Zé Ricardo cita dificuldades para boa sequência do Flamengo.

Segundo Zé Ricardo, o fim está sendo tão ou mais difícil que o início.

Zé Ricardo carregando saco de bolas em treino do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
EXTRA GLOBO: O técnico Zé Ricardo reconheceu que a saída do Flamengo na briga pelo título aumentou a pressão sobre o seu trabalho. Depois de uma temporada de recuperação sob o comando do treinador, a equipe enfrenta o Santos no domingo só com chances de chegar ao segundo lugar no Brasileiro. Segundo Zé Ricardo, o fim está sendo tão ou mais difícil que o início.

- Está sendo difícil o final. As vitorias não vieram e a gente acaba sofrendo pressão. Vislumbrou brigar ate a última rodada. Regularidade é o que marca. A gente precisa fazer as avaliações de forma equilibrada. Desde que assumi tentei dar continuidade em alguns conceitos e trabalhar de forma mais cuidadosa para equilibrar as coisas, vencia e dava para o gasto, recuava após fazer um gol, mas conseguimos dar confiança aos atletas. Aos poucos começamos a jogar um futebol que agradava de ver, vencemos algumas, jogamos bem e a sequencia foi boa, entramos definitivamente no G4. A partir dai o adversário te conhece, as estratégias, as dificuldades do final de competição, a mudança de G4 para G6 motivou as equipes. A gente não conseguiu manter o ritmo de apresentação. Mas no saldo geral não se pode apagar o que construiu. Os atletas se doaram. Orgulho desse grupo. Que 2017 nos dê mais orgulho - afirmou o treinador.

Zé Ricardo não deu pistas do time que enfrenta o Santos. Segundo ele, Gabriel está recuperado, mas Everton e Guerrero podem ganhar a companhia de Fernandinho, Emerson Sheik ou Marcelo Cirino. O restante do time não terá surpresas. A começar por Márcio Araújo, criticado por sua renovação, mas em alta com o técnico.

- Planejamento 2017 está sendo tratado internamente. Falar sobre o Marcio é complicado, ele está sendo questionado, a gente entende, tenta de forma equilibrada lidar com essas situações. Márcio é um profissional de altíssimo nível, não só da questão técnica, de trabalho, dados que justificam a estadia dele por um tempo já. Aqui e em outras equipes do futebol brasileiro. Não gostaria de ver tantas críticas ao profissional, ele não merece. A opinião da torcida e da imprensa tem que ser respeitada. Mas é um atleta que tem todo meu respeito por representar não só um atleta padrão, de comportamento, mas um ser humano acima do nível - enalteceu Zé Ricardo.

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget