Flamengo embalando.

Duas coisas, em especial, me chamaram a atenção nos recentes triunfos sobre os paulistas.

Diego e Éverton Ribeiro comemorando gol do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
FALANDO DE FLAMENGO: Por Henrique Dias

Mesmo com Márcio Araújo ainda entre os 11 titulares, jogo sim, jogo também, não há como negar que o Flamengo de Zé Ricardo mostrou certa evolução nas duas últimas partidas, diante de Santos, pela Copa do Brasil, e São Paulo, pelo Brasileirão.

Nas duas vitórias, ambas por 2 a 0, ficou mais do que comprovado que a Ilha do Urubu, preço de ingresso à parte, será um grande diferencial a favor do Mais Querido. Coisa que não tivemos na temporada passada, apesar do bom retrospecto em Cariacica.

Mas não é só isso, a movimentação do time em campo melhorou consideravelmente nos confrontos que citei acima, principalmente, se levarmos em consideração o desempenho rubro-negro na sofrível vitória sobre o Bahia, no último dia 25 de junho.

Duas coisas, em especial, me chamaram a atenção nos recentes triunfos sobre os paulistas. A primeira é que nossa defesa sofreu muito pouco ou quase nada nesses dois confrontos, tanto é que o nosso goleiro Thiago não fez uma defesa difícil sequer contra Santos e São Paulo.

E a segunda, porém não menos importante, é que o time parou de ficar cruzando bolas na área de qualquer jeito quando chega ao ataque. Prova disso é que os últimos quatro gols, todos golaços por sinal, foram três em jogadas trabalhadas e um de falta.

Para embalar de vez no Campeonato Brasileiro, falta uma atuação de gala fora de casa. E nada melhor do que conquistá-la no próximo sábado (08), às 18 horas, diante do Vasco, dentro de São Januário.

SULAMERICANA
Antes do clássico contra o Vasco, o Flamengo enfrenta o Palestino, na próxima quarta-feira (05), às 21h45min, no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago no Chile. Para esta partida, o técnico Zé Ricardo já anunciou que pretende utilizar uma equipe reserva. Boa oportunidade para vermos em campo jogadores como Conca, Mancuello, Rômulo, Vizeu, Paquetá, Ronaldo, etc.

GUERRERO
Na minha opinião foi o melhor em campo contra Santos e São Paulo, participando dos quatro gols rubro-negros. Marcou um, deu duas assistências e fez o passe para o Éverton Ribeiro, no gol do Diego diante do tricolor paulista.

DIEGO
Desde que voltou de contusão no último dia 04 de junho, no empate (0 a 0) com o Botafogo, tem melhorado a cada jogo. Assim como Guerrero, é peça fundamental para o Mais Querido. Quando ele vai bem, as chances de vitória aumentam.

ÉVERTON RIBEIRO
Se na estreia, contra o Bahia, a assistência foi sem querer, diante do São Paulo foi consciente e de muita categoria. Entrando em forma vai ser tão fundamental para o bom desempenho do time, quanto Diego e Guerrero.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget