Dispara o número de vitórias dos mandantes no atual Brasileiro.

Para ver como o número é expressivo, basta comparar com a média dos torneios disputados entre 2006 e o ano passado, até o final da sexta rodada.

Foto: Divulgação
PERON NA ARQUIBANCADA: No Campeonato Brasileiro disputado por pontos corridos, com 20 clubes (o que acontece desde a edição de 2006), nunca os mandantes fizeram valer o seu mando de campo como em 2017.

Na atual edição, cuja sétima rodada começa na quarta (dia 14), após 60 jogos disputados, quem atuou em casa venceu 38 partidas (ou 63,4%), aconteceram também 11 empates (18,3%) e 11 triunfos de visitantes (18,3%).

Para ver como o número é expressivo, basta comparar com a média dos torneios disputados entre 2006 e o ano passado, até o final da sexta rodada. O número de vitórias em casa fica em 49,4%, com em 29,3% de empates e o número de vezes que os visitantes saíram com os três pontos fica em 21,3%

Em todas as rodadas disputadas até aqui no atual torneio os mandantes venceram pelo menos 50% dos jogos. Nas rodadas dois e três aconteceram cinco triunfos de mandantes e nas jornadas um, quatro, cinco e seis aconteceram sete vitórias caseiras. Como curiosidade, de 2006 para cá, nos 60 primeiros jogos, a rodada mais caseira aconteceu na quinta jornada da edição de 2008, que teve nove vitórias em casa e apenas um empate.

Os números também revelam a sensível queda das partidas que terminam em igualdade. A média histórica de empates entre 2006 e 2016, nas primeiras seis rodadas, é de 29,3%. No atual torneio esse número cai para 18,3%. Em 2017 só tivemos 11 empates e apenas na edição de 2006 tivemos um número de igualdades perto do atual. Naquele torneio aconteceram 12 empates nas 60 primeiras partidas.

Com o crescimento do aproveitamento dos mandantes, chegamos ao começo da sétima rodada com sete equipes que ainda estão zeradas jogando longe de suas torcidas – Bahia, São Paulo, Vasco, Palmeiras, Sport, Avaí e Atlético-GO. Do grupo citado, Bahia e São Paulo ganharam todas as partidas que jogaram em casa - feito também conseguido por Grêmio, Coritiba e Ponte Preta. No ano passado, na mesma situação, apenas dois clubes não tinham somado pontos longe de seus domínios – Atlético-PR e Coritiba.

O Corinthians, líder do torneio, por exemplo, tem 100% de aproveitamento como visitante, o que ninguém conseguiu nas seis partidas iniciais da edição de 2016. Aliás, no ano passado, o Corinthians fechou a sexta rodada também na liderança. O time, ainda comandado por Tite, tinha 13 pontos, ao lado de Grêmio, mas levava a melhor no número de cartões amarelos recebidos - o Internacional somava a mesma pontuação, mas tinha um saldo de gols pior que os outros dois times.

>> % de vitórias dos mandantes

2017 – 63,4%

Média entre 2006-16 – 49,4%

>> % de empates

2017 – 18,3%

Média entre 2006-16 – 29,3%

>> % de vitórias dos visitantes

2017 – 18,3%

Média entre 2006-16 – 21,3%

>> Confira alguns números após o término da 6ª rodada de 2006 para cá

Vitórias dos Mandantes

2017 – 38 (63,4%)

2016 – 30 (50%)

2015 – 33 (55%)

2014 – 26 (43,3%)

2013 – 29 (48,3%)

2012 – 29 (48,3%)

2011 – 28 (46,7%)

2010 – 33 (55%)

2009 – 25 (41,7%)

2008 – 34 (56,7%)

2007 – 26 (43,3%)

2006 – 33 (55%)

>> Empates

2017 – 11 (18,3%)

2016 - 17 (28, 3%)

2015 – 16 (26,7%)

2014 – 18 (30%)

2013 – 19 (31,7%)

2012 – 18 (30%)

2011 – 17 (28,3%)

2010 – 18 (30 %)

2009 – 24 (40%)

2008 – 19 (31,7%)

2007 – 15 (25%)

2006 – 12 (20%)

>> Vitórias dos Visitantes

2017 – 11 (18,3%)

2016 – 13 (21,7%)

2015 – 11 (18,3%)

2014 – 16 (26,7%)

2013 – 12 (20%)

2012 – 13 (21,7%)

2011 – 15 (25%)

2010 – 9 (15%)

2009 – 11 (18,3%)

2008 – 7 (11,6%)

2007 – 19 (31,7%)

2006 – 15 (25%)



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget