Categorias de Base: Geração vencedora?

Como é de se perceber, o Flamengo continua com uma base forte, mas o que intriga os torcedores é a capacidade da mesma. Será que vinga?

Flamengo campeão Sub-17 - Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
MERCADO DO FUTEBOL: Pra todo time de grande expressão é importante ter uma categoria de base sólida e forte. Pro Flamengo, um time de tanta tradição por fazer elencos vencedores com jogadores formados no clube, essa missão é ainda mais importante.

A frase ”Craque o Flamengo faz em casa” não é por acaso, um time que foi campeão brasileiro, da Libertadores e mundial com um elenco quase todo formado pela base e sempre teve tradição de revelar craques pro futebol mundial, passou por um tempo de dificuldade, onde a safra de jogadores nunca rendeu o esperado.

Nos últimos anos, a base do Flamengo conquistou títulos importantes, sendo eles duas Copa São Paulo de Futebol Júnior, o mais famoso torneio da categoria. Em 2011, o time tinha como destaques, o goleiro César, o zagueiro Frauches, o volante Muralha, os meias Rafinha e Adryan, e os atacantes Negueba e Lucas. Todos esses jogadores subiram pro profissional, mas nenhum vingou.

Esse ano, o Flamengo voltou a vencer a Copinha, mas com um time mais maduro e com mais promessas, alguns até figuram no time principal, e não é só isso, o Flamengo venceu o famoso torneio Otávio Pinto Guimarães (OPG) nas categorias Sub-20 e Sub-17, foi bicampeão da copa Dadazinho pela categoria Sub-14.

As promessas da base são: o goleiro Thiago, o zagueiro Thuler, os laterais Kléber e Thiago Ennes, os meias João Pedro e Matheus Sávio, os atacantes Daniel Dos Anjos, Loran, Cafu, Lincoln e Vinícius.

O meio campo Matheus Sávio é outro que teve suas oportunidades, chegou a balançar as redes, mas não encheu os olhos da torcida e voltou pra base.

O atacante Vinícius tem multa milionária e é considerado a maior promessa das bases do Brasil, olho no garoto…e sem pressão!

Daniel dos Anjos foi o artilheiro do torneio OPG, fez dois na final contra o time do Vasco dentro de São Januário. Já bateu a idade de base, e provavelmente vai ser um dos atacantes do time profissional em 2017.

Alguns, já conhecidos no time profissional, também encantam e poder ir ainda mais longe, são eles: O lateral esquerdo Jorge que teve seu nome vinculado ao Manchester City de Guardiola, o zagueiro Léo Duarte que foi titular no inicio do ano, o volante Ronaldo, o atacante Felipe Vizeu que mesmo sendo banco é um dos artilheiros do time, outro atacante que é o Thiago Santos, e o meia Lucas Paquetá, que é visto como o mais promissor, por mais que não venha tendo oportunidades. E o remanescente de 2011, o meia Adryan, que sempre é lembrado, mas nunca mostrou pro que veio.

Como é de se perceber, o Flamengo continua com uma base forte, mas o que intriga os torcedores é a capacidade da mesma. Será que vinga? Será que voltaremos a formar craques como 81? Será que teremos um novo Adriano, um novo Júlio César, um novo Juan? São essas as perguntas e só o tempo vai responder, o que torcemos é que sim, e que esses jogadores continuem a brilhar e mostrar potencial, e futuramente, trazer alegria a nossa torcida. SRN!

*

E ah, na manhã de hoje (16/11) o Flamengo conquistou o campeonato carioca sub-17 de forma invicta, vencendo o Vasco com um placar agregado de 10×1. Lincoln foi o artilheiro da competição com 21 gols.

Por Bruno Andrade

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget