Últimas Notícias

SITE OFICIAL DO FLAMENGO: Vivendo grande momento com o Manto Sagrado, o meia Lucas Paquetá bateu um papo descontraído e exclusivo com a FlaTV. O camisa 11 fez questão de exaltar a evolução que está tendo dentro do clube e agradeceu aos membros da comissão técnica pelo trabalho que é realizado diariamente no Ninho do Urubu.

"Primeiramente eu fico muito feliz com o meu desenvolvimento e isso tudo passa por um trabalho de evolução com o apoio de toda a comissão técnica. Feliz em poder ajudar o Flamengo. Mais importante que a minha boa performance, é a boa performance do Flamengo. Procuro trabalhar para dar o meu melhor sempre ao clube."

No papo que rolou no Ninho do Urubu, Paquetá também falou sobre a emoção de poder ajudar o clube do coração dentro de campo e quer seguir melhorando para dar alegrias aos torcedores do Mais Querido.


"Eu me sinto privilegiado de poder ajudar o Flamengo dentro de campo. Quando eu era menor eu estava na torcida gritando e apoiando. Hoje posso fazer algo mais dentro de campo. essa conexão com a torcida eu só tenho a agradecer o carinho. Isso também é fruto do meu trabalho dentro de campo. Vou continuar me dedicando ao máximo e dando o máximo de mim sempre para o melhor do Flamengo."

No clima da Copa do Mundo, o Garoto do Ninho comentou sobre a emoção de ser lembrado por Tite para a lista dos 35 atletas que brigaram por vaga no Mundial da Rússia.

"Fiquei muito feliz. É uma grande vitória ser lembrado pelo Tite, que hoje é o técnico da Seleção. Confesso que fiquei surpreso com a notícia. Muito orgulhoso, minha família muito feliz e isso é fruto do meu trabalho no Flamengo. Agradeço aos meus companheiros e ao clube."

SITE OFICIAL DO FLAMENGO: Um ano após estrear entre os profissionais do Flamengo, o atacante Vinicius Junior vive hoje o seu melhor momento da carreira, sendo peça-chave no esquema de Barbieri. O camisa 20 conversou com a FlaTV e falou sobre a evolução que teve no time principal e também do grande ano que tem feito.

"Está sendo muito bom para mim e também para todo o grupo. Estamos fazendo sempre o que o professor Maurício pede e a maioria das jogadas que eu faço é para o grupo. Sempre que posso ajudar de alguma forma, venho ajudando. Quando não faço gols, dou passes. O Everton Ribeiro agradece bastante. Estou evoluindo bastante e em 2018 estou realizando sonhos que sempre tive."

Vinicius Júnior, do Flamengo - Foto: Staff Images
"Os gols contra o Emelec e contra o Vasco também. Foi o meu primeiro no Maracanã, onde sempre sonhei jogar e agora estar marcando gol por lá é bom demais."

Por fim, o jovem atacante falou sobre o trabalho realizado na base do clube e a mescla entre a juventude e a experiência no elenco."

"O Flamengo vem sempre ajudando a gente dentro de campo e fora de campo. Com a mescla que temos de jogadores experientes e a juventude, estamos formando um lindo elenco."

SITE OFICIAL DO FLAMENGO: É inegável que Renê vive uma das melhores fases de sua carreira. Pelo Flamengo, o lateral esquerdo tem feito grandes atuações e ajudado o Mais Querido a alcançar um ótimo momento em 2018. Em entrevista exclusiva à FlaTV, o camisa 6 falou sobre a força do elenco, Maurício Barbieri, a importância da Nação e muito mais.

“Sabemos que precisamos ter um elenco forte para conquistarmos títulos. Estamos mostrando isso esse ano com a entrada de vários jogadores da base, mantendo o ritmo forte e padrão de jogo parecidos independente de quem joga. Isso é o trabalho do (Maurício) Barbieri fazendo efeito e dando resultado. Espero que possamos continuar assim para conquistarmos vários títulos”, disse o jogador.

Renê ainda comentou sobre o projeto desenvolvido pelo técnico Maurício Babieri, que tem sido motivo de elogios e muita mudança em todos os setores do Flamengo.

Renê, lateral do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
“O trabalho do Maurício vem sendo excelente. Ele conseguiu nos fazer entender tudo aquilo que ele queria do time. arrumou o posicionamento, compactou mais o time para recuperarmos as bolas e fazermos os gols. isso é muito importante. Ele está sempre conversando para tentar arrumar as coisas, tanto em grupo quanto individualmente”, afirmou.

“Quem sonhou em ser jogador sempre sonhou com isso, estar em um estádio lotado com a torcida nos apoiando, principalmente a do Flamengo. Sabemos que é a maior do mundo e eles vêm nos ajudando bastante nos últimos confrontos. Sentimos muito a ausência deles na Conmebol Libertadores, vimos o quanto foi difícil vencer nos jogos sem eles. A torcida nos ajudam a ser mais fortes. Espero que eles possam nos ajudar e nos dar força, assim no fim tudo pode dar certo”, completou o lateral.

ESPN FC: Por João Luis Jr.

É bastante provável que uma grande parcela da torcida tenha franzido a testa diante da informação de que Maurício Barbieri iria treinar o Flamengo. Alçado ao comando da equipe no caos da saída de praticamente todo o departamento de futebol, o treinador interino chegou ao comando do time de maior torcida do Brasil tendo na bagagem experiências apenas em equipes como Audax, Red Bull e Desportiva Brasil, além de uma breve passagem pelo Guarani, onde disputou a série A2 do Campeonato Paulista.

Somando a isso a pouca idade de Barbieri, que tem 36, mas aparenta menos ainda, e seu jeitão de professor de educação física de escola particular que fala “nunca esqueçam que no fim do dia somos todos vencedores” quando o time está perdendo de 5x0 na primeira rodada do campeonato interclasses, e você tinha o que parecia ser a pior aposta possível no pior momento possível. Um treinador jovem e inexperiente, em um clube de massa, comandando um elenco que parecia acomodado, sem tempo para realizar grandes mudanças de filosofia, no meio das competições mais importantes do país.

Foto: Staff Images
Mas provando que dentro da Gávea a mística do técnico interino é tão forte que o comandante da equipe fraldinha de futsal, se promovido ao time principal, tem mais chances de sucesso do que uma comissão técnica formada por Guardiola, Mourinho, um holograma de Telê Santana e o próprio Espírito Santo, é exatamente Barbieri que parece ter dado jeito em um Flamengo que parecia fadado a ser uma bagunça tanto tática quanto emocionalmente.

E tranquilo como parece ser, Barbieri fez isso sem barulho, sem espalhafato, contando no máximo com o fator motivacional do peculiar duelo “pipoca x café” que aconteceu antes do jogo contra o Ceará. Sem bater de frente com o elenco, sem cobrar reforços, sem nem mesmo mudar o esquema tático de Carpegiani, o novo treinador conseguiu mostrar que esse Flamengo podia muito mais do que vinha demonstrando.

A maneira como transformou Cuellar, que já era um dos destaques da equipe, no coração e no pulmão da equipe rubro-negra; a forma como recuou Paquetá no meio de campo e colocou o garoto como parte essencial da armação de jogadas; a maneira como conseguiu matar Rodinei e Renê e substituí-los por dois outros jogadores sem que nenhuma autoridade percebesse; tudo isso mostra como Barbieri foi capaz de entender as carências do Flamengo, muitas delas já presentes antes da própria chegada de Carpegiani, e buscar soluções, dentro do próprio elenco, sem realizar qualquer mudança drástica na organização da equipe.

Temos hoje um Flamengo perfeito? Claro que não. A equipe ainda não aprendeu a jogar com Henrique Dourado, o time muitas vezes tem dificuldades para se articular no contra-ataque, partidas que poderiam ser vencidas com certa tranquilidade ainda acabam se transformando em dramas sem a menor necessidade. Mas os dias do Flamengo sem proposta de jogo, que vivia de chuveirinhos, jogadas individuais e vacilos dos adversários, parecem ter chegado ao fim, feito esse que não é pouca coisa se levarmos em conta todas as partidas nesse ano e no ano passado em que o Flamengo parecia ter como único plano para a partida cruzar a bola na área até todos os torcedores desistirem de viver.

É muito cedo para dizer que Barbieri veio para ficar ou mesmo que esse é o começo de uma trajetória vitoriosa à frente da equipe rubro-negra. Mas baseado no que vimos até agora é possível sim acreditar que a mística do substituto vive e que, assim como Carlinhos, Andrade e tantos outros, o nosso atual substituto - que deve ser efetivado nos próximos dias - pode ter vindo do banco de reserva dos treinadores para escrever outro capítulo vencedor na história do Flamengo. E se tudo der errado, claro, sempre teremos o treinador do sub-20. Soube que vem vindo forte por aí.

COLUNA DO FLAMENGO: As principais competições do mundo da bola estão paralisadas por conta da Copa do Mundo. Porém, o Flamengo sabe que terá importantes compromissos logo depois do mundial disputado na Rússia. Um deles será contra o Grêmio, na Copa do Brasil. E a torcida parece empolgada para apoiar o Mais Querido.

De acordo com informação divulgada pela assessoria do clube, 17 mil ingressos já foram comercializados para o jogo de volta das quartas de finais da Copa do Brasil. Vale destacar que a partida será apenas no dia 15 de agosto, ou seja, quase 20 mil ingressos estão vendidos, com cerca de dois meses de antecedência.

Torcida do Flamengo - Foto: Celso Pupo / Fotoarena
A primeira partida entre Fla e Grêmio será no dia 01 de agosto, na Arena do Grêmio. Antes disso, o Mengão encara São Paulo, Botafogo, Santos e Sport, em partidas válidas pelo Brasileirão. Na competição por pontos corridos, o Fla é líder com 27 pontos, quatro a mais que o segundo e o terceiro colocado, e seu primeiro compromisso pós-Copa será contra o tricolor paulista, no dia 18 de julho.

COLUNA DO FLAMENGO: Líder do Campeonato Brasileiro, classificado para as oitavas de final da Libertadores e para as quartas de final da Copa do Brasil, o Flamengo vive um bom momento dentro e fora do campo. De acordo com o Transfermarkt, site especializado em negociações da bola, o clube carioca está entre os dez clubes do mundo que realizaram as melhores transações de jogadores.

Ocupando a quinta posição do ranking, o Fla está na frente de clubes como Bayern de Monique, da Alemanha, Fiorentina, da Itália e Benfica de Portugal. Isso se deve pela venda de Vinícius Júnior para o Real Madrid, da Espanha, por 45 milhões de euros e de Felipe Vizeu para a Udinese, da Itália, por R$ 23 milhões de reais, conseguindo com isso acumular lucro de R$ 220 milhões de reais.

Foto: Divulgação
O camisa 20 do Mais Querido também aparece na quinta posição das contratações mais caras no mundo deste ano, e fica em terceiro como o brasileiro mais caro da temporada. A lista é encabeçada pelo astro do Paris Saint Germain, o francês, Kylian Mbappé.

Apesar dos clubes só poderem registrar os jogadores quando a janela de transferências abrir, no dia primeiro de julho, o mercado já movimentou em transações pós-copa, cerca de R$ 7 bilhões. Ainda segundo o Transfermarkt, ano passado apesar de alto, os valores desse ano correspondem a apenas 30% da uma janela de transição do ano passado.

Veja o ranking:

OS 10 CLUBES QUE MAIS VENDERAM NA TEMPORADA 2018/19
1º – Monaco (FRA) – 250 milhões de euros
2º – RB Leipzig (ALE) – 62 milhões
3º – Shakhtar Donetsk (UCR) – 59 milhões
4º – Porto (POR) – 56 milhões
5º – Flamengo (BRA) – 50 milhões
6º – Colônia (ALE) – 44,5 milhões
7º – Bayern de Munique (ALE) – 40 milhões
8º – Fiorentina (ITA) – 38 milhões
9º – Napoli (ITA) – 29 milhões
10º – Benfica (POR) – 28,7 milhões

AS 10 CONTRATAÇÕES MAIS CARAS DA TEMPORADA 2018/19
1º – Kylian Mbappé (FRA/Paris Saint-Germain) – 180 milhões
2º – Naby Keita (SNG, Liverpool) – 60 milhões
3º – Fred (BRA, Manchester United) – 59 milhões
4º – Fabinho (BRA, Liverpool) – 50 milhões
5º – Vinícius Jr. (BRA, Real Madrid) – 45 milhões
6º – Douglas Costa (BRA, Juventus) – 40 milhões
7º – Anthony Modeste (CHN, Tianjin Quanjian) – 29 milhões
8º – Geoffrey Kondogbia (FRA, Valencia) – 25 milhões
Simone Verdi (ITA, Napoli) – 25 milhões
10º – Lautaro Martínez (ARG, Inter de Milão) – 23 milhões
TOTAL: 1,6 bilhão de euros

OS 10 BRASILEIROS MAIS CAROS DA TEMPORADA 2018/19
1º – Fred (BRA, Manchester United) – 59 milhões
2º – Fabinho (BRA, Liverpool) – 50 milhões de euros
3º – Vinícius Jr. (BRA, Flamengo) – 45 milhões
4º – Douglas Costa (BRA, Juventus) – 40 milhões
5º – Paulinho (BRA, Bayer Leverkusen) – 18,5 milhões
6º – Danilo (BRA, Nice) – 10 milhões
7º – Maycon (BRA, Shakhtar Donetsk) – 6,6 milhões
8º – Raphinha (BRA, Sporting) – 6,5 milhões
9º – Fernando (BRA, Shakhtar Donetsk) – 5,5 milhões
10º – Felipe Vizeu (BRA, Udinese) – 5 milhões

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget