De olho na Seleção Cássio e Diego Alves fazem duelo particular

Não é segredo para ninguém que o principal ponto fraco do Flamengo estava debaixo das traves.

Diego Alves, goleiro do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
UOL: O confronto entre Corinthians e Flamengo neste domingo, em Itaquera, terá um duelo particular em campo. De um lado, Cássio, que está em grande fase na equipe paulista. Do outro, Diego Alves, que fará sua estreia pelo time rubro-negro. Em comum, o fato de ambos estarem no radar do técnico Tite.

Cássio, por exemplo, chegou a ser observado de perto por Taffarel, preparador de goleiros da seleção brasileira, em dois treinos do Corinthians no CT Joaquim Grava, assim como fez com o santista Vanderlei.

Diego Alves, por sua vez, estava na última lista de convocados de Tite, ao lado de Ederson e Weverton, que foi titular contra no amistoso contra a Argentina. Já o goleiro do Flamengo atuou 90 minutos na vitória por 4 a 0 sobre a Austrália.

A partida entre Corinthians e Flamengo, válida pela 17ª rodada do Brasileirão, será disputada praticamente um mês antes do retorna da seleção brasileira às Eliminatórias da Copa 2018. O Brasil enfrenta o Equador em Porto Alegre no dia 31 de agosto e a Colômbia fora de cada cinco dias depois.

A fase de Cássio

O goleiro corintiano reencontrou a boa fase na temporada 2017 depois de perder a posição para o reserva Walter em alguns jogos do ano passado. Com outra postura fora de campo, Cássio, mais magro, voltou a decidir jogos pelo Corinthians ao mostrar mais agilidade e bom posicionamento.

Neste Brasileirão, o camisa 12 já defendeu dois pênaltis decisivos. Ele parou Luan na vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio fora de casa e Lucca no triunfo por 2 a 0 diante da Ponte Preta em Itaquera. Com isso, já são quatro defesa em penalidades máximas em 2017, um recorde do arqueiro no clube alvinegro.

Cássio também tem se destacado com defesas pontuais na campanha do líder Corinthians. No último domingo, o goleiro fez uma defesa à queima-roupa nos minutos finais e garantiu a vitória por 1 a 0 no Maracanã.

A chegada de Diego Alves ao Flamengo

Não é segredo para ninguém que o principal ponto fraco do Flamengo estava debaixo das traves. Alex Muralha e Thiago se revezaram na função, mas a verdade é que nenhum dos dois deu conta do recado.

Assim, o Flamengo foi às compras para resolver o problema e entrar de vez na briga pelos títulos que ainda disputa. Mesmo sem poder jogar na Copa do Brasil, Diego Alves será peça-chave no Brasileiro e Libertadores.

E se Diego corresponder à expectativa criada em cima de sua contratação, ele terá grandes chances de realizar um sonho e um dos motivos que o fez retornar ao futebol brasileiro: jogar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

A estreia do goleiro não poderia ser mais complicada: encarar o líder Corinthians, em São Paulo. O Alvinegro é dono do segundo melhor ataque do Brasileiro com 26 gols, atrás apenas do Grêmio, com 31.

Goleiro reencontra o Corinthians

Aos 32 anos, Diego Alves voltará a atuar no futebol brasileiro depois de dez anos. Nesse período, o goleiro atuou na Espanha e defendeu o Almería e o Valencia. Na Europa, brilhou nas cobranças de pênaltis, com direito a defesas em chutes de Messi e Cristiano Ronaldo.

Revelado pelo Atlético-MG em 2005, Diego reencontrará o Corinthians mais uma vez como visitante. Em maio de 2007, ainda aos 21 anos, o goleiro parou o Corinthians no Morumbi, com pelo menos três defesas difíceis.

Na ocasião, o Corinthians, que seria rebaixado ao fim das 38 rodadas do Brasileirão, vinha de duas vitórias nas primeiras rodadas do campeonato. Diante de Diego Alves, entretanto, a equipe comandada por Paulo César Carpegiani ficou no empate sem gols.

No mesmo ano, o então goleiro do Atlético-MG foi negociado com o Almería, onde ficou por quatro anos. Depois, acertou com o Valencia, clube que defendeu por cinco temporadas.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget