Quais e quantos são os grupos políticos do Flamengo?

Os Rubro Negros e Rubro Negras que constituem 99,9% da torcida do Flamengo, sempre estiveram a margem desse processo propositivo.

Imagem: Pixabay
MEDIUM: Olá Rubro Negros(as),

Desde de a sua fundação em 1895, o Clube de Regatas do Flamengo provoca em sua gigantesca e apaixonada torcida, as mais variadas reações. Entre elas estão: o choro, a raiva, o sorriso… e em especial: a alegria de ser Rubro Negro.

Em tempos distantes, no qual a sociedade civil brasileira se consolidava em torno de uma nação próspera, fazia se mais do que necessário, a consolidação de ideias pacíficas e propositivas. Afinal de contas, uma sociedade que ainda não passara pela revolução industrial, necessitava mais do que nunca da capacidade de engajamento do povo para se desenvolver.

Em meio a um cenário de desenvolvimento de toda a sociedade, muitas manifestações culturais e populares surgiam. Entre elas, estavam o samba e o futebol.

Afim de propor, organizar e difundir suas ideias; muitos grupos constituíam as mais diversas instituições… e no futebol, não foi diferente. Logo, foram fundados os mais diversos clubes de futebol… entre eles: o Flamengo.

Em uma organização civil e democrática, é mais do que necessária a participação de todos. Portanto, qualquer movimento propositivo é importante. Seja ele, feito de forma individual e/ou em grupo.

Seguindo a lógica democrática, diversos grupos políticos surgiram/surgem ao longo da linha do tempo do clube.

Os Rubro Negros e Rubro Negras que constituem 99,9% da torcida do Flamengo, sempre estiveram a margem desse processo propositivo. Afinal de contas, toda essa galera não faz parte da vida associativa do clube.

Ao longo dos anos, os grupos políticos propuseram, divergiram e até mesmo, uniram as suas idéias sobre os mais variados assuntos. Fato mais do que normal, pois o mundo político é (e tem que ser?) assim. Desde que o objetivo final seja o melhor para o clube e para a sua gigantesca torcida, acredito não haver mal nenhum em tais atitudes.

Porém, a fundação do clube, ocorreu em 1985. Época no qual a capacidade de comunicação, era muito diferente do que a que temos hoje em dia.

Atualmente, conseguimos nos comunicar rapidamente. E sem a necessidade da realização de um telefonema. Bastando apenas, encaminhar uma simples mensagem (de texto ou voz) a um custo financeiro relativamente baixo, através da internet, por exemplo.

E em função dessa evolução na comunicação brasileira e mundial, é muito comum observar a manifestação popular e democrática da torcida do Flamengo nos mais diversos canais de comunicação nos dias de hoje.

Porém, sempre que observo manifestações desse tipo, me atento também a opinião de pessoas dissertando sobre o assunto, com o seguinte slogan:

“Quer propor? Quer mudar? Quer criticar? Então, torne-se sócio do clube!”

Se nos apegarmos a uma forma simplista da afirmação destacada no trecho anterior, podemos afirmar que: sim, essa é a forma correta.

Entretanto, podemos observar ao longo da história da humanidade, que grandes manifestações populares e democráticas obtiveram um grande sucesso, quando foram disseminadas para o grande público que não fazia parte desse movimento inicial. Inclusive com a participação maciça deste mesmo: opinando, criticando e consequentemente: evoluindo a ideia inicial.

É óbvio que o clube, ao que todos sabemos, possui um conselho para deliberar sobre os mais diversos temas. O que realmente, faz todo o sentido.

Porém, se voltarmos ao slogan destacado acima: não seria mais agradável, útil e engajador se os mais variados grupos políticos compartilhassem suas proposições e ações políticas de forma concreta e objetiva, com toda a torcida Rubro Negra?

Ainda mais em uma era no qual a internet, por exemplo… é um grande meio de disseminação para a comunicação.

Acredito que seria uma forma muito mais efetiva de estimular a inserção de novos sócios para o clube. Afinal de contas, o único intuito não é evoluir o clube esportivamente?

Por exemplo, informações que poderiam ser compartilhadas por todos os grupos:

- Quais e quantos são os grupos políticos do clube?

- Quem são os participantes de cada grupo?

- Como cada grupo pensa o Flamengo?

- Como se entra em contato com cada grupo político do clube?

- Como cada grupo político se posiciona diante de cada tema e em cada votação no conselho?

- Os grupos propõem debates com o torcedor não associado ao clube, afim de ouvir e disseminar suas ideias e escutar muitas outras também?

- Como cada grupo estimula torcedores a ingressarem no clube como sócios, afim de se engajarem ainda mais no dia a dia do clube?

Penso que dessa forma, o clube teria muito a evoluir em todos níveis: político, institucional, social e consequentemente no nível esportivo. Afinal, é o que todos torcedores do Flamengo devem almejar: sejam sócios ou não.

Até a próxima.

Tá afim de trocar uma ideia sobre Flamengo? Me segue lá no Twitter no seguinte endereço: @thiagocsc

Saudações Rubro Negras.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget