Além do Grêmio, Flamengo também pode perder mando por 'invasão'.

Ao que tudo indica, o time da Gávea receberá pena leve, pois a detenção da pessoa que tentou entrar no gramado "exime a entidade de responsabilidade".

Foto:Vitor Silva/SSPress/Botafogo
ESPN: Dois dias após a polêmica decisão de punir o Grêmio com a perda do mando de campo da final da Copa do Brasil, por causa da presença no gramado de Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Gaúcho, após a classificação nas semifinais, o Flamengo será julgado no mesmo artigo que o clube gaúcho foi enquadrado nesta quarta-feira e até pode acabar perdendo o Maracanã na reta final do Campeonato Brasileiro.

O Rubro-Negro também foi denunciado no artigo 213, inciso II, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por não prevenir e reprimir a invasão de campo por um torcedor no clássico contra o Botafogo, ocorrido no último dia 5. A ação foi registrada na súmula da partida, que terminou com empate em 0 a 0, pelo árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima.

"Ao final da partida, um torcedor do Flamengo invadiu o campo na tentativa de abraçar um jogador. O referido foi imediatamente contido pelos seguranças, não ocasionando problema. Fomos informados que o devido torcedor foi encaminhado ao Jecrim (Juizado Especial Criminal)", escreveu o dono do apito, conforme consta no site da CBF.

Ao que tudo indica, o time da Gávea receberá pena leve, conforme indica o parágrafo terceiro do artigo 213, pois a detenção e identificação da pessoa que tentou entrar no gramado "exime a entidade de responsabilidade", aponta o Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

No julgamento do Grêmio, um auditor recorreu ao parágrafo primeiro do artigo, que aponta que se a "desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas".

A princípio, sob a ótica do STJD, a diferença entre os dois casos é de que, mesmo o clube carioca não tendo impedido a entrada do torcedor em campo, a ação da polícia o livra da perda de mando. Caso a filha de Renato Gaúcho tivesse sido retirada de campo e fosse registrado um boletim de ocorrência, o Tricolor não sofreria a pena mais grave prevista pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Terceiro na tabela, Flamengo ainda disputará dois jogos como mandante nesse Brasileiro, primeiro encarando o Coritiba, neste domingo, e, exatamente uma semana depois, em duelo com o Santos, atual vice-líder da competição. Os dois compromissos estão marcados para acontecer no Maracanã.

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget