Menon critica Guerrero no Flamengo: "Reclama de toda dividida"

Talvez pela técnica apurada, não gosta do jogo de contato. Fica de costas para o zagueiro, esperando a ligação direta, pelo alto.

Guerrero se lamentando em jogo do Flamengo - Foto: Jorge Rodrigues/Eleven
BLOG DO MENON: Paolo Guerrero teria lugar na seleção brasileira. E na argentina, também. Na uruguaia, não. Suárez e Cavani são melhores. É um ótimo jogador. Tem técnica e força. Faz o pivô como ninguém, consegue dominar bolas mal passadas e servir companheiros. Não é um grande finalizador, como Fred, por exemplo. Aos 33 anos, não chegou aos 200 gols. A não ser que contemos o que fez no Bayern de Munique B.

Talvez pela técnica apurada, não gosta do jogo de contato. Fica de costas para o zagueiro, esperando a ligação direta, pelo alto. E reclama de toda dividida que essa postura permite. Reclama certo, como na falta de Mina, que originou o primeiro gol do Palmeiras. Reclama outras vezes, sem ter razão. Mina, Lugano, quem mais??? De todos, Guerrero reclama.

E não deixa a questão morrer em campo. Sai de lá e fala muito. Agora, exigiu que a diretoria do Flamengo reclamasse da marcação de Mina, que lhe deu alguns beliscões. Só o Mina? É um tipo de contato duro, faltoso, deve ser punido, mas não é nada de novidade. Muita gente faz isso. É do jogo.

Guerrero quer jogar sem contato? Impossível.  E dizer que o tipo de marcação de Mina não é futebol, já deixou de ser futebol, ah, Guerrero….Mimimi, né?

E não cola a tentativa de querer justificar o empate por conta de falhas do juiz. Não vi pênalti de Mina em Guerrero. No primeiro gol do Palmeiras, houve falta de Mina. Não houve pênalti de Mina em Everton Ribeiro. E não houve falta de Mina no início do segundo gol verde. O que houve é Guerrero ficar deitado e reclamando.

Guerrero é muito maior que as suas reclamações.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget