Flamengo Resenha


Últimas Notícias:

Foto: Bruno Monteiro
GLOBO ESPORTE: O clima ainda é de luto no futebol brasileiro e mundial. Diante da comoção e tristeza pela tragédia com o avião da Chapecoense, Zico anunciou que seu jogo de fim de ano, em 2016, também representará vítimas do acidente da semana passada. Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, o ex-jogador e técnico do clube indiano FC Goa, afirmou que as homenagens ao clube catarinense continuarão. O Jogo das Estrelas será realizado no dia 28 de dezembro, às 20h30 (de Brasília), no Maracanã.

- Estamos sob o efeito da tristeza de tudo que aconteceu com o voo da Chapecoense. Perdemos tantos amigos de infância. Não vamos deixar passar em branco tudo isso. Sabemos que estão acontecendo muitas coisas, o mundo inteiro está sensibilizado, solidário. No nosso jogo não será diferente. Já tínhamos algumas homenagens preparadas, como a do Carlos Alberto Torres. Agora aconteceu isso. O Jogo das Estrelas tem esse sentido também de homenagem - disse Zico.

Com a morte de Carlos Alberto Torres, as homenagens ao Capita já estavam programadas. O filho dele, inclusive, foi convidado para o jogo. Com a tragédia da semana passada, o protocolo foi estendido.

Organizador do evento, Júnior Coimbra, filho de Zico, disse que a renda será revertida para ajudar as famílias das vítimas da tragédia, além de instituições de caridade.

- A renda é toda revertida para instituições de caridade. Ficamos sensibilizados com algumas tragédias. Já ajudamos Angra, Mariana. Ajudamos alguns jogadores que estavam em dificuldade. Famílias do Washington, por exemplo. Não podemos deixar de atender algumas instituições, mas esse dinheiro vai ser revertido também para ajudar as famílias das vítimas da tragédia da Chapecoense. O que pudemos fazer para ajudar vamos fazer.

O filho de Zico também anunciou alguns nomes praticamente confirmados para o Jogo das Estrelas. São eles: o argentino Sorín, o alemão Bernd Schuster, o uruguaio Loco Abreu, Renato Augusto (Beijing Guoan), Réver (Flamengo), Juan (Flamengo), Diego Souza (Sport), Camilo (Botafogo), Falcão (Sorocaba - futsal), Aldair, Muralha (Flamengo), Renato Gaúcho (técnico do Grêmio), Júnior, Sheik (Flamengo) e Richarlyson (FC Goa).

Zico e Júnior disseram também que fizeram um convite formal para que o presidente do Atlético Nacional, da Colômbia, Juan Carlos de la Cuesta, compareça. E que o mesmo será feito com o presidente da Chapecoense, Ivan Tozzo. A ideia é chamar três jogadores de cada um dos dois clubes, que disputariam a final da Sul-Americana. Nas camisas usadas no Jogo da Estrela, o escudo da Chape será estampado, assim como aconteceu na decisão da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético-MG.

Veja outros tópicos da entrevista coletiva de Zico:

Reação ao receber a notícia da tragédia

- Reação de você não acreditar naquilo que poderia ter acontecido. Eu estava em um fuso-horário de quase oito horas. O fato aconteceu aqui de madrugada. Bem difícil de entender. Ficamos em uma ansiedade muito grande, não querendo que fosse verdade o que veio de notícia depois. Eu, particularmente, perdi amigos. Como o Guilherme Laars da Globo. Que jogou com os meus filhos durante anos. O Mário Sérgio eu conheci moleque no Flamengo, jogamos juntos. Caio Jr. fez questão de me conhecer. Marcamos uma pelada. Ele me recebeu de maneira maravilhosa, me fez homenagem. Paixão foi meu preparador físico na Rússia. Chermont, Clement... Hoje recebemos uma notícia que o filho do Chermont quer entrar comigo em campo. No jogo. Foi uma pancada forte. Nunca perdi tantos amigos de uma só vez.

Homenagem dos colombianos

- Futebol tem essa missão. Não é necessário que aconteça uma tragédia como essa para aprendermos isso. Em nada me surpreendeu a atitude dos colombianos. Só quem vai lá sabe o amor que os colombianos têm pelos brasileiros. Vou a Colômbia desde 1971. Um dos maiores medos de avião que eu tive foi lá. O avião entrava entre dois morros, de lado. Só podia aterrissar até 16h. Parecia que a asa ia bater. Eu estranhei o acidente agora. Os colombianos eram festa o tempo todo para nós, recebendo a gente. Igual a Colômbia não tem na América do Sul país que reverencia tanto o futebol brasileiro. Deram uma lição para o mundo inteiro. Temos que pegar essas coisas boas e seguir adiante.

Sobre a última rodada do Campeonato Brasileiro

- É um caso ímpar aqui no Brasil. Eu acho que fizeram muito bem em adiar. Não havia clima para ter seguimento naquele período. Mas acho que agora, até para tentar dar uma melhorada no ânimo, pode seguir em frente. Vamos seguir em frente. As pessoas vão estar ainda sob tensão, sobre emoção. É uma última rodada, alguns clubes ainda estão pleiteando alguma situação. Não via nenhum sentido em ter o jogo da Chapecoense, mas os outros eu acho que devem acontecer sim.

Possibilidade de o jogo ser realizado em Chapecó

- Amigos perguntaram se eu poderia fazer o jogo lá. Esse jogo requer um tempo para organizar. É muita coisa que está envolvida. começamos a organizar em agosto. Não podemos organizar sob o clima de tensão, emoção somente. Quem sabe para o futuro isso possa vir a acontecer.

Declaração do Renato Gaúcho, após a conquista da Copa do Brasil, de que "não precisa estudar para saber futebol"

- Futebol não se estuda mesmo não. Eu estudei matemática, português, geografia, história. Futebol a gente aprende. Você precisa estar em dia com uma série de coisas do futebol. O cara que estuda futebol vai me ensinar a fazer gol? Não vai. Estratégia não precisa de estudo, precisa de visão. Estar em dia. Perdemos tempo assistindo aos adversários, a jogos. O problema é aquele que não vai em campo, não vai a treino e diz que estudar é o que é importante. Você vai jogar de sapato? O cara vai ensinar os esquemas táticos? Isso aí você trabalha de acordo com o que você vê de futebol. Não é o cara que estuda que sabe mais ou menos. Eu não vou estudar futebol nunca. Eu estudei o que eu tinha que estudar. O futebol é aquilo que aprendi com treinadores do mais alto nível, de ver e comentar jogos, de ir para o estádio, olhar para as jogadas.

Condição física para atuar no Jogo das Estrelas

- Na hora a gente vê, não tem jeito. Toma um remedinho pro joelho não doer (risos). Eu até que estava caminhando um pouco lá na Índia, perdi uns quilinhos. Agora é se preparar aqui e ter tempo. Importante é a festa. Me derrubaram com a vinda do Ademir com 72 anos.


Rômulo deixará o Spartak Moscou ao término da temporada - Foto: Epsilon/Getty Images
GLOBO ESPORTE: O silêncio e a discrição vem sendo a tônica rubro-negra dentro do mercado das contratações. Em busca do que classifica como ''contratações pontuais'', o clube não comenta oficialmente nenhuma movimentação ou interesse. Dentro deste cenário, as investidas no volante Romulo, atualmente no Spartak Mosocu, avançaram de forma significativa. A negociação com a equipe russa continua, mas as expectativas são boas em poder trazer o jogador revelado pelo Vasco. Representantes do atleta, inclusive, já viajaram para  Rússia.

Apesar de ainda ter que voltar ao clube russo após sua vinda ao Rio de Janeiro, a esposa de Romulo, Jessika, já usou suas redes sociais para se despedir da Rússia. Ela confirma que está voltando para o Brasil, mas não dá dicas do destino do marido.

Em contato com o GloboEsporte.com, o departamento de futebol rubro-negro apenas reitera que não se pronuncia ou pronunciará sobre questões envolvendo nomes/especulações no momento. Rômulo tem contrato com o Spartak Moscou até o dia 30 de junho do ano que vem. No dia 1º de janeiro, o jogador já poderia assinar pré-contrato com outro clube.

O Corinthians era outro clube interessado no volante. Romulo havia feito parte de sua recuperação física nas instalações do clube. No entanto, diante do bom avanço com o Rubro-Negro, a equipe paulista recuou.

Formado nas divisões de base do Porto (PE), Romulo é natural de Picos, no Piauí. Ele chegou a São Januário para integrar a equipe de juniores do Vasco quando o diretor de futebol vascaíno era Rodrigo Caetano, atualmente no Flamengo. O volante foi vendido em 2012 por 8 milhões de euros ao clube russo.

Também mantendo o sigilo, o clube negocia a contratação do atacante Marinho. O Flamengo enviou proposta aos representantes do jogador e espera o fim do Brasileiro para tentar avançar nas negociações com o Vitória. A inclusão do atacante Marcelo Cirino no negócio com o clube baiano é uma das possibilidades estudadas na transação. O Vitória diz que não tem interesse em vender Marinho. A multa do jogador é alta - cerca de R$ 17 milhões.

Foto: Divulgação
LANCE: A busca do Flamengo por reforçar o elenco para a próxima temporada pode fazer o clube recorrer a um outrora adversário. Um dos jogadores especulados no Rubro-Negro é o volante Rômulo que, atualmente no Spartak Moscou-RUS, mas tem em seu currículo uma grande fase e título da Copa do Brasil de 2011 com a camisa do Vasco.

Porém, esta não seria a primeira vez que um jogador vestiria rubro-negro após se destacar em São Januário. O LANCE! traz alguns dos momentos em que o Flamengo apostou em jogadores que foram bem no maior rival.

- Atualmente no Spartak Moscou-RUS, Rômulo iniciou trajetória no Vasco, onde levou Copa do Brasil em 2011.

- Pouco depois de ser campeão carioca, Rafael Vaz trocou o Vasco pelo Flamengo.

- Um dos heróis do título da Copa do Brasil de 2011 do Vasco, Alecsandro defendeu Flamengo, onde levou Carioca de 2014.

- Destaque do título carioca do Vasco em 2003, Léo Lima jogou no Fla em 2007, onde levou Carioca. Ainda jogou no Vasco em 2009.

- Artilheiro do título carioca de 2003 do Vasco, Souza venceu outros dois estaduais com o Flamengo, em 2007 e 2008.

- Revelado no Vasco, onde venceu dois Brasileiros, Libertadores e Carioca, Felipe também levou Carioca no Fla em 2004.

- Campeão brasileiro e da Mercosul no Vasco em 2000, Juninho Paulista jogou duas vezes no Flamengo, onde levou Carioca em 2007.

- Campeão carioca em 1992 pelo Vasco, Edmundo decepcionou no Flamengo. De volta a São Januário, levou Brasileirão em 97.

- Ricardo Rocha venceu o Carioca pelo Vasco em 1994 e, na reta final da carreira, também atuou pelo Flamengo.

- Tri carioca em 92, 93 e 94 no Vasco, Leandro Ávila repetiu dose no Fla: 99, 2000 e 2001. E levou Mercosul-99 e Copa dos Campeões.

- Jorge Luiz foi tricampeão carioca pelo Vasco em 1992, 93 e 94 e levou título no Flamengo também: o Carioca de 1996.

- Campeão brasileiro de 1989 e vencedor de quatro cariocas, o meia William passou no Fla em 1995.

- Romário levou Cariocas de 87 e 88 no Vasco e, no Fla, levou Carioca em 96 e Mercosul em 99. De volta a SJ, levou Mercosul e BR-2000.

- Campeão carioca de 1945 pelo Vasco, Jair Rosa Pinto trocou Expresso da Vitória pelo Flamengo, onde atuou de 1947 a 1949.

- Leônidas da Silva havia sido campeão carioca de 1934 no Vasco. No Flamengo a partir de 1936, levou Carioca de 1939.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
LANCE: Nos últimos dias o zagueiro Juan renovou seu contrato com o Flamengo por mais uma temporada. Aos 37 anos, o zagueiro evita fazer planos para longo prazo e foca em aproveitar o máximo a próxima temporada. Ele garante que seu desejo é encerrar a carreira no Fla, mas ainda não pensa no que fará no futuro, quando pendurar as chuteiras.

- Eu, sinceramente, já há algum tempo que não me dou ao luxo de planejar algo a longo prazo. Cada ano procuro me cuidar e tentar prolongar ao máximo minha carreira. Tenho contrato como jogador ainda e assim me encontro hoje. Nunca escondi de ninguém que meu desejo é encerrar carreira no Flamengo. Aqui comecei, aqui quero terminar. Depois, vamos ver o que o futuro reserva - disse o zagueiro em coletiva de imprensa após o treino desta quinta-feira.

A ideia da diretoria rubro-negra é oferecer um cargo como dirigente do clube para Juan quando encerrar a carreira. Porém, isso ainda depende do desejo do jogador.

Um dos mais experientes do elenco do Flamengo, Juan se destacou esse ano orientando os mais jovens. O lateral-esquerdo Jorge até contou que o veterano o ajudou a melhorar em aspectos defensivos.

- Essa é uma coisa que sempre fiz na minha carreira, ajudar os mais novos é do meu perfil. Claro que com o passar dos anos isso vai ficando mais evidente, mas é normal. Dentro do grupo tem outros jogadores experientes que tentam dar um toque. A gente não ensina, mas já que a gente tem mais tempo de carreira enxerga alguma coisa que o mais novo ainda não viu - revelou o zagueiro.

Juan é o favorito para assumir a vaga do lesionado Rafael Vaz contra o Atlético-PR. O Rubro-Negro encara o Furacão no próximo domingo, às 17h, na Arena da Baixada.

Rômulo tenta adiantar saída do Spartak Moscou - Foto: Sergei Fedeichev/TASS
ESPN: A diretoria do Flamengo vem negociando no mercado a contratação de reforços para a próxima temporada. O clube busca poucos nomes, pois as chegadas serão pontuais, uma vez que os dirigentes e a comissão técnica concordam que o atual plantel é bem qualificado.

De olho em um volante, o Rubro-Negro vem mantendo conversas com Rômulo, que tem os direitos federativos ligados ao Spartak Moscou, da Rússia, e que, no Rio de Janeiro, já defendeu as cores do Vasco. As bases salariais foram acertadas entre as duas partes ao longo desta semana, porém, o acordo depende ainda de outras questões.

Rômulo tem vínculo com o Spartak até junho de 2017. Hoje o jogador já poderia assinar um pré-contrato com o Flamengo, porém, o Rubro-Negro quer contar com ele já a partir da pré-temporada.

O impasse existe porque os flamenguistas não pretendem procurar o clube russo, pois não querem oferecer uma compensação financeira por um jogador que está em fim de contrato e que não pretende permanecer no Leste Europeu.

Ficou acertado então que caberá aos representantes de Rômulo e ao próprio jogador a missão de convencer o Spartak a aceitar liberá-lo em janeiro sem nenhuma compensação financeira. Os argumentos usados serão a redução da folha salarial e a possibilidade de algumas pendências com o atleta ficarem em aberto.

Outros nomes

Além de um volante, o Flamengo procura um lateral esquerdo e o nome mais cotado é o de Reinaldo, que está emprestado pelo São Paulo à Ponte Preta.

O ataque também será reforçado. Marinho, que vem se destacando pelo Vitória, recebeu proposta. Já o nome de Jéfferson Farfán, que foi ventilado na Gávea pela imprensa peruana, foi descartado pelo Flamengo.

Dentro de campo, o elenco participou de um trabalho tático na manhã desta quinta-feira, no Ninho do Urubu, mas sem a presença da imprensa. Assim, ainda não está definido o time que vai enfrentar o Atlético-PR no próximo domingo, às 17h (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Nesta sexta-feira, o elenco treina na parte da manhã.

Zé Ricardo - Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
O GLOBO: A quatro dias do fim de seu primeiro campeonato como treinador profissional, Zé Ricardo já projeta sua equipe para a próxima temporada. Se em 2016 a equipe teve um padrão conhecido, com três jogadores no meio-campo, dois deles volantes, e três atacantes, dois deles jogando aberto, a ideia é ter novas opções táticas. O rubro-negro entra em campo no domingo, às 17h, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, na tentativa de se manter na segunda posição.

— Em 2016, a ideia foi de padronizar uma maneira de jogar e conseguimos ter sucesso dessa forma. Em 2017, buscar uma maneira alternativa de jogar faz parte do planejamento, mas isso demanda tempo. Dependendo do que a gente tem no plantel e do tem a receber, a gente pode planejar uma nova forma de atuar seja para usar durante os jogos ou dependendo do adversário — afirmou o treinador após comandar treino da equipe na manhã desta quarta-feira no Ninho do Urubu.

Alguns nomes, como Vitinho, do Internacional, Marinho, do Vitória, e Rômulo, do Spartak Moscou, da Rússia, interessam ao clube, mas o técnico preferiu falar de forma abrangente sobre os jogadores que espera para a temporada 2017. Ele também elogiou a base formada na atual temporada, apesar de não ter conquistado títulos.

— Temos um grupo maravilhoso que sai fortalecido de 2016 e que, salvo alguma abalo, pode fazer um ano ainda melhor com a base boa que tem — afirmou. — Quando montamos um elenco, pensamos na característica, posição e versatilidade dos atletas.

Em 2017, há expectativa de que jogadores poucos utilizados, como os argentinos Mancuello e Donatti e o colombiano Cuéllar, tenham mais chances. Mancuello foi elogiado por Zé Ricardo.

— O Mancuello é uma atleta que tem como marca principal um cognitivo altíssimo, uma leitura de jogo muito boa. Alguns atletas que vem de fora precisam de mais e outros de menos de adaptação. Ele faz parte dos que precisam de mais tempo de adaptação. Ele é extremamente profissional, sempre tem uma palavra de ajuda para os companheiros antes e depois dos jogos. A gente vê nele um atleta que pode nos ajudar bastante — ressaltou.

O atacante Paolo Guerrero não treinou nesta quarta-feira. Ele está no Peru, onde divulga uma filme sobre sua vida e deve voltar às atividades na sexta-feira.


Time do Atlético-MG vice-campeão da Copa do Brasil de 2016 - Foto: AFP / JEFFERSON BERNARDES
BLOG DE CANELA FC: Com o empate de ontem, 7, no segundo jogo da final da Copa do Brasil para o Grêmio, o Clube Atlético Mineiro se isola como o maior recordista de vices no futebol brasileiro. Agora com 46, o Galo soma agora três a mais que Cruzeiro, São Paulo e América de Natal, equipes que dividem a segunda posição.

O levantamento, exclusivo do blog Gol de Canela F.C., levou em consideração as quatros divisões do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, as primeiras divisões dos 27 campeonatos estaduais, torneios continentais e internacionais, além das competições nacionais extintas. Confira o top 10:

1 – ATLÉTICO-MG (46 VICES)
37 vezes no Campeonato Mineiro
5 vezes no Campeonato Brasileiro Série A
1 vez na Copa Conmebol
1 vez na Copa Conmebol Masters
1 vez na Copa Ouro
1 vez na Copa do Brasil

2 – CRUZEIRO, SÃO PAULO E AMÉRICA DE NATAL (43 VICES CADA)

Cruzeiro
24 vezes no Campeonato Mineiro
4 vezes no Campeonato Brasileiro Série A
2 vezes na Copa do Brasil
2 vezes no Mundial de Clubes
2 vezes na Copas Libertadores
2 vezes na Supercopas Libertadores
2 vezes na Recopa
1 vez na Taça Roberto Gomes Pedrosa
1 vez na Copa dos Campeões
1 vez na Copa Sul-Minas
1 vez na Copa Mercosul
1 vez na Supercopa Masters

São Paulo
23 vezes no Campeonato Paulista
6 vezes no Campeonato Brasileiro Série A
3 vezes na Copa Rio-São Paulo
3 vezes na Copa Libertadores
2 vezes na Copa Ouro
2 vezes na Recopa
1 vez na Copa do Brasil
1 vez na Copa dos Campeões
1 vez na Supercopa Libertadores
1 vez na Copa Suruga

América de Natal
40 vezes no Campeonato Potiguar
1 vez no Campeonato Brasileiro Série B
1 vez no Campeonato Brasileiro Série C
1 vez na Copa do Nordeste

3 – PAYSANDU (42 VICES)
38 vezes no Campeonato Paraense
1 vez no Campeonato Brasileiro Série B
1 vez no Campeonato Brasileiro Série C
1 vez na Copa Norte
1 vez na Copa Verde

4 – FLAMENGO (40 VICES)
31 vezes no Campeonato Carioca
3 vezes na Copa do Brasil
2 vezes na Copa Rio-São Paulo
2 vezes na Supercopa Libertadores
1 vez na Taça Brasil
1 vez na Copa Mercosul

5 – VASCO DA GAMA E REMO (39 VICES CADA)

Vasco da Gama
24 vezes no Campeonato Carioca
7 vezes na Copa Rio-São Paulo
3 vezes no Campeonato Brasileiro Série A
2 vezes no Mundial de Clubes
1 vez na Copa do Brasil
1 vez na Taça Brasil
1 vez na Copa Interamericana

Remo
33 vezes no Campeonato Paraense
2 vezes no Campeonato Brasileiro Série B
2 vezes na Copa Norte
1 vez na Copa Verde
1 vez na Copa Norte-Nordeste

6 – GRÊMIO E PALMEIRAS (36 VICES CADA)

Grêmio
27 vezes no Campeonato Gaúcho
3 vezes no Campeonato Brasileiro Série A
3 vezes na Copa do Brasil
2 vezes na Copa Libertadores
1 vez no Mundial de Clubes

Palmeiras
25 vezes no Campeonato Paulista
3 vezes na Copa Libertadores
2 vezes na Copa Mercosul
2 vezes no Campeonato Brasileiro Série A
1 vez na Copa do Brasil
1 vez na Taça Roberto Gomes Pedrosa
1 vez na Copa Rio-São Paulo
1 vez no Mundial de Clubes

7 – NÁUTICO (35 VEZES)
32 vezes no Campeonato Pernambucano
2 vezes bo Campeonato Brasileiro Série B
1 vez na Taça Brasil

8 – SANTA CRUZ (34 VEZES)
30 vezes no Campeonato Pernambucano
3 vezes no Campeonato Brasileiro Série B
1 vez no Campeonato Brasileiro Série D

9 – VITÓRIA (33 VEZES)
26 vezes no Campeonato Baiano
3 vezes na Copa do Nordeste
1 vez na Copa do Brasil
1 vez no Campeonato Brasileiro Série A
1 vez no Campeonato Brasileiro Série B
1 vez no Campeonato Brasileiro Série C

10 – SAMPAIO CORRÊA (30 VICES)
28 vezes no Campeonato Maranhense
1 vez no Campeonato Brasileiro Série C
1 vez na Copa Norte

Foto: Diego Ribeiro
GLOBO ESPORTE: Favorito no Corinthians a ser o principal alvo de especulações de mercado na próxima janela de transferências, o meia Rodriguinho garante que mantém todo o seu foco para a última partida do ano, contra o Cruzeiro, no Mineirão, domingo, às 17h, que definirá a presença ou ausência do clube na Taça Libertadores do ano que vem.

Ciente de sua própria valorização, porém, ele prefere não garantir a permanência em caso de proposta vantajosa para deixar o Timão.

– É normal no futebol. Quem está indo bem, desperta interesse de outras equipes. Estou focado em terminar bem, em conquistar nosso objetivo. O que tiver de acontecer, se for bom para mim e para o Corinthians, vamos sentar e conversar. Mas minha cabeça está em cumprir o contrato até o fim de 2017 – disse ele.

Antes criticado pelos torcedores, o jogador mudou de status em 2016 após a debandada do time campeão brasileiro do ano passado, passando a exercer um papel de liderança no elenco.

– O que trabalhei e esperei por esse momento de ter confiança... Não foi rápido. Foi muito tempo de preparação, de aprendizado, e que bom que esse momento pôde chegar. Eu queria estar igual ano passado, comemorando o título, mas nem sempre podemos ser campeões. Fico feliz de ser essa referência, vou continuar trabalhando para melhorar – destacou.



Juan, zagueiro do Flamengo - Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo
O DIA: O zagueiro Juan, de 37 anos, renovou o contrato com o Flamengo por mais uma temporada. O defensor começou a temporada como titular, não teve muitos problemas de lesão, mas acabou no banco para Réver e Rafael Vaz. O jogador se disse feliz e contente com a possibilidade de disputar mais uma temporada pelo clube carioca.

''Renovei contrato por mais um ano. E vou fazer o que tenho feito. Viver intensamente o ano. Jogar o máximo de partidas possíveis e estar bem fisicamente para ajudar os companheiros. Ano que vem vamos sentar de novo e ver que condições vou me encontrar'', afirmou.

O adversário de domingo será o Atlético-PR, na Arena da Baixada. O Flamengo tem se preparado em um campo de grama sintética para ter ideia das condições que vai encontrar em Curitiba.

''A gente tentou fazer adaptação. O Atlético sempre foi forte na casa dele. Sempre venceu muitos jogos. É mais um obstáculo, mas já tivemos muitos esse ano. Tentamos adaptar, mas não sabemos como vai ser'', disse.

O Flamengo está na segunda colocação e se vencer será vice-campeão brasileiro. Juan admite que a luta pelo título da competição era o mais importante, mas mesmo assim, o clube carioca tem que lutar pelos seus objetivos.

''É frustrante não ganhar título. Mas quando você não luta mais pelo título, tem que chegar no lugar mais alto. Hoje, para a gente, é o vice-campeonato.'', concluiu.


Foto: Divulgação
UOL: Doze blogueiros do UOL Esporte elegeram os melhores jogadores do Campeonato Brasileiro. A seleção da competição traz seis jogadores do Palmeiras. O Santos colocou dois atletas no time ideal. Atlético-MG, Flamengo e Grêmio, com um atleta cada completam a equipe.

Para chegar à melhor formação do Brasileirão, o UOL pediu aos blogueiros que escalassem dois times - um titular e outro reserva. Quando citado na equipe principal, o jogador ganhou dois pontos. No reserva, um. Além disso, os jornalistas citaram um técnico, o craque da competição e a revelação do torneio.

Após a contagem, a seleção formada traz: 

Vanderlei; Jean, Mina, Geromel e Jorge; Tchê Tchê, Renato, Moisés, Dudu e Robinho; Gabriel Jesus, com o técnico Cuca no comando. 

Moisés foi eleito o craque, enquanto Vitor Bueno, do Santos, a revelação.

JUCA KFOURI

Seleção: Danilo Fernandes; Jean, Geromel, Mina e Fábio Santos; Tchê Tchê, Renato, Moisés, Dudu e Robinho; Gabriel Jesus.
Técnico: Cuca
Time reserva: Vanderlei; Victor Ferraz, Vitor Hugo, Felipe e Zeca; Willian Arão, Cléber Santana, Cueva e Diego Souza; Ricardo Oliveira e Marinho.
Craque: Moisés
Revelação: Gabriel Jesus

MAURO BETING

Seleção: Vanderlei; Jean, Mina, Réver e Jorge; Willian Arão, Renato, Moisés, Dudu e Robinho; Gabriel Jesus.
Técnico: Cuca
Time reserva: Muralha; Vitor Ferraz, Geromel, Vitor Hugo e Zeca; Tchê Tchê, Rafael Carioca, Gustavo Scarpa, Diego Souza e Luan; Fred.
Craque: Moisés
Revelação: Vitor Bueno

PAULO VINÍCIUS COELHO (PVC)

Seleção: Vanderlei; Victor Ferraz, Mina, Geromel e Fábio Santos; Renato, Moisés, Diego, Dudu e Robinho; Gabriel Jesus.
Técnico: Cuca
Time reserva: Jaílson; Pará, Rafael Vaz, Vítor Hugo e Jorge; Bruno Henrique, Tchê Tchê, Gustavo Scarpa, Vitor Bueno e Luan; Fred.

VÍTOR BIRNER

Seleção: Vanderlei; Jean, Mina, Rever e Zeca; Tchê Tchê, Willian Arão, Moisés, Dudu e Robinho; Gabriel Jesus.
Técnico: Dorival Júnior
Time reserva: Jailson; Vitor Ferraz, Vitor Hugo, Rodrigo Caio e Jorge; Rafael Carioca, Renato, Diego Souza, Gustavo Scarpa e Luan; Fred
Craque: Moisés
Revelação: Vitor Bueno

MENON
Seleção: Vanderlei; Vitor Ferraz, Mina, Geromel e Jorge; Tchê Tchê, Moisés, Diego, Diego Souza e Robinho; Gabriel Jesus.
Técnico: Cuca
Time reserva: Muralha; Jean, Vitor Hugo, Rodrigo Caio e Zeca; Renato, Willian Arão, Gustavo Scarpa e Dudu; Marinho e Fred.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget