Técnico do Flamengo mira vitória em casa para 'trazer a torcida'.

Por isso, foi com certo alívio que Zé Ricardo analisou o placar de 1 a 0 sobre o América-MG, nesta quarta-feira, no Mineirão.

Zé Ricardo, treinador do Flamengo - Fotos: Staff Images / Flamengo
GLOBO ESPORTE: Faltando quatro rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro e dependendo de outros resultados para ser campeão, não havia outra saída para o Flamengo a não ser a vitória. Fosse jogando bem ou não. Por isso, foi com certo alívio que Zé Ricardo analisou o placar de 1 a 0 sobre o América-MG, nesta quarta-feira, no Mineirão.

- Temos que estar atentos e conscientes de que matematicamente temos expectativa. O rendimento não foi bom, mas conseguimos três pontos importantes. Brigamos, nos dedicamos, e isso foi importante para sairmos dessa fase de quatro jogos sem vitórias. É o segundo jogo seguido que não sofremos gol, uma marca de nosso melhor momento da competição. Mas precisamos melhorar para domingo, vencer dentro de casa que é um incômodo que precisamos tirar. Só assim para trazer a torcida com a gente - disse.

Confira outros trechos da coletiva de Zé Ricardo após a partida

Luta pelo título

Temos que vencer todos os jogos, pensando em título. Os adversários têm jogos difíceis, e hoje isso foi provado. Tínhamos bastante cuidado e temor, vínhamos de uma sequência de 10 dias sem jogar. Por mais que soubéssemos que seria bom para recuperar, faltaria ritmo de jogo, e isso ficou evidente. Tivemos cuidado nas substituições, pois a qualquer momento alguém podia pedir para sair. Palmeiras, Atlético e Santos vão ter partidas difíceis. A Chapecoense provou que está dentro da competição. Vamos focar nos nossos jogos, recuperar bastante os atletas e fazer um jogo melhor do que fizemos hoje.

Secar o Palmeiras

Não tem como esconder. Se falarmos de título, a vitória do Atlético é fundamental nesse objetivo. Se pensarmos em G-3, melhor o Palmeiras vencer. Temos condições de jogar de igual para igual, temos que pensar no título Brasileiro. Matematicamente não dependemos da gente, classificação direta para a libertadores. Temos que torcer para que os resultados aconteçam dessa forma.

Qualidade da atuação

Cobro muito jogar bem, não sou afeito à questão de ganhar por ganhar, mas eram importantes os três pontos hoje. Acredito que essa vitória possa nos empurrar para a sequência de três jogos. Apesar de não ter feito partida boa, a estratégia deu certo. O grupo está de parabéns pela vitória, estamos em busca do que melhor podemos ter.


Substituições

Sabíamos que o Everton não aguentaria o jogo todo. Ele sinalizou para a gente, falou com o departamento médico, disse que ficaria mais 10, 15 minutos. O Fernandinho teve uma queda, e o Thiago vem fazendo bons treinos. O Mancuello poderia ter entrado para fechar invertendo o lado com o Gabriel, mas optamos pelo Thiago por merecimento. Ele pode evoluir na questão física, também na finalização. Temos esse diagnóstico e trabalhamos com ele em cima disso. Seguramos a última substituição pelos problemas. Juan, Donatti, Damião... Diego também demonstrava cansaço, então optamos por ter proteção em cima dele, que estava distribuindo o jogo. Cuéllar tem um poder de marcação maior.

Everton

Everton é bastante versátil, com certeza ajuda bastante todos os setores. É muito trabalhador, tem identificação muito grande no clube, tem números interessante e faz de tudo um pouco. Hoje ele sentiu a falta de ritmo nitidamente, mas enquanto teve condição física desempenhou seu melhor. Foi premiado com o gol, na volta dele voltamos a vencer. É um jogador importante, contamos muito com ele, então ficamos felizes por ter retornado.

Desfalques

Entendo o futebol da seguinte forma: a mudança de um ou dois jogadores faz a diferença muito grande. No ritmo de jogo a gente perde um pouco, mas hoje Juan, Donatti e Paulo Victor superaram a dificuldade. Imaginávamos um jogo bastante difícil, pois América venceu quatro dos últimos cinco jogos. Deixamos claro durante a semana a dificuldade que encontraríamos aqui. A gente está feliz pelo resultado, não tanto pela apresentação da equipe.

Perspectiva para 2017

Estou feliz pela campanha, pelos atletas. Tem sido um ano difícil, desgastante. Sobre ano que vem, ainda prefiro não comentar porque temos que focar no que falta no restante da competição. Tem muita coisa para acontecer para depois traçar as metas que o Flamengo sonha. Estou feliz no clube que respeito e pelo qual tenho carinho. Em troca, procuro fazer o melhor, pensar no Flamengo 24 horas por dia. Tenho carinho de diretoria, jogadores e torcida.

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget