
EXTRA GLOBO: O torcedor do Flamengo José Maurício dos Anjos, que ficou conhecido nas redes sociais por estar tatuando em seu corpo a camisa do time em tamanho real, se cansou das ofensas que recebeu nas redes sociais. Há alguns dias, ele e o tatuador Robinho firmaram uma parceria com um escritório de advogados de Joinville (SC) e prometem processar as pessoas que passarem dos limites.

“Muitos pensam que a internet é uma ‘terra sem lei’, por isso ofendem a honra das pessoas e de seus familiares, na certeza que estarão impunes, mas a partir de agora todos que me ofenderam ou à minha família serão responsabilizados civilmente (...)”, postou Maurício.

Nesta quinta-feira, Maurício passou por mais uma sessão da tatuagem. Ele pintou uma parte da camisa de vermelho, como pode-se ver acima. A “tattoo” deve ficar pronta, segundo o tatuador Robinho, após mais 14 sessões. Uma tatuagem deste tipo pode custar até R$ 10 mil, mas Robinho não cobrará nada do amigo Maurício.

Foto: AFP
NÚMEROS DA BOLA: Autor do gol que abriu o caminho para a vitória do Atlético Mineiro sobre o Libertad, nesta quarta-feira, no Independência, Robinho subiu mais um degrau no ranking de artilheiros brasileiros na história da Libertadores.

Agora, o atacante do Galo ostenta a marca de 17 gols em sua carreira na competição, deixando Zico para trás e igualando em número de tentos com Pelé.

Robinho, entretanto, atuou em mais jogos que os dois. São 42 partidas do jogador, contra 20 do Galinho e apenas 15 do Rei.

O camisa 7 agora divide a 8ª colocação da lista de goleadores brasileiros na Liberta ao lado de Pelé.

Luizão, ex-Vasco, Palmeiras, Corinthians, Flamengo, Grêmio e São Paulo, segue liderando com 29 bolas na rede em 42 partidas. Confira a galeria com o top 10:

10º - Jardel – 16 gols
10º – Zico – 16 gols
8º - Robinho – 17 gols
8º – Pelé – 17 gols
6º - Tita – 18 gols
6º – Marcelinho Carioca – 18 gols
5º – Guilherme – 19 gols
4º – Jairzinho – 21 gols
3º – Célio – 22 gols
2º – Palhinha – 25 gols
1º – Luizão – 29 gols

Everton em treino do Flamengo e ao fundo símbolo da Carabao - Foto: Gilvan de Souza
LANCE: O Flamengo deve ter o retorno do meia Éverton para o clássico do próximo domingo, contra o Fluminense, na final do Campeonato Carioca. Aparentemente recuperado de uma entorse no tornozelo esquerdo, o atleta treinou sem limitações na manhã desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. O técnico Zé Ricardo confirmou a boa expectativa.

- Éverton fez a primeira parte do treino conosco (nesta sexta) e depois foi para o CEP (Centro de Excelência em Performance). Se confirmar isso, ele estará no jogo - disse o treinador rubro-negro.

Por outro lado, o Flamengo não deve poder contar com o zagueiro Donatti, que voltou a sentir dores musculares nas pernas.

- Na verdade, Donatti voltou a sentir um problema. Estamos com um cuidado para que ele possa se recuperar completamente. Vou esperar o departamento médico me falar amanhã (sábado), na revisão, para saber, com certeza, se ele condições de jogo ou não - comentou o técnico.

O treinador garantiu que vai escalar o que tiver de melhor. No entanto, ele comentou que pode poupar um ou dois jogadores que apresentarem maior desgaste físico.

- Muito provavelmente, teremos um ou dois jogadores que precisem ser poupados. É um título importantíssimo para o clube e a torcida. Vamos com o que temos de melhor, sem dúvida alguma - garantiu.

O Flamengo deve ir a campo com Alex Muralha, Pará, Réver, Vaz (Donatti) e Trauco (Renê); Márcio Araújo, Arão e Rômulo; Gabriel, Éverton (Trauco) e Guerrero.

O meia Ederson segue sem ser relacionado e está fora do clássico.


RODOLFO BUHRER / REUTERS
O GLOBO: Alex Muralha viveu seu melhor momento desde que chegou ao Flamengo na segunda metade da temporada passada, quando foi até convocado para a seleção brasileira. Hoje, não tem mais feito parte das listas de Tite e, embora não tenha ficado imune a erros com a camisa do Flamengo, também não coleciona atuações desastrosas. Mesmo assim, passou a lidar com mais questionamentos do que em 2016. Na noite de quarta-feira, em Curitiba, o primeiro gol do Atlético-PR reabriu o debate.

Após um cruzamento, o zagueiro Thiago Heleno, posicionado entre o bico da pequena área e a linha lateral da grande área, cabeceou uma bola que não era rápida e que encobriu Muralha, entrando no lado oposto do gol. Na corrida para tentar golpear a bola, Muralha trombou com o atacante Eduardo da Silva, que corria na direção do gol. Na transmissão da Rede Globo, o ex-árbitro Paulo César de Oliveira considerou o lance legal.

O GLOBO ouviu ex-goleiros para colher opiniões sobre o comportamento de Muralha no lance. As opiniões se dividem, tanto em relação a uma suposta falha quanto ao choque com Eduardo da Silva.

— Foi um gol atípico. Nesse lance, você sempre espera uma cabeçada para outro jogador no meio da área. Com isso, a corrida dele para buscar a bola ficou um pouco atrasada. Mas não houve falha. É difícil, daquela posição, a bola ser cabeceada e entrar no canto oposto — disse Cantarele, ex-goleiro do Flamengo nos anos 80. 

— E acho que houve falta. O jogador (Eduardo da Silva) não foi para cabecear a bola. Foi obstruir a trajetória do Muralha.

Hoje técnico, o ex-goleiro e ex-preparador de goleiros Paulo César Gusmão também entendeu que se criou a expectativa de uma cabeçada para o meio da área, buscando outro atacante do Atlético-PR. Mas acha que Muralha falhou.

— Dava para pegar, a bola estava na mão dele. O erro do Muralha foi ter olhado só a trajetória da bola; faltou visão periférica. E o atacante não foi para fazer falta. Só queria alcançar a bola — rebateu Gusmão.

Ex-goleiro da seleção brasileira, Emerson Leão também viu falha do rubro-negro.

— Foi falha, não frango. Ele talvez tenha errado o movimento de pernas e não teve o impulso que poderia ter para alcançar a bola. Pode ter prestado muita atenção na bola e não observou a entrada do Eduardo da Silva, que não fez falta — explicou.

Já Nielsen, ex-preparador de goleiros da seleção brasileira, alerta para a posição de Muralha no início do lance:

— A colocação não estava boa. Ele poderia estar mais centralizado e menos adiantado. Mesmo assim, chegaria na bola. Acho que foi atrapalhado pelo jogador do Atlético-PR.

FOX SPORTS: Na noite desta quinta-feira (27 de abril), uma notícia divulgada pelo site italiano especializado em transferências TuttoMercatoWeb, mexeu com a torcida do Flamengo. Segundo publicação do veículo, o zagueiro Rafael Vaz teria sido oferecido ao Bologna (ITA).

Na sequência, alguns torcedores do clube carioca começaram a enviar mensagens em português, inglês e até italiano para a conta oficial da equipe da Serie A TIM no Twitter pedindo que a negociação seja concretizada. O jogador foi chamado de "xerifão" e comparado ao lendário Aldair. Até o meia Gabriel foi oferecido pelos rubro-negros.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget