Últimas Notícias

GÁVEA NEWS: Um dos destaques do Flamengo na temporada de 2018, o meia Everton Ribeiro concedeu entrevista ao canal “Barbaridade”, do Youtube. O meia revelou um “lado nerd”, que por sua vez não é muito conhecido pela Nação Rubro-Negra.

O camisa 7 do time da Gávea, afirmou que gosta de jogar FIFA com seus amigos e revelou uma história inusitada com uma das funcionárias que trabalha em sua residência. Além dos games, o jogador também falou sobre seus gostos musicais e sobre os filmes que costuma assistir nos momentos livres.



GARRAFÃO RUBRO-NEGRO: Por Enéas Lima

Nesse sábado, o Flamengo irá realizar sua estreia em mais uma edição do Campeonato Estadual. O time rubro-negro no papel é o principal favorito, mas Botafogo e Vasco prometem dar trabalho durante a competição. O blog Garrafão Rubro-Negro apresenta os destaques dos adversários do clube da Gávea na competição.

Botafogo com um elenco rejuvenescido e com potencial para chegar a decisão do torneio.

O time alvinegro fez uma grande reformulação no seu elenco após a realização do último NBB. Mudanças desde a comissão técnica e o grupo de jogadores. O time contratou jogadores com potencial como o ala Arthur Bernardi e o ala armador Cauê Borges. O treinador será Leonardo Figueiró que fez um excelente trabalho como assistente técnico no Caxias do Sul no NBB 10.

Presidente do Flamengo e time de Basquete - Foto: Gilvan de Souza
Destaques da campanha do Botafogo no NBB passado, os armadores Guga e Jamaal Smith tiveram seus contratos renovados pela equipe.

Elenco do Botafogo para essa temporada:

Armadores: Jamaal Smith, Guga Ceccato e Henrique Coelho.
Ala armadores: Cauê Borges e Fabricio.
Ala: Arthur Bernardi.
Alas pivôs: Ansaloni e Ron Spencer.
Pivôs: Maique e Guapi
Técnico: Leonardo Figueiró.

Vasco faz mudança total do elenco e tem Alberto Bial como treinador nessa temporada.

Após a campanha que não teve o resultado esperado na temporada passada do NBB, o Vasco resolveu reformular todo o seu elenco, incluindo comissão técnica e jogadores. Com um orçamento inferior ao do NBB 10, o time cruzmaltino terá o técnico Alberto Bial e os jogadores Desmond Holloway e Duda Machado como destaques.

O maior desafio do Vasco será encontrar o melhor entrosamento no decorrer do Estadual e que os estrangeiros consigam se adaptar da melhor forma ao sistema de jogo implantado por Alberto Bial.

Elenco do Vasco para essa temporada:

Armadores: Vithinho Lersch, Armani e Alexei.
Ala armadores: Holloway e Joshua Freelove
Ala: Duda Machado,
Alas pivôs: Gemerson, Rafa Oliveira, Pilar e Luiz Felipe.
Pivôs: Lupa, Sam Muldrow e Lucão.
Técnico: Alberto Bial.

O Flamengo fará sua estreia contra o Botafogo, amanhã, no ginásio Oscar Zelaya, em General Severiano. Mando do Botafogo e apenas a torcida do alvinegro poderá assistir o jogo.

O elenco rubro-negro para a temporada:

Armadores: Franco Balbi, Davi Rossetto, Matheusinho e João Matheus.
Ala armadores: Deryk Ramos e Kevin Crescenzi.
Alas: Marquinhos, Jhonatan Luz e Aieser.
Alas pivôs: Olivinha, David Nesbitt e Ruan.
Pivôs: Anderson Varejão, Rafael Mineiro e João Vitor.
Técnico: Gustavo de Conti.

FOLHA DE SÃO PAULO: Donos das maiores torcidas do país, Flamengo e Corinthians se enfrentarão na semifinal da Copa do Brasil, em setembro. Rivais em campo, os clubes vivem sintonia fora dele, com ações em conjunto e um objetivo em comum: dominar o mercado do futebol brasileiro.

Na última década, as equipes convergiram em negociações de direitos de transmissão de TV, quando lideraram movimento contra a negociação coletiva, que era feita pelo Clubes dos 13 até 2011.

No plano de serem hegemônicas no mercado do futebol brasileiro, enxergam potencial para repetir um cenário visto, por exemplo, na Espanha, onde Real Madrid e Barcelona dividem as torcidas e, consequentemente, as receitas do futebol local. O que até agora não se confirmou.

“A relação de Flamengo e Corinthians é muito boa. São dois clubes com interesses comuns. Times com a grandeza de Flamengo e Corinthians precisam deixar a rivalidade de lado”, afirma à Folha Eduardo Bandeira de Melo, presidente do Flamengo.

Foto: Gilvan de Souza
Bandeira de Melo afirmou que os departamentos de marketing ainda não fecharam uma divulgação especial para divulgar o confronto, mas falou que algo deve ser analisado pelas duas partes.

Os clubes já convergiram e atuaram juntos em negociações. O último caso foi na venda dos direitos pelas placas de publicidade nos campos no Campeonato Brasileiro.

As duas equipes furaram o acordo coletivo proposto pela CBF, onde o valor recebido por cada clubes seria de cerca de R$ 5 milhões. Negociaram individualmente por R$ 12 milhões. O Corinthians confirmou o acerto e o Flamengo diz que ainda faltam detalhes para o acordo ser oficializado.

“Corinthians e Flamengo são rivais, mas não disputam mercado. Cada clube tem a sua área de atuação nas mais diversas regiões do Brasil”, diz o diretor de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg.

O confronto entre os dois clubes divide o mapa do Brasil. Corintianos e flamenguistas amealham quase um terço de fãs de futebol, ou 32% da fatia de torcedores no cenário nacional, segundo pesquisa do Datafolha. Tecnicamente, as torcidas estão empatadas. O Flamengo aparece com 18% da preferência dos torcedores. O Corinthians tem 14%. Há empate no limite da margem de erro da pesquisa, de janeiro de 2018.

O Corinthians leva vantagem na região Sudeste, onde aparece com 19% da preferência dos torcedores, enquanto o Flamengo tem 14%. Considerando a margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos no recorte regional, as equipe estão tecnicamente empatadas.

Já a região Norte garante ao Flamengo a liderança. Os cariocas ostentam uma preferência de 37%. O Corinthians surge em segundo lugar, com 8% das intenções. Tal situação se repete no Nordeste, onde a equipe rubro-negra atinge a marca de 23%, contra 9% do clube paulista.

Dentro de campo, os rivais já realizaram jogos emocionantes. Pela Copa do Brasil, o grande duelo aconteceu na edição de 1989, pelas quartas. Na partida de ida, o time carioca venceu por 2 a 0. Na volta, no Pacaembu, Zico fez 1 a 0, o Corinthians virou para 4 a 1 com gol olímpico de Neto e já festejava a classificação quando Júnior diminuiu o placar e deu a vaga ao Flamengo.

Pela Libertadores, os times se enfrentaram em 2010, pelas oitavas. O Flamengo venceu no Rio por 1 a 0, perdeu em São Paulo por 2 a 1. Por ter feito um gol na casa do adversário, os cariocas avançaram.

SOU FLAMENGO OFF-RIO: A noite parecia que seria mágica: estádio cheio, torcida apoiando e um gol logo aos 4 minutos de jogo. Se na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil o Flamengo levou 90 minutos e mais os acréscimos para conseguir marcar, no jogo da última quarta o gol necessário veio logo no começo: cruzamento de Vitinho, furada de Cortês, uma ajeitada meio de peito, meio de ombro do Paquetá e chute certeiro, no cantinho, de Everton Ribeiro. Explosão no Maraca. Parecia que seria fácil, mas o que aconteceu à partir daí foi bem longe disso.

O Grêmio passou a dominar pouco a pouco as ações no meio campo e a chegar com muito mais frequência ao gol do Flamengo, porém sem esboçar grande perigo. Mesmo com mais de 60% de posse de bola, o Grêmio não teve nenhuma chance clara de gol no primeiro tempo, apesar de martelar insistentemente com vários cruzamentos na área para o André e chutes de fora da área, alguns sem direção nenhuma, outros fracos e fáceis para o Diego Alves.

Torcida do Flamengo com bandeiras e funmaça - Foto: Divulgação
No segundo tempo a pressão aumentou, mas a medida que o tempo ia passando, e o Grêmio cansando, o Flamengo voltou a ter o controle do jogo. Uma defesa sólida como há muito não se via no time. Tenho a impressão que se tivesse mais duas horas de jogo o Grêmio ainda assim não conseguiria um gol. Réver com dez roubadas de bola e Everton Ribeiro com quatro roubadas e quatro interceptações pareciam intransponíveis e eram a imagem do Flamengo em campo. Até apareceram alguns memes engraçados, dizendo que o Cuellar saiu devido às pernas pesadas por levar o Everton e o André no bolso.

Por sinal, a melhor chance de gol no segundo tempo foi do Flamengo: troca de passes entre Paquetá e Marlos, finalização do Marlos para defesa de Marcelo Grohe e sobra de bola, já sem goleiro, para o Paquetá, porém com três marcadores travando a conclusão final. Uma grande chance perdida, aos 30 minutos da etapa final, que praticamente mataria a partida. Fim de jogo e o Flamengo classificado para mais uma semifinal de Copa do Brasil, a terceira em seis anos. A décima na história.

Duelo épico contra o Corinthians

Assim como o último confronto entre as duas equipes num mata mata (oitavas de final da Libertadores 2010), este tende a ser o duelo do ano. São mais de 60 milhões de torcedores, quase um terço da população brasileira inteira, que torce para um dos dois times. São os maiores clubes de seus respectivos estados, com ampla maioria da torcida.

Porém, muito além das duas maiores torcidas do país, também são os dois times mais odiados, o que aumenta ainda mais a audiência com os torcedores que torcem contra um, outro ou ambos. Certamente serão algumas semanas com predomínio total do confronto nos debates esportivos e nas discussões entre torcedores. Imperdível.

Volta ao Campeonato Brasileiro

Enquanto aguardamos a tão esperada volta da Libertadores com o confronto contra o Cruzeiro no Mineirão, todas as atenções voltam ao Campeonato Brasileiro. Esta para mim deveria ser a competição em que Flamengo teria que concentrar todas as suas forças, pois é uma competição em que vence o time mais regular, não apenas com elenco mais qualificado, mas também com elenco que tenha mais vontade de vencer todos os jogos e que dispute cada partida como uma final. E eu acredito que, pela qualidade do nosso elenco e com a força do Maracanã, o Brasileirão é a competição em que o Flamengo tem mais chances de vencer sem muitos sustos, sem ter que depender de uma única partida épica ou de uma única vitória sofrida.

Porém, talvez não seja a mentalidade de grande parte da torcida e da própria diretoria e comissão técnica. Estes parecem dispostos e jogar tudo nas três competições, para abraçar aquela que sobrar. Espero que não seja tarde demais quando passarem a priorizar alguma competição, como todos os demais clubes estão fazendo.

Até a volta contra o Cruzeiro pela Libertadores serão três jogos pelo Brasileirão: Atletico-PR (em Curitiba, onde o Flamengo é eterno freguês); Vitória em casa e América-MG fora. Seis pontos nestes três confrontos serão vitais para que o Flamengo chegue em Setembro com chances reais de retomar a liderança. E dar uma secada no São Paulo também será muito importante para que eles não disparem. E quem sabe a liderança não volte nestas três rodadas?

Vamos com tudo, porque o tão aguardado “ano mágico” pode estar mais perto do que se imagina. Ou acumularemos mais fracassos acreditando em um 2019 melhor. Pelo que vivemos nos últimos três anos, acredito que merecemos muito uma grande conquista ainda em 2018. Até para coroar o trabalho da diretoria que, se não foi perfeita (e esteve longe da perfeição em muitos aspectos), trabalhou muito nos bastidores e nas finanças para fazer o Flamengo mais forte a cada dia. Só nos resta torcer.

SRN.

Daniel Mercer

ESPN FC: Por João Luis Jr.

A Copa do Brasil é, tanto por sua natureza quanto por esforço da organização, provavelmente a competição mais emocionante do futebol brasileiro. Maior torneio mata-mata com times nacionais, ela atualmente não apenas oferece mais em premiação do que a própria Libertadores como é especialmente planejada para privilegiar os melhores times do Brasil, que já entram em fases avançadas da competição, o que garantiu semifinais do tamanho de Flamengo x Corinthians e Palmeiras x Cruzeiro. Quatro das mais tradicionais e mais fortes equipes do país disputando um título valioso simbólica e financeiramente, em estádios lotados, tudo isso organizado, planejado e com as datas escolhidas pela Confederação Brasileira de Futebol, a CBF.

Time do Flamengo no Maracanã - Foto: Gilvan de Souza
CBF a mesma instituição que, através do seu treinador Tite, anunciou nessa sexta-feira sua lista de convocados para os primeiros amistosos da Seleção Brasileira após a Copa de 2018, contra Estados Unidos e El Salvador, que serão realizados durante as datas FIFA, dias tradicionalmente reservados para confrontos entre seleções, onde os clubes tem a obrigação de ceder seus jogadores para seus países. Os jogos da Seleção Brasileira ocorrerão nos dias 7 e 11 de setembro, nos Estados Unidos, com os atletas se apresentando no dia 2 para o período de preparação pré-jogo. A primeira partida das semifinais da Copa do Brasil? Bem, ela acontece no dia 12 de setembro.

Se você notou algo de estranho, se você notou alguma informação que não bate, se você viu que algo aí está confuso, você tem razão. Sim, a CBF, que organiza a Copa do Brasil e comanda a Seleção Brasileira, marcou sim as semifinais de uma de suas mais importantes competições para o mesmo período em que espera que seus melhores atletas estejam à serviço da seleção, fazendo com que 3 dos 4 times que disputarão as semifinais da Copa do Brasil tenham que, ao menos em tese, obrigatoriamente ceder jogadores para o time de Tite. Cruzeiro cederia seu melhor zagueiro, Dedé; Corinthians ficaria sem seu lateral direito titular, Fagner; e o Flamengo perderia aquele que hoje é seu mais importante jogador, Lucas Paquetá.

Claro que soluções podem ser buscadas. Os jogadores podem voltar ao Brasil em voos fretados logo após a partida, os clubes podem preparar esquemas logísticos para acelerar a chegada dos atletas, as convocações podem ser negociadas com a confederação de alguma maneira. Mas em linhas gerais, quando você analisa convocação e percebe que baseado no que conhecemos de Tite nenhum dos jogadores foi chamado para ser titular, a realidade é que a CBF simplesmente decidiu tirar 3 dos mais importantes jogadores de 3 dos mais importantes clubes de uma das competições mais importantes do Brasil para que eles pudessem ficar sentados no banco de reservas durante um amistoso contra a poderosa seleção de El Salvador, a 72ª colocada do ranking FIFA. E se isso não for o mais puro descaso com os clubes, o torcedor e o futebol brasileiro como um todo, é no mínimo um exemplo absurdo de falta de organização.

Fico feliz pela convocação de Paquetá, claro. Já um grande jogador com apenas 20 anos, só o futuro irá dizer o quão alto o nosso meia pode chegar se somar sua habilidade natural com a experiência e seriedade que só o tempo pode oferecer. Mas é no mínimo absurdo que uma convocação para o selecionado nacional, algo que antes era motivo de orgulho para qualquer torcedor, se torne um problema para o clube pelo simples fato de que a CBF não se importa o bastante com os times brasileiros para realizar o esforço mínimo de organizar decentemente o calendário ou não convocar para jogos inúteis da seleção jogadores que estariam disputando partidas decisivas por seus clubes.

COLUNA DO FLAMENGO: Nesta sexta-feira (17), a Seleção Brasileira divulgou a lista de convocados para os dois próximos amistosos da equipe, que serão contra EUA e El Salvador, nos dias 07 e 11 de setembro. Entre os selecionados de Tite, estão três jogadores fundamentais para clubes que disputam os jogos da fase de semifinal da Copa do Brasil, que serão um dia após o segundo amistoso da Canarinho. Entretanto, a entidade descartou qualquer possibilidade de adiar os compromissos da competição de mata-mata, conforme noticiou o jornal O Globo.

A justificativa da CBF é que, por conta de obrigações contratuais, a alteração das datas dos confrontos é inviável. Sendo assim, a possibilidade de que Flamengo, Cruzeiro e Corinthians atuem sem Lucas Paquetá, Dedé e Fagner, respectivamente, se torna ainda maior.

Lucas Paquetá na Seleção - Foto: Kin Saito
O Flamengo já sabia que a convocação de Lucas Paquetá era iminente. Por isso, antes mesmo que esta se confirmasse, o clube já estudava estratégias para obter a liberação de seu camisa 11 ao menos para a partida da Copa do Brasil, uma vez que, com a ida à seleção, é inevitável que ele perca ao menos dois confrontos, que serão contra Internacional e Chapecoense, ambos pelo Brasileirão.

Paquetá, inclusive, comentou sobre a hipótese de atuar no clássico contra o Corinthians. O atleta demonstrou confiança na possibilidade de estar no confronto decisivo. Ele, inclusive, não descartou a chance de atuar pela Seleção Brasileira e, no dia seguinte, entrar em campo pelo Flamengo.

— Eu tenho certeza que se tiver essa possibilidade, eles vão fazer de tudo pra que eu possa chegar a tempo. E eu também vou querer jogar e estarei pronto. Sempre sonhei com essa competição. Hoje mais uma vez temos a chance de competir. Vou estar em campo, se Deus quiser —, disse o jogador.

Enquanto não se junta à seleção – o que deve acontecer após a rodada do dia 02 de setembro -, Paquetá segue se preparando com o elenco do Fla para mais um compromisso. Desta vez, o adversário será o Atlético-PR, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo está marcado para as 11h do próximo domingo (19) e, caso conquiste a vitória, o Mengão pode retornar à liderança da competição, uma vez que tem apenas um ponto a menos que o São Paulo, atual líder.

COLUNA DO FLAMENGO: No início da tarde desta sexta-feira (17), o técnico Ricardo Gareca, da seleção peruana, divulgou a lista com os 24 convocados para os próximos amistosos da Albiroja. Dentre os selecionados pelo treinador argentino, está o lateral esquerdo Miguel Trauco, do Flamengo.

Com escolha do lateral esquerdo para representar a seleção de seu país, o clube da Gávea chegou a seu terceiro representante entre as convocações. Os outros dois foram Lucas Paquetá, que já era previsto na lista da seleção brasileira, e o jovem goleiro Hugo, grande surpresa na Canarinho.

Paquetá e Cuéllar no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Apesar do número considerável de atletas já escolhidos pelas equipes nacionais, o Rubro-Negro pode ter outro jogador sendo chamado. Trata-se do volante Gustavo Cuéllar. Em alta no Fla, o jogador ficou na pré-lista da Colômbia para a Copa do Mundo e, iniciando um novo ciclo, é possível que José Pékerman convoque o atleta.

Os amistosos serão entre as duas primeiras semanas do mês de setembro. Com isso, os atletas convocados ficarão fora de, no mínimo, duas partidas do Brasileirão. No caso do Flamengo, a situação é ainda mais acentuada. Isso porque o clube da Gávea terá compromisso pelo dia 12 de setembro, pela semifinal da Copa do Brasil e, como a Canarinho tem partida marcada para o dia 11, a presença de Paquetá no embate se tornou uma incógnita. O mesmo acontecerá com Cuéllar, caso seja convocado.

COLUNA DO FLAMENGO: Na última partida no Maracanã, contra o Grêmio, o Flamengo superou a marca de 50 mil pagantes, que acompanharam de perto a classificação do Rubro-Negro à fase de semifinal da Copa do Brasil. Agora, o Mengão volta ao estádio apenas na próxima quinta-feira (23), e mesmo faltando mais de uma semana para o embate, a torcida já mostrou que está animada para voltar ao Maraca.

Em parcial divulgada por volta das 18h50 desta sexta-feira (17), a assessoria de imprensa do clube da Gávea confirmou que 27 mil ingressos já foram comercializados para o jogo, O confronto em questão será contra o Vitória, pela 20ª rodada do Brasileirão, a primeira do segundo turno.

Torcida do Flamengo com fumaça (wallpaper) - Foto: Divulgação
Antes de receber a equipe baiana, o Flamengo visita o Atlético-PR na Arena da Baixada. O confronto está marcado para as 11h deste domingo (19), pela 19ª rodada do Brasileiro. Com 37 pontos conquistados, o Flamengo é vice-líder da competição e só pensa na vitória para retomar a ponta da tabela, que é atualmente do São Paulo, que tem um ponto a mais que o Rubro-Negro.

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget