Flamengo contata Diego Alves e negocia redução salarial

E pintou a chance de ter um grande goleiro: Ele está deixando o Valencia, quer voltar ao Brasil e curte a ideia de jogar no Fla.

Goleiro Diego Alves - Foto: Manuel Queimadelos Alonso/Getty Image
GLOBO ESPORTE: Apesar da queda de produção de Alex Muralha em 2017 e de Thiago ser muito jovem, o Flamengo recentemente destacou que não procuraria goleiro. Porém tanto o diretor executivo Rodrigo Caetano quanto Eduardo Bandeira de Mello costumam dizer que boas oportunidades relacionadas a atletas de alto nível sempre serão avaliadas. E pintou a chance de ter um grande goleiro: Diego Alves, de 32 anos, está deixando o Valencia, quer voltar ao Brasil e curte a ideia de jogar no Fla.

O objetivo de Diego é bem claro: disputar a Copa do Mundo da Rússia, e o Rubro-Negro, postulante ao título brasileiro, é considerado uma ótima vitrine para que a possibilidade de voltar à Seleção ganhe corpo. Para o negócio ser viável, precisa reduzir seu salário, próximo da casa de R$ 1 milhão mensais.

O Valencia quer negociá-lo, já que o atleta tem um dos maiores salários do clube. A ideia inicial era vendê-lo, mas um empréstimo não está descartado. Com contrato até julho de 2019, esteve perto de ser emprestado ao La Coruña. O vazamento da notícia não agradou, e o negócio estacionou.

Há algumas semanas, Diego Alves esteve muito perto de ser emprestado por um ano ao Torino, mas os italianos acabaram contratando Salvatore Sirigu, ex-PSG e Sevilla. O nome do brasileiro também esteve ligado a outros clubes da Itália: Milan, Napoli e Roma.

Nascido no Rio de Janeiro, Diego Alves fez sua carreira toda fora da cidade. Iniciou sua trajetória na base do Botafogo de Ribeirão Preto-SP e ganhou notoriedade com a camisa do Atlético-MG, onde disputava posição com o ex-flamenguista Bruno, hoje preso. Foi para a Espanha em 2007 e ficou quatro nos Almería. Em 2011, chegou ao Valencia, onde explodiu e ganhou fama de maior pegador de pênaltis do futebol mundial. Messi e Cristiano Ronaldo já pararam nele em penalidades.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget