Últimas Notícias:

Rueda, do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
FOX SPORTS: Segundo o jornal chileno La Tercera, o nome de Gerardo Martino, atualmente no Atlanta United FC, é o mais forte entre os especulados para assumir a seleção nacional. Conhecido como Tata, o técnico é apontado como um dos que tem mais capacidade para introduzir um novo projeto e é consenso dentro da federação local.

O argentino já comandou o Paraguai na Copa do Mundo de 2010, além de ter passado pela seleção do seu país e pelo Barcelona. Após a derrota para o Brasil na última rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018, e não conseguir classificar a equipe para o Mundial, o treinador Juan Antonio Pizzi pediu demissão.

Outros nomes já foram especulados, como o chileno Manuel Pellegrini, ex-Real Madrid e atualmente na China, e o colombiano Reinaldo Rueda, do Flamengo. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (18 de outubro), o técnico rubro-negro negou ter sido sondado. 

“Estou comprometido e tenho contrato com o Flamengo. É uma grande honra ser lembrado para essa possibilidade, mas sabemos que agora é um momento de avaliação em todas as seleções nacionais. Asseguro que não tomarei nenhuma decisão sobre isso”

Foto: Divulgação
INFONET: Dois eventos marcarão mais uma edição da tradicional confraternização da torcida do Flamengo em Sergipe. A partir das 13h do dia 28 de outubro, o Suburbia receberá a ‘ConFLAternização’, festa de torcedores que contará com a presença dos ex-jogadores rubro-negros Ronaldo Angelim, Adílio e Júlio César ‘Uri Gheller’. Já no domingo, 29 de outubro, será realizado um jogo de futebol entre torcedores com participação dos três jogadores. Ambas as realizações são iniciativas das torcidas organizadas rubro-negras em Sergipe, Flagipe e Flacaju.

A programação da ConFLAternização incluirá samba com a banda Vem Ki Tem e transmissão ao vivo do clássico Flamengo e Vasco pelo Campeonato Brasileiro. De acordo com a organização, o evento deve reunir cerca de mil pessoas. Já a participação na ‘pelada’ do dia seguinte – inédita em Sergipe – inclui a aquisição de uniforme completo e um churrasco no final.

Segundo a organização do evento, os ingressos para a festa do dia 28 custam R$ 35 mais um quilo de alimento não-perecível. Já a participação no jogo entre torcedores e ídolos no domingo custa R$ 200 – e garante participação na ‘ConFLAternização’ do dia anterior. Os interessados podem adquirir as entradas na Boutique Rubro Negra localizada na avenida Hermes Fontes; na Central do Ingresso do Bairro Suíssa ou pelo site http://www.centraldoingressose.com.br.

Com informações da organização

Crédito: DENIS DIAS/Gazeta Press
COLUNA DO FLAMENGO: Héctor Canteros e Luiz Antônio brilharam na vitória da Chapecoense sobre o Atlético Mineiro, nesta quarta-feira (18), no Estádio Independência. Os dois marcaram para os catarinenses, em jogo que terminou em 3 a 2.

A dupla de volantes foi emprestada pelo Flamengo até o final da temporada. Sem espaço, buscam nova chance na Chape, em um ano de reconstrução do time de Chapecó.

No entanto, depois da boa atuação contra os mineiros, alguns torcedores, nas redes sociais, começaram a perguntar se os dois não teriam vaga no atual elenco rubro-negro.

Para te ajudar nesta resposta, separamos os números de cada um com a camisa alviverde. Luiz Antônio disputou, no ano, 50 partidas, marcando sete gols e distribuindo três assistências. No Campeonato Brasileiro, tem média de 3,3 passes errados por jogo e já desarmou 11 vezes (média de 0,5 por partida).

Já Canteros, que chegou no meio da temporada, tem sete jogos pelo clube, com um gol marcado e uma assistência. Considerando os números do Brasileirão, realizou 10 desarmes (média de 1,66 por jogo) e errou média de 4,33 passes por partida.



Daniel Orlean e Fred Luz no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
COLUNA DO FLAMENGO: Além da situação ruim em campo, com questionamentos à posições defendidas pela diretoria, o Flamengo se vê em outro problema. O globoesporte.com divulgou que a empresa Carabao, do ramo de bebidas energéticas, tem atrasado o pagamento ao clube, pelo espaço patrocinado nas mangas do manto sagrado.

A falta de pagamento pode ser o pontapé inicial de um problema ainda maior. Quando firmou o contrato, que previa R$ 15 milhões aos cofres do clube em 2017, uma cláusula foi assinada: se até setembro de 2018 os tailandeses não batessem a meta de 37 milhões de latas vendidas, poderiam rescindir o contrato.

Na época, os números foram contestados por alguns torcedores e jornalistas. Afinal, uma empresa conseguiria, em menos de dois anos, assumir um papel de protagonismo, em um ramo com tantos concorrentes? Em entrevista ao jornalista e comentarista dos canais ESPN, Mauro Cezar Pereira, o Vice-Presidente de Marketing do Flamengo, Daniel Orlean, garantiu que a meta “seria fácil de bater”.

“Acreditamos que essas metas são bem fáceis de serem batidas porque o produto não é apenas o energético, esse é o principal. E é um mercado que hoje movimenta de 700 milhões a 800 milhões de latinhas só no energético, e há um sem número de outros produtos, algo bastante grande para absorver o que estamos almejando em 21 meses: 37 milhões e depois 40 milhões de latinhas por ano”, alegou Orlean, na ocasião.

Caso a meta não seja batida, pelo acordo assinado entre clube e empresa, a Carabao pode rescindir o contrato sem pagar nenhuma multa ao Mais Querido. Na mesma entrevista, o VP disse que a confiança de que o negocia ia dar certo vinha da “força” da Nação Rubro-Negra.

“Quando nos foi oferecida essa oportunidade, percebemos que com a ‘nação’ do nosso lado se consegue patamares incríveis. O Flamengo acaba se beneficiando também”, finalizou.

Hernane no Flamengo - Foto: Buda Mendes/Getty Images
BAHIA NO AR: Sem confirmar o time titular, o treinador do Bahia, Paulo Cézar Carpegiani comentou sobre a possibilidade de utilizar o atacante Hernane na partida desta quinta, porém deixou a dúvida no ar, não confirmando se vai dar oportunidade para o “brocador” ou manter Mendoza na equipe principal.

“Não gosto de noticiar o time. Treino o time, treino as opções. São jogadores com características diferentes, do Hernane para o Mendoza, por exemplo. Muda um pouquinho? Muda. Mas a maneira tática da equipe não muda no sentido tático. O que muda são as características”, disse.

Se não mudar peças, e manter a mesma base da equipe que vem atuando, o treinador Carpegiani vai mandar a campo Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson e Renê Júnior; Zé Rafael, Vinícius e Mendoza (Hernane); Edigar Junio.

Flamengo x Liverpool no Mundial de 1981 - Foto: Divulgação
GLOBO ESPORTE: A Fifa vai discutir na semana que vem se reconhece os donos de títulos da Copa Intercontinental como campeões mundiais. Esse assunto entrou na pauta da próxima reunião do Conselho da entidade a partir de uma carta enviada pelo presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, ao presidente da Fifa, Gianni Infantino. Que diz:

– Solicito por bem apresentar ao Conselho da Fifa para consideração o tema do reconhecimento da entidade organizadora do futebol mundial aos campeões mundiais de clubes europeus e sul-americanos, durante a vigência da Copa Intercontinental de Clubes (1960-2004). Como você entenderá, para a Conmebol é importante manter no registro histórico no Mundial de Clubes, os resultados de tantos anos de disputa entre os ganhadores da Copa Libertadores e da Liga dos Campeões da Uefa.

Como se vê, o pedido da Conmebol não inclui a Taça Rio de 1951, vencida pelo Palmeiras, nem outros torneios que reuniram clubes de diferentes países. Durante o processo de organização da Copa do Mundo de 2007, a Fifa chegou a reconhecer o título do Palmeiras como Mundial, depois voltou atrás e passou a usar eufemismos como "primeiro campeão global".

Caso a Fifa decida por dar seu selo aos títulos da Intercontinental, o Brasil "ganharia" mais seis mundiais: dois do Santos (1962-1963), um do Flamengo (1981), um do Grêmio (1983) e dois do São Paulo (1992-1993). Depois que a Fifa passou a organizar seu próprio Mundial de Clubes, o Brasil venceu com o Corinthians (2000 e 2012), Internacional (2010) e São Paulo (2005).

Foto: Gilvan de Souza
ESTADÃO: Embalado pela vitória sobre a Chapecoense no último domingo, fora de casa, o Flamengo recebe o Bahia nesta quinta-feira, às 21 horas, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mais importante até do que o triunfo, que o deixou com 43 pontos, garantido na sétima colocação, foi a atuação da equipe. Para o técnico colombiano Reinaldo Rueda, o bom desempenho o levou a definir a formação ideal do time.

"A escalação contra a Chapecoense é o mais próximo do que penso para o time ideal", garantiu o colombiano.

"É o time mais próximo por comportamento, comprometimento, entrega dos jogadores. Estamos recuperando bons jogadores, agora estão se sentindo melhor, com segurança, confiança".

Assim, depois de inúmeros testes, o time ideal do Flamengo realmente terá Diego e Éverton Ribeiro atuando juntos, assim como Cuéllar e William Arão jogando como volantes - Márcio Araújo, assim, retorna para o banco de reservas. Nas laterais, Pará e o peruano Trauco devem ganhar as posições.

A única mudança para enfrentar o Bahia deve ser a entrada de Juan, que foi poupado e substituído por Rafael Vaz contra a Chapecoense.

"Fizemos um trabalho importante recuperamos alguns jogadores, como o Juan. Não vai ter nenhuma surpresa. Não variamos muito quando um time ganha do jeito que ganhou. O importante é que se faça um ou dois ajustes de acordo com a recuperação dos jogadores na parte fisiológica, do ponto de vista do departamento médico", complementou Reinaldo Rueda.

Pablo, zagueiro do Corinthians - Foto: Daniel Augusto Jr.
BLOG DO PERRONE: Em reunião com o presidente do Bordeaux, Stéphane Martin, nesta quarta (18), o agente de Pablo, Fernando César, afirmou que tem um acordo pela permanência do jogador no Corinthians e vai manter o que combinou. Isso até o alvinegro se manifestar se vai exercer sua opção de compra por 3 milhões de euros (R$ 11,18 milhões).

''O Corinthians tem a prioridade até 30 de novembro, e ela vai ser respeitada. O interesse do jogador é ficar, e é o meu também. Não estamos conversando com Flamengo, com ninguém'', disse o empresário ao blog.

Ao cartola do clube francês, César explicou que não existe diferença de valores na conversa com os corintianos. Afirmou que o problema é a forma de pagamento.

''Com boa vontade de ambas as partes, isso pode ser resolvido rapidamente'', declarou o agente.

Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, afirmou ao UOL Esporte que as partes devem voltar a conversar nos próximos dias.

Autorizado pelo Bordeaux, que o emprestou, Pablo esteve bem perto de assinar contrato de quatro anos e meio com o alvinegro valendo a partir de julho de 2017. Ficaram definidos salários, luvas e comissão de 10% sobre o contrato integral para o empresário, de acordo com César, mas houve impasse na forma de pagamento. A partir de então, as partes se distanciaram.

Segundo o empresário de Pablo, foi definido com o presidente do Bordeaux que haverá uma nova reunião no começo de dezembro para discutir o futuro do jogador, caso o Corinthians não exerça sua opção de compra.

''O presidente considerou serem possíveis todas as hipóteses (se o zagueiro não ficar no Corinthians), inclusive o retorno de Pablo'', afirmou César.

O beque tem sido hostilizado em redes sociais por alguns torcedores que afirmam que ele quer deixar o clube para ganhar mais dinheiro em outra equipe. O empresário nega esse interesse afirmando já existirem quantias acordadas para a permanência em sua atual equipe. Pablo não vem atuando por estar contundido.

Paolo Guerrero cobrando falta pelo Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
EXTRA GLOBO: O Flamengo tem sofrido com as cobranças de pênalti nesta temporada. Já foram vários desperdiçados e três disputas perdidas (Taça Guanabara, Primeira Liga e Copa do Brasil). Resolvemos perguntar para os torcedores rubro-negros, então, quem eles querem como cobrador oficial do time. E Paolo Guerrero venceu a enquete realizada no Twitter, nesta semana.

O peruano, que tem 20 gols na temporada e é o artilheiro do Flamengo em 2017, recebeu 54% dos votos. Éverton Ribeiro ficou com 29% dos votos e Diego com apenas 11%. A opção ‘outro’ ficou com 6%.

O Flamengo volta a campo nesta quinta-feira, na Ilha do Urubu, contra o Bahia, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
BOTECO DO FLA: Por Sorin

Assim o Boteco fica mais confuso que os responsáveis pela distribuição do Carabao.

Após reunião de emergência enquanto a bola rolava no primeiro tempo de Flamengo x Chapecoense, na qual adequamos nossos anseios e desejos à realidade, estabelecendo que um G-Qualquer Coisa será bem recebido dadas as circunstâncias, vem o Profe pra frente dos microfones e fala em conquistar DEZ vitórias nos próximos DEZ jogos.

Liga daqui... Liga dali... Nova reunião da cúpula do futebol aqui do Boteco para redebater as diretrizes. Teríamos nos precipitado em dar uma reduzida em nossas expectativas? Entre algumas doses de álcool e fartas porções de queijo prato e salaminho, nos colocamos a observar e analisar atentamente (tanto quanto possível e a cachaça permitiu) as declarações do técnico. Não durou muito.

Quando a gente esbarrou na declaração de que o time de domingo estava perto do ideal “por comportamento, comprometimento e entrega”, nos esbaldamos de rir e concluímos que a tal meta 10/10 era só uma brincadeira. Seeeeegue o jogo... Que venha o G1000. Queremos a Libertadores 2018 (ao menos participar) mesmo que nossa entrada seja pela porta dos fundos com um ingresso falso comprado com algum cambista. O que importa é estar na festa.

Meta ousada/sonhadora/debochada ou não, a realidade nos coloca diante do Bahia na noite de hoje pela rodada de número 29 do Brasileirão. O time deve ser o mesmo de domingo com o Juan no lugar do Vaz. E concordamos que com o material disponível é uma escalação próxima da ideal, faltando apenas vontade de jogar bola pra gente pensar em um 7 ou talvez um 8/10, ainda assim com certo otimismo. Até o Maestro Júnior anda horrorizado com o burocratletismo, declarando que no domingo “parecia que estavam jogando única e exclusivamente por uma formalidade”.

Do lado de lá o Bahia vem todo alegrinho após quatro rodadas sem derrotas, incluindo uma vitória sobre o “inabalável” líder Corinthians no último final de semana. Sem muitos problemas na escalação, a única alteração deve ser lá na frente, com Edigar Junio (assim que escreve mesmo) no lugar do Rodrigão. Apesar da décima segunda colocação, após os jogos iniciais da rodada na noite de quarta o Bahia está distante apenas 3 pontos da temida zona de rebaixamento.

Como era de se esperar, já que acontece rodada após rodada, alguns resultados do povo que está na nossa frente colaboraram. Cruzeiro perdeu e o Botafogo empatou. Bem... Corinthians e Grêmio também ficaram com um ponto pra cada lado no confronto entre os dois, mas isso não nos pertence mais. Serve só pra ver como o Brasileirão 2017 seria diferente se o Flamengo (jogadores, comissões técnicas e diretoria) tivesse encarado com seriedade essa bagaça.

Enquanto segue o campeonato... Ficamos nosotros todos aqui na curiosa situação de torcer em duas camadas. Em um primeiro plano a gente torce de forma comum e esperada para os nossos jogadores. Em um segundo momento a gente ainda tem que torcer pro povo estar com vontade de jogar bola. Em um mundo normal não haveria necessidade disso. Mas é exatamente isso que tem. Então...

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo

Diego cobrando escanteio em jogo do Flamengo na Ilha do Urubu - Foto: Marcelo Theobald
UOL: O Flamengo tem uma casa há quatro meses. Provisória, é verdade, mas que se transformou em um trunfo na temporada. Nesta quinta-feira (19), o Rubro-negro volta ao alçapão da Ilha do Urubu, às 21h (de Brasília), para encarar o Bahia, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o estádio é um ponto forte do clube carioca na reta final da competição.

Desde 14 de junho, quando o antigo Luso-Brasileiro foi reinaugurado de vermelho e preto, o Flamengo disputou 14 jogos por lá. Foram apenas duas derrotas (Grêmio e Vitória) e oito gols sofridos. O aproveitamento no estádio é de 76% - houve ainda dez vitórias e dois empates.

Com a meta de 62 pontos definida para chegar à fase de grupos da Copa Libertadores via Brasileirão, o Flamengo terá pelo menos mais quatro jogos na Ilha do Governador nas dez rodadas restantes - o clássico contra o Vasco está marcado para o estádio, mas pode ser transferido para o Maracanã por questão de segurança.

Além do Bahia, Cruzeiro, Corinthians e Santos serão os adversários no Rio de Janeiro. Vitórias são importantíssimas por conta do critério de desempate no Campeonato Brasileiro e o Flamengo sabe que precisa somá-las, principalmente em razão de ser o time com menos triunfos (apenas 11) entre os que disputam uma vaga na competição continental do próximo ano.

Se vencer todos os jogos na Ilha do Urubu, o Rubro-negro, que hoje tem 43 pontos, terá percorrido boa parte do caminho para cumprir a meta estipulada pelo departamento de futebol. Os compromissos não são simples, mas a confiança está em uma alternativa encontrada pelo clube para fugir dos elevados custos do Maracanã e que tem funcionado no aspecto técnico.

"Retornar à Ilha do Urubu é excelente. Teremos o torcedor ao lado e isso é um fator fundamental neste momento. Esperamos um jogo complicado contra o Bahia. O Flamengo precisará estar em seu melhor para conseguir a vitória, principalmente porque o adversário vem de um triunfo importante [vitória sobre o líder Corinthians]", afirmou o meia Diego.

O Flamengo entrará em campo com o time considerado ideal na expectativa de triunfar e iniciar com sucesso o planejamento para a reta final do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro aposta na boa fase do goleiro Diego Alves e no trio Diego, Everton Ribeiro e Guerrero.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget