Estreia de Diego Alves adia indefinição no gol do Flamengo

O presidente Eduardo Bandeira de Mello e o diretor Rodrigo Caetano cobraram os jogadores mais uma vez, mas de forma mais contida.

Diego Alves - Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
EXTRA GLOBO: Atualmente, o Flamengo não tem tido tempo de comemorar boas notícias. A confirmação da estreia do goleiro Diego Alves na partida de domingo, contra o Corinthians, pelo Brasileiro, veio somada ao desfalque do meia-atacante Geuvânio, com um entorse no joelho esquerdo, e a um ambiente pesado no Ninho do Urubu oriundo de uma discussão ainda no vestiário do jogo com o Santos.

O zagueiro Rafael Vaz, que falhou na partida pela Copa do Brasil, foi alvo de críticas de diretor Rodrigo Caetano durante cobrança ao grupo. O jogador respondeu, iniciando um bate-boca. A participação dentro e fora de campo pode levar Vaz a perder a vaga para Juan. Todo o elenco teve uma reunião antes do treino de ontem para aparar as arestas do episódio. O presidente Eduardo Bandeira de Mello e o diretor Rodrigo Caetano cobraram os jogadores mais uma vez, mas de forma mais contida.

No vestiário da derrota de 4 a 2 na Vila Belmiro, que classificou o Flamengo por pouco na Copa do Brasil, Caetano fez cobranças sobre as falhas individuais, e Rafael Vaz acusou o golpe. O zagueiro se defendeu assim que teve o nome citado, o que levou ao bate-boca no vestiário. Vaz olhou diretamente para Caetano e fez uma colocação mais forte, acima do tom. O diretor, por sua vez, não gostou de ser interpelado e devolveu também de forma dura. O técnico Zé Ricardo não confirmou mudanças na defesa ainda.

— Nosso dia a dia que nos dá condição de escolher jogador que vai entrar no time. Vamos fazer essas avaliações e tomar decisão de fazer ou não alteração — disse o técnico.

A escalação de Diego Alves contra o Corinthians adia um problema para o técnico Zé Ricardo no Flamengo: qual será o goleiro titular na semifinal da Copa do Brasil, diante do Botafogo, em duas semanas? Alex Muralha larga na frente por ter sido novamente alçado ao posto contra o Santos na quarta-feira. O jovem Thiago ficou chateado com a barração, mas provavelmente será mais um jovem a perder espaço até do banco de reservas. O problema é que nenhum dos dois vive boa fase e acrescentam dose de insegurança a novamente criticada defesa rubro-negra nos jogos decisivos.

Diego Alves não foi inscrito na Copa do Brasil, mas pode ser na Sul-Americana. A segunda partida diante do Palestino (CHI) é no dia nove de agosto, e a diretoria rubro-negra corre atrás de papelada. Na semana seguinte, na Copa do Brasil, o novo titular do gol dará lugar a Muralha ou Thiago. Quem aparecer no banco de reservas contra o Corinthians será naturalmente o titular na competição que não terá Diego Alves.

A diretoria do Flamengo freou a possibilidade de emprestar Muralha nesta temporada justamente pelo problema em usar Diego Alves na Copa do Brasil. Mas a negociação pode sair em 2018.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget