Reforços inflam folha salarial do Flamengo e preocupa a ESPN.

Agora, para que a coisa continue sob controle, o clube se vê na obrigação de conquistar títulos e avançar nas competições que está participando.

Everton Ribeiro e Rhodolfo em treino do Flamengo na Ilha - Foto: Gilvan de Souza
ESPN: A atual diretoria do Flamengo vem sendo muito elogiada pela maneira como tem conseguido sanear as dívidas do clube. Com uma situação financeira bem mais confortável do que quando assumiu o clube, o presidente Eduardo Bandeira de Mello se deu a direito de investir pesado na contratação de reforços e montou um plantel de jogadores bem valorizados.

Agora, para que a coisa continue sob controle, o clube se vê na obrigação de conquistar títulos e avançar nas competições que está participando.

Afinal de contas, o baque da eliminação na fase de grupos da Libertadores ainda não foi assimilado pelas finanças. Não voltar para o torneio continental em 2018, por exemplo, seria algo dramático.

Nomes como os do zagueiro Rhodolfo, do lateral esquerdo Miguel Trauco, do volante Rômulo, dos meias Diego, Darío Conca, Ederson e Everton Ribeiro e dos atacantes Orlando Berrío, Leandro Damião e Paolo Guerrero elevaram a folha salarial a um patamar superior a R$ 1,5 milhão.

Isso sem falar no vencimento de reservas que podem ser chamados de luxo, como o volante colombiano Gustavo Cuéllar. Os gastos totais com o departamento de futebol flertam com a quantia de R$ 10 milhões mensais.

Para manter essa folha em dia é preciso voltar para a Libertadores, avançar na Copa Sul-Americana, de olho nas boas e generosas cotas da Conmebol, seguir bem na Copa do Brasil e no próprio Campeonato Brasileiro.

Dentro de campo, o técnico Zé Ricardo vai definir no treino da manhã deste sábado a escalação para o clássico do próximo domingo, às 16h (de Brasília), contra o Fluminense no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O treinador poderá contar com o retorno de Miguel Trauco e de Guerrero, que ficaram de fora dos últimos jogos, incluindo os 2 a 0 sobre a Ponte Preta de quarta-feira, por estarem servindo à seleção peruana em amistosos internacionais.

Preservado contra a Macaca, o veterano zagueiro Juan é outro a ficar à disposição da comissão técnica. O lateral direito Pará, se recuperando de dores na coxa direita, está sendo avaliado.

Após o treino deste sábado, começa o período de concentração para o clássico.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget