Botafogo pagará bicho de R$ 200 mil por vitória sobre o Flamengo.

Além de aproximar o Botafogo de uma vaga na Libertadores, uma vitória alvinegra pode enterrar de vez as chances de título do rival.

Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo
GLOBO ESPORTE: Por mais que a comissão técnica tente tratar o duelo contra o Flamengo como mais um jogo, não é segredo para ninguém que o clássico deste sábado é especial em General Severiano. Além de aproximar o Botafogo de uma vaga na Libertadores, uma vitória alvinegra pode enterrar de vez as chances de título do rival. Movida pela rivalidade, a diretoria aumentou a premiação. Em caso de três pontos, jogadores e funcionários vão dividir o “bicho” de R$ 200 mil.

O tradicional "bicho", recompensa dada em dinheiro por vitórias no futebol, voltou com toda força a General Severiano nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Ano passado, na Série B, os jogadores ganhavam R$ 70 mil para serem repartidos a cada triunfo. No primeiro semestre da atual temporada, a premiação chegou a ser abolida, mas reapareceu na caminhada para escapar do rebaixamento e aumentou na disputa por um lugar no G-6. A quantia oferecida pela diretoria não é fixa, varia de acordo com a dificuldade dos duelos, mas passou de R$ 120 mil para R$ 150 mil recentemente. Todos os relacionados recebem, não só quem entra em campo.

- É positivo, né (risos). O clássico tem essa rivalidade. Mas deixo isso mais para os torcedores, que tem essa “tiração” de sarro. Para nós, aqui, é coisa séria. Vai ter bicho mesmo, mas não sei o valor. Acho desnecessário falar do bicho O jogador já vai motivado para um clássico, ainda mais no Maracanã. O jogador não vai correr mais por isso. Mas se eu falar que não quero dinheiro, serei hipócrita e mentiroso (gargalhada) – brincou o goleiro Sidão, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira.

A premiação tem sido um incentivo extra na reta final da temporada para os jogadores do Botafogo. Antônio Carlos Azeredo, o Cacá, vice de futebol, tem acompanhado a delegação nas últimas viagens e é o responsável por fazer a alegria do grupo. Há duas semanas, no Recife, na vitória sobre o Santa Cruz, no Arruda, foi possível ouvir do lado de fora do vestiário o seu nome gritado pelos jogadores, entre muitas risadas e brincadeiras pedindo "aumento" da premiação. No ano passado, Willian Arão era o elo entre elenco e diretoria para assuntos, entre outros financeiros. Depois de sua saída, Renan Fonseca é quem faz mais esse papel de diálogo com o departamento de futebol do clube.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget