Flamengo e Fluminense farão clássicos do Brasileiro no Maracanã.

Nos dois turnos, os jogos serão no Maracanã, com arquibancadas divididas, de olho numa renda mais alta.

Torcedor do Flamengo no Maracanã - Foto: Divulgação
GLOBO ESPORTE: A nova ordem do futebol, com times grandes mandando clássicos em seus campos e divisão 90% para sua torcida e 10% dos visitantes – quando não há torcida única, evidentemente –, tem um "ainda respiro" no futebol carioca. Flamengo e Fluminense fecharam acordo para o Fla-Flu do fim de semana com mando do Tricolor. Nos dois turnos, os jogos serão no Maracanã, com arquibancadas divididas, de olho numa renda mais alta.

O jogo de domingo será nos moldes do contrato do tricolor. Mas o Flamengo tenta garantir direitos de seus sócios torcedores para comprar ingressos. No segundo turno, a negociação ainda está em curso com a Odebrecht, que continua faturando enquanto não há nova licitação. Vai depender ainda, claro, da situação das duas equipes na tabela, mas dirigentes do Flamengo confiam que o uso frequente da Ilha do Urubu, apelido que os torcedores deram ao estádio da Portuguesa, ajude nas negociações para queda de preço de aluguel no Maracanã.

A conta que o Flamengo faz no Maracanã é mais ou menos a seguinte: com público de 40 mil, 45 mil e renda acima de R$ 1,5 milhão ao menos o clube não sai no prejuízo. Um bom exemplo disso é o primeiro jogo da final do Carioca, também um Fla-Flu. Com público de 41 mil, renda de R$ 1,6 milhão, mas despesas de R$ 1 milhão, os times dividiram apenas R$ 284 mil para cada lado. Os custos são muito altos – o borderô do Maracanã anota R$ 417 mil de operação, R$ 100 mil de aluguel, R$ 160 mil de taxa da Ferj, entre outras despesas.

O Vasco x Flamengo, marcado para a 12ª rodada, está marcado para São Januário, a casa vascaína. As diretorias conversaram sobre a possibilidade de fechar acordo semelhante ao de Fla e Flu, mas por enquanto os vascaínos ainda privilegiam o ganho técnico diante da possibilidade de levar prejuízo financeiro ou ter compensação financeira baixa no Maracanã. Vai depender também da situação dos clubes na tabela e, claro, do apelo de público para o clássico.

Em São Januário, há também resistência por parte da diretoria em deixar o jogo na casa vascaína. A preocupação é com a segurança, especialmente no entorno do estádio. No último clássico entre as equipes, em 14 de fevereiro de 2016, houve brigas na arquibancada, mas sem maiores consequências - um banheiro foi danificado por torcedores do Flamengo.

Se o clássico entre vascaínos e flamenguistas for em São Januário, o segundo turno terá Flamengo x Vasco na Ilha do Urubu, com 90% de arquibancada para os mandantes e 10% para os visitantes na Ilha do Governador.


Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget