Flamengo ganhou um ponto ou perdeu dois?

O jogo, muito igual. O Flamengo com mais posse de bola, e o Cruzeiro procurando o contra-ataque.

Capitães de Flamengo e Cruzeiro ao lado da arbitragem no Brasileirão - Foto: Staff Images
KLEBER LEITE: A proposta do título me parece pertinente. Como propus, já saio dando a minha opinião. Na corrida pelo título, perdemos dois pontos. E, ponto!

O jogo, muito igual. O Flamengo com mais posse de bola, e o Cruzeiro procurando o contra-ataque.

Éverton Ribeiro ainda não conseguiu se encaixar. Talvez pela intensidade como se joga aqui, diferente de onde jogava. Vai melhorar…

Diego, muito marcado. Mano, malandro, sabe que o nascedouro das jogadas do Flamengo começa ou passa por Diego. O rodízio de faltas no nosso melhor jogador foi a demonstração clara da preocupação do treinador do Cruzeiro. Acabou dando certo.

Meu amigo “Capacete”, o mestre Júnior, afirmou na transmissão que Rafael Vaz não acompanhou Sassá no gol do Cruzeiro. Vi e revi o lance um montão de vezes. Se culpa houve no gol, metade de Rafael e metade de Réver. Aliás, esta foi a única falha da zaga rubro-negra.

No gol do Flamengo, o início da jogada foi espetacular e, quem armou o contra-ataque foi o goleiro Thiago, com uma enfiada de bola perfeita.

Laterais, bem. Zagueiros, já falei. Meio campo defensivo, muito bem, com destaque para Márcio Araújo.

Meio ofensivo, de razoável para bom, com destaque para Éverton. Guerrero, super discreto. Hoje, não incomodou. Quem entrou nada acrescentou. Aliás, de que adianta colocar Berrio em campo, sem Diego para enfiar as bolas? … Sem milho, não há pipoca…

Domingo morno. De bom, só a manhã, com mais uma vitória espetacular de Roger Federer, o Pelé do tênis.

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget