Flamengo lava roupa suja em raio-X com Zé Ricardo.

No clube já circulam nomes livres no mercado, mas nenhum consenso. Mudar é a última opção. E ela está cada vez mais próxima.

Zé Ricardo, treinador do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
EXTRA GLOBO: Zé Ricardo escala o time, mas a culpa pela má fase do Flamengo é coletiva. Ao lado do treinador, uma comissão técnica numerosa tenta manter o desempenho dos jogadores, também responsáveis pela queda de produção. A troca de comando é avaliada após um ultimato para o jogo contra o Avaí. No clube já circulam nomes livres no mercado, mas nenhum consenso. Mudar é a última opção. E ela está cada vez mais próxima.

Acima do técnico, está o gerente Mozer, ex-jogador que virou conselheiro de Zé Ricardo e atletas. Embora falante, é blindado pelo clube, que direciona a voz de comando a Rodrigo Caetano, o executivo do futebol responsável pelas últimas contratações. Do dia a dia, da Gávea, participam o diretor-geral Fred Luz e o presidente Eduardo Bandeira de Mello, que acumula a vice-presidência de futebol. Nenhum quis dar explicações ontem.

Mas foram esses os personagens reunidos para avaliar a campanha ruim no Brasileiro e a dificuldade de reagir após a queda na Libertadores. Como em qualquer hierarquia, o tom de cobrança veio de cima. Com todos os subsídios do clube, Zé Ricardo está pressionado pelo time que coloca em campo e o que faz durante os jogos. Em sua defesa, tem bons treinamentos e variações testadas com resultados a portas fechadas.

Na prática, contudo, os atletas e o esquema perderam o encaixe e o modelo de jogo ameaça ruir. Hoje, no Ninho do Urubu, a cobrança será sobre os atletas, mais uma vez. Depois de ouvirem protestos no aeroporto, pode haver manifestação no Centro de Treinamento. O clima de hotel no módulo profissional dá tranquilidade para o trabalho, mas há no clube quem entenda que isso acomoda os jogadores e os distancia da realidade.

A troca, porém, é entendida por muitos como uma desistência da temporada na tentativa de recomeçar o trabalho para o ano que vem. E como um atestado de que o trabalho, considerado bom, não segue preceitos corretos. Nesse sentido, a intenção da diretoria é ajustar o trabalho de Zé Ricardo para que o técnico faça o elenco milionário do Flamengo render. Logo.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget