Flamengo desafia retrospecto no ‘duelo dos elencos’

Hoje, o Flamengo ainda parece capaz de dar luta ao Corinthians, até por ter dois duelos diretos.

Torcida de Flamengo e Palmeiras juntas - Foto: Divulgação
JULIO GOMES: Flamengo e Palmeiras fazem o grande jogo da 15a rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta à noite. Jogo que poderia estar valendo liderança. Mas não está. Já sabemos, já sabemos. Ninguém previa esse Corinthians…

O Corinthians ser líder disparado, ter um time comprovadamente bom e um técnico ganhando status de ótimo não muda um fato. Flamengo e Palmeiras construíram os elencos mais caros e ''estrelados'' do Brasil.

Nos pontos corridos, campeonato com estilo maratona, com um massacrante números de jogos sem tempo para treino, muitas lesões, cartões, etc, um elenco farto costuma ser mais útil que um time bom. Por isso, Flamengo e Palmeiras sempre foram colocados na lista de favoritaços.

Hoje, o Flamengo ainda parece capaz de dar luta ao Corinthians, até por ter dois duelos diretos. Já o Palmeiras meio que deu adeus após a derrota em casa para o rival há uma semana. Com Libertadores pela frente, a prioridade é outra.

Para superar o Palmeiras, o Flamengo jogará também contra o retrospecto. Nos últimos sete anos, pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo só venceu o Palmeiras uma vez em 11 jogos (cinco empates e cinco derrotas). Nos últimos dez anos, o Palmeiras ganhou quatro dos sete duelos que eles fizeram na cidade do Rio de Janeiro.

A má notícia para o Palmeiras é a ausência de Guerra, a cabeça pensante de um time que tem mais vontade que estratégia.

Outro duelo interessante Rio-São Paulo, ao mesmo tempo, será travado no Morumbi. São Paulo x Vasco. As pessoas ainda têm dificuldade em reconhecer no São Paulo o que ele verdadeiramente é hoje. Um time rebaixável.

O Vasco já sabe disso, até por tantas cicatrizes recentes. O Vasco tem jogado melhor com seu status de ''time para ficar'', em vez de time que sonha com o impossível. Já o São Paulo tem muito torcedor ainda olhando para a Libertadores, em vez da Série B.

Depois deste jogo, o São Paulo enfrenta Grêmio e Botafogo, antes de a tabela dar um respiro. Dorival Júnior sabe bem que os pontos contra o Vasco são fundamentais. O fundo do abismo ainda está longe.

QUARTA

19h30 Santos 1 x 0 Chapecoense
O Santos é um time que está chamando pouca atenção pelos jogos que tem feito e o futebol que tem apresentado (são apenas 14 gols em 14 jogos), mas o fato é que ocupa a terceira posição no campeonato. Muito disso se deve a Vanderlei, que volta ao time – o goleiro é o melhor do Brasil na temporada. Antes dos 2 a 0 sobre o São Paulo, a Chape havia sofrido gols em dez partidas seguidas, vencendo só um desses dez jogos. É a pior defesa do campeonato. O favoritismo é do time da casa.

19h30 Vitória 1 x 3 Grêmio
Em sete jogos em casa no campeonato, o Vitória só ganhou uma e perdeu quatro. É um time que se sente mais confortável jogando fora. O Grêmio ganhou quatro de sete fora (com os titulares, quatro de cinco) e é um bom visitante. Por isso, e por ser melhor time (mesmo sem Luan), é favorito.

21h Ponte Preta 2 x 0 Coritiba
A Ponte empatou uma e perdeu quatro das últimas cinco, o Coritiba ganhou só uma das últimas nove. Pouco a pouco, os dois times, que começaram bem, vão se colocando no lugar esperado – lutando contra o rebaixamento. Historicamente, quem joga em casa, vence o duelo entre eles.

21h Avaí 0 x 1 Corinthians
Depois do raríssimo tropeço do último sábado, o Corinthians tem alguns retornos de titulares para pegar o Avaí. Em casa, o Avaí ganhou só uma de seis, e seus grandes resultados vieram fora. Mas é de se esperar uma postura na Ressacada, contra o líder, parecida com a adotada nos jogos fora de casa. Jogo perigoso para o Corinthians. É favorito, mas um empate é bem possível.

21h45 Flamengo 2 x 1 Palmeiras
O grande jogo da rodada. Depois da derrota para o Grêmio e o empate contra o Cruzeiro, o Flamengo precisa demais da vitória sobre o Palmeiras. Nos últimos sete anos, pelo Brasileiro, o Flamengo só venceu o Palmeiras uma vez em 11 jogos (cinco empates e cinco derrotas). É um jogo para ambos mostrarem o que querem, mas o Palmeiras vai sem Guerra, Edu Dracena e Felipe Melo. Ligeiro favoritismo flamenguista em um duelo de elencos fortes em que qualquer resultado é normal.

21h45 São Paulo 2 x 1 Vasco
Desde 2005, pelo Brasileirão, o São Paulo ganhou dez vezes do Vasco, empatou cinco e perdeu só duas – mas ambas foram no Morumbi. O São Paulo não vence há nove jogos, mais de um mês. É um time totalmente contra a parede, e cabe ao Vasco tentar se aproveitar disso.

21h45 Atlético-MG 2 x 0 Bahia
Os torcedores do Galo se lamentam pelos tantos pontos desperdiçados no Horto. Nos últimos anos em que disputou, de fato, o título, o Atlético perdeu muitos pontos bobos fora. Neste campeonato, tem sido o contrário. Quarto melhor visitante e quinto pior mandante, o Atlético recebe um Bahia que joga melhor do que os resultados mostram. Na história, o Bahia não vence o Galo desde 2002 (quatro derrotas e seis empates desde então). Em BH, não vence desde 1985. E não terá o atacante Rodrigão.

QUINTA

19h30 Fluminense 1 x 2 Cruzeiro
Como mandante, o Flu não vence há cinco jogos. Henrique Dourado ainda é dúvida para a partida. O Cruzeiro tem jogado bem e gosta de aproveitar os erros dos adversários – principalmente times jovens e impulsivos, como o do Flu. Duelo de prognóstico muito complicado, qualquer resultado é normal.

20h Sport 2 x 0 Atlético-GO
O Sport teve a incrível sequência de vitórias e jogos sem ser vazado quebrada na última segunda, em um jogo que poderia ter vencido. É um dos grandes favoritos da rodada, em casa contra o lanterna. O Dragão empatou duas e perdeu cinco das últimas sete, é difícil imaginá-lo se salvando do rebaixamento. Para piorar, perdeu Everaldo, seu artilheiro na competição, para o Querétaro, do México.

21h Atlético-PR 2 x 1 Botafogo
Muito forte na Arena da Baixada no último campeonato, o Furacão é o terceiro pior mandante neste ano. Só somou sete pontos em seis jogos. O Botafogo é um bom time de futebol e é difícil saber o que fará em cada partida, alterna grandes resultados com alguns não tão bons, sem muita lógica. Historicamente, o Botafogo tem sofrido na Arena da Baixada – perdeu nas últimas seis visitas e ganhou pela última vez em 2008.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget