Clube que deu calote no Flamengo é excluido da Champions.

Além da exclusão por dois anos, o clube foi multado em 45 mil euros (cerca de R$ 168,8 mil) e reembolsar os 312 mil euros (cerca de R$ 1,1 milhão).

Wanderley jogou no Flamengo em 2011 - Foto: Celso Pupo / Fim de Jogo
EXTRA GLOBO: O Al Nasr, time dos Emirados Árabes, foi excluído da Liga dos Campeões Asiática até 2019 pela Confederação Asiática de futebol (AFC). O motivo é o fato de ter inscrito o jogador brasileiro Wanderley com um falso passaporte da Indonésia. A informação foi dada pela entidade nesta sexta-feira. A equipe de Dubai está proibida de competir no torneio continental em 2018 e só poderá voltar a partir do ano seguinte, "depois de dois anos de período probatório".

Além da exclusão por dois anos, o clube foi multado em 45 mil euros (cerca de R$ 168,8 mil) e reembolsar os 312 mil euros (cerca de R$ 1,1 milhão) que recebeu por ter chegado às quartas de final da Champions da Ásia deste ano.

Já o atacante de 28 anos, que foi revelado na Ponte Preta, mas teve passagens por Flamengo e Cruzeiro, foi multado em 9 mil euros e só poderá voltar a jogar depois do dia 2 de dezembro, quando termina a sua suspensão provisória, aplicada no início de setembro.

"O Al Nasr carrega a maior parte da responsabilidade por esta violação, por ter deliberadamente obtido um passaporte indonésio para contornar a regra do '3+1' e seus funcionários não foram honestos com a AFC. Wanderley, por sua vez, é responsável por ter aceitado ser inscrito como indonésio embora não possua a cidadania indonésia", afirmou a ACF em comunicado.

A regra explica que um time pode escalar quatro jogadores estrangeiros, mas um deles precisa ser asiático. Por isso, o brasileiro foi o escolhido para ter um passaporte falso.

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget