Com novidades, Basquete do Flamengo renova com a Estácio.

O anúncio do patrocínio será feito nesta quarta-feira, e ele inaugurará um novo modelo de negócio para os esportes olímpicos da agremiação carioca.

Estádio e Uber, patrocinadoras do Flamengo - Foto: Divulgação
MÁQUINA DO ESPORTE: O Flamengo renovou o contrato de patrocínio da Estácio ao basquete do clube, em acordo que será válido até abril de 2018. O anúncio do patrocínio será feito nesta quarta-feira, e ele inaugurará um novo modelo de negócio para os esportes olímpicos da agremiação carioca.

Os aportes olímpicos ao Flamengo são, prioritariamente, fechados por meio de Lei de Incentivo ao Esporte. Até o último ano, o clube mantinha por volta de cinco projetos abertos que abrangiam, basicamente, algumas modalidades esportivas dentro do clube.

Agora, um único projeto incentivado compreenderá todo o esporte olímpico flamenguista. Na prática, há a facilidade na captação, ainda que cada empresa possa reivindicar o direcionamento da verba aportada a uma modalidade específica.

É o caso da Estácio. A instituição de ensino ampliou o investimento e se tornou uma das principais parceiras do esporte olímpico do Flamengo. Ainda assim, o aporte deverá ser focado, prioritariamente, no basquete do clube, como já aconteceu nos últimos anos, com a marca no uniforme da equipe.

Para o anúncio do patrocínio, por exemplo, foram escolhidos atletas do basquete do Flamengo para gravar um vídeo, a ser exibido nesta semana com as comunicações da equipe e da empresa. Os jogadores gravaram dentro do campus da universidade para produzir a campanha. Nesse caso da Estácio, o investimento é misto, com Lei de Incentivo e verba direta.

“A partir da obtenção das CNDs (Certidão Negativa de Débito), foi criada uma Gerência de Projetos Incentivados que elabora, juntamente com a área técnica. Ela aprova e presta conta de cada projeto em execução. A equipe trabalha exclusivamente para os projetos incentivados e tem o financiamento pelos próprios projetos”, afirmou o diretor executivo de esportes olímpicos do Flamengo, Marcelo Vido, sobre a estrutura criada do clube para gerenciar os aportes.

Desde 2013, o Flamengo coloca em vigor o plano de fazer com que os esportes olímpicos do clube sejam sustentáveis. E, nesse processo, a obtenção das CNDs foi fundamental.

A vice-presidente de relações institucionais da Estácio, Claudia Romano, também comentou o acordo: “Em nosso Programa de Responsabilidade Social, valorizamos o pilar esporte com um trabalho constante de apoio à formação superior de atletas da base ao alto rendimento”.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget