E que Zé volte a ser mais Tite do que Dunga.

Ze Ricardo tem sido o contrário disso. Tem alternado o jeito de Flamengo se portar em campo, jogo a jogo ou mesmo mais de uma vez durante um jogo.

Foto: Marcelo Cortes/Fotoarena
LANCE: Uma das principais razões do fracasso de Dunga é a teimosia. A incapacidade e a falta de vontade de mudar um jogo, de alterar o esquema tático quando percebia que não estava dando certo, que se tornara previsível para o adversário.

Ze Ricardo tem sido o contrário disso. Tem alternado o jeito de Flamengo se portar em campo, jogo a jogo ou mesmo mais de uma vez durante um jogo.

Neste domingo, o treinador rubro-negro mexeu errado no intervalo, ao substituir o contundido Gabriel pelo argentino Mancuello. Matou a jogada pela direita que mantinha o Coritiba recuado e concentrou o jogo pelo meio. Fez o Coxa crescer e passar a mandar na partida.

Mas o pior estava por vir. E Zé teve um dia de Dunga. Teimoso, decidiu manter o esquema trocando Everton, um dos melhores em campo, por Fernandinho. Perdeu a chance de mudar de novo, abrir passagem outra vez pelas pontas e recuperar o domínio do jogo. Algo que parecia tão óbvio que a torcida vaiou fortemente a substituição - coisa rara na vida do treinador.

A teimosia custou caro. Sem o jogo de pontas que garantira o inicio avassalador no primeiro tempo, o Flamengo virou presa fácil e o empate foi uma questão de tempo, em que pese as chances perdidas pelo próprio Fernandinho e Guerrero em contra-ataques.

O resultado foi um desastre. O Flamengo perdeu não apenas as remotas chances de título, mas principalmente colocou em risco a terceira posição e a vaga do time para a Libertadores sem ter de disputar a fase de classificação.

O que resta é bola pra frente. E que Zé volte a ser mais Tite do que Dunga.

Luis Fernando Gomes

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget