Conca evita falar sobre Zé Ricardo: "Não faz bem ao Flamengo"

Certo é que não se privará de comemorar caso vaze o Tricolor, seu antigo amor. Para explicar, recorreu às memórias de torcedor do Boca Juniors.

Foto: Divulgação
GLOBO ESPORTE: A espera acabou. Para Conca e os rubro-negros. Foram 162 dias entre o anúncio oficial e a estreia do argentino pelo Flamengo. Treinamentos secretos, uma falta a uma atividade de sábado para demonstrar contrariedade por não ter sido relacionado para o clássico com o Botafogo e dois jogos-treinos compuseram a angústia do jogador de 34 anos pelo retorno aos gramados. Eram 10 meses sem jogar. Terminou com 10 minutos em campo na vitória por 2 a 0 sobre a Ponte Preta, na Ilha do Urubu, nesta quarta-feira.

Poucos segundos após substituir Diego, a bola o procurou. Everton bateu escanteio, e ela sobrou limpa nos pés do argentino. Com muitos rivais na frente, desperdiçou sua primeira oportunidade de gol como rubro-negro com chute fraco, defendido facilmente por Aranha.

- Independentemente se foi muito ou pouco tempo, é uma emoção entrar e fazer o que eu mais amo, o futebol. Foi uma espera longa, dez meses não é pouca coisa. A ansiedade e tudo passou na minha cabeça nesse momento. Foi difícil, a gente trabalhou muito para que chegasse esse momento. Estou feliz por isso. Lutamos muito, família. Feliz porque ganhamos e agora podemos comemorar. É normal sentir um pouquinho mais de dificuldade e ansiedade, voltar a sentir tudo de novo. Ainda falta muito para melhorar - afirmou o camisa 19.

Gritado insistentemente desde os 12 minutos da etapa final pela galera, Conca pouco atuou (10 minutos), mas está apto para ter sequência. E seu próximo compromisso é justamente contra o clube pelo qual viveu suas maiores glórias no futebol: o Fluminense - se enfrentam domingo, às 16h, no Maracanã. Não sabe se vai entrar muito menos se irá marcar. Certo é que não se privará de comemorar caso vaze o Tricolor, seu antigo amor. Para explicar, recorreu às memórias de torcedor do Boca Juniors.

- Falar se vou fazer gol ou não é difícil. Primeiro tenho que pensar em entrar e fazer as coisas certas. Na minha vida sempre comemorei todos os gols. Eu torço pelo Boca e até quando joguei pelo Fluminense e fiz gol neles e comemorei. Pessoal fala que não comemorar é respeito. Hoje estou defendendo a camisa do Flamengo e a torcida vai esperar você fazer um gol e tem que comemorar. Você se esforça, todo mundo te apoia. E sempre na minha carreira vou comemorar todos os gols que eu fizer.

Confira outros tópicos:

Finalização em seu primeiro lance
Eu esperava fazer o melhor, mas naquela bola, lamentavelmente não consegui fazer o gol. O importante é que ganhamos, que conseguimos a vitória e a torcida está feliz com essa vitória.

Como está se sentindo? Falta muito para o ideal?
Na cabeça tem aquela ansiedade, aquele trabalho todo, voltar a sentir o futebol, entrar no campo com tanta coisa em jogo não é fácil. Com certeza falta evoluir muito ainda. A gente vai tentar fazer um grande trabalho para isso acontecer. Espero poder ajudar muito o clube que tanto me ajudou em um momento tão difícil na minha carreira.

O que é primordial para esta sequência?
Pegar confiança. Quando você fica tanto tempo fora, você perde confiança e começa sentir algumas coisas que enquanto você está jogando você não sente, não percebe. A confiança é importante para qualquer jogador, para mim não é diferente. Sei que tenho que trabalhar muito e me esforçar para essa confiança vir de novo.

Quantos minutos aguenta em campo na próxima?
Difícil falar quantos minutos aguentaria, se um, 10 ou 30. O importante é cada um que entrar dar o seu melhor e fazer as coisas certas, para conseguir o que queremos e brigar pelo título.

Próximo jogo contra Flu
Em outras ocasiões já enfrentei o Fluminense. O mais importante é ter respeito no jogo, tanto pelo rival, quanto pelo clube que estou defendendo. O mais importante, independente de onde jogo, é ter respeito por todo mundo.

Gostaria de ter sido relacionado para jogo contra Botafogo. O que aconteceu? Conversou com Zé Ricardo?
Ele sempre conversa, me ajudou muito até agora. Acho que voltar a esse assunto não vai fazer bem ao Flamengo. Mais importante é pensar que, independentemente de tudo, temos nossa obrigação de ajudar o Flamengo a conseguir esse título.

O que achou da Ilha do Urubu?
Estádio bonito. Um prazer desfrutar desse novo estádio. Nos sentimos bem, ganhamos. A torcida fez uma festa bem bonita. Obrigado por ter tido a oportunidade de participar desse momento tão especial.

Campo estava bom?
Estava bem legal. Tudo muito bonito. Um prazer para todos os jogadores. Todo mundo falou bem do estádio. O clube merece ter um estádio, para não criar aquele problema todo que aconteceu no outro jogo. Parabéns para o Flamengo por esse estádio.

Números de Conca:
Posse de bola: 18 segundos
Finalização: 1
Passes certos: 5
Passes errados: 2
Faltas recebidas: 1

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget