Emboscada à Flamenguistas envolveu Corinthians, Coritiba e Vasco

Ao todo, 48 pessoas foram presas em flagrante pelo Grupamento de Policiamento em Estádios (GEPE), mas 36 responderão em liberdade.

Torcedores presos - Foto: Divulgação
ESPN: Torcedores organizados do Botafogo receberam o reforço de integrantes de facções de outros times como o Corinthians, Coritiba e até do Vasco para brigar contra flamenguistas após a partida da última quarta-feira. As informações constam do processo que corre na Justiça. Ao todo, 48 pessoas foram presas em flagrante pelo Grupamento de Policiamento em Estádios (GEPE), mas 36 responderão em liberdade.

Os torcedores que deram reforço aos alvinegros são pertencentes às organizadas Força Jovem e Ira Jovem (Vasco), Gaviões da Fiel (Corinthians) e Império Alvi Verde (Coritiba). Eles foram identificados através de cadastros de torcedores aos quais o GEPE tem acesso ou porque eles próprios se identificaram após serem presos. As torcidas envolvidas não serão acusadas, apenas os torcedores, porque a polícia entendeu que se tratava de uma colaboração individual destes torcedores.

Entre as provas que levaram às prisões, além do testemunho dos PMs que presenciaram a emboscada feita pela torcida Fúria Jovem do Botafogo, estão conversas flagradas após a apreensão dos aparelhos celulares dos líderes da torcida. As mensagens trocadas entre eles mostram que a briga começou a ser planejada seis dias antes do jogo.

No diálogo abaixo, que consta da ação na Justiça, um dos presos fala com uma pessoa identificada como "Branquela Amor", que iria agredir até torcedores comuns do time adversário.

"No aparelho de telefone celular da Marcus Vinicius Oliveira encontram-se as seguintes conversas:

10/08/17, 10:00 pm – Branquela Amor: Já vai lei no meu peito eu levo a fúria no coração (...)
15/08/17, 07:38 pm: VINÍCIUS R10: Amanha a jovem fraca vai se fudee; (...)
15/08/17, 07:38: VINICIUS R10: Hiii vai toma no c* flamengooo Torcida flamengo não cansa de correr lá fora a porrada vai comer;
16/08/17, 7:38 pm: VINICIUS R10: E hoje emmmmmmmmm;
16/08/17, 7:38 pm: VINICIUS R10: Quem não ta com nos tá contra nos;
16/08/17, 7:38 pm: VINICIUS R10: Pode avisa que eu vou agredir sem leme:
16/08/17, 7:38 pm: VINICIUS R10: Vou agredir e fod* se quem tiver de flamengo. De alemão mulher homem velho e os caral* foda se a a tropa do Danoninho;
16/08/17, 7:38 pm: VINICIUS R10: E hoje que a jovem vai se fod*;
16/08/17, 7:38 pm: VINICIUS R10: É hoje que a raça vai se fod*”. (sic)

O organizador da emboscada teria sido o líder da Fúria Jovem,  Luís Felipe Fonseca da Silva, conhecido como "Canelão". Em um dos celulares apreendidos, com Marcos Filipe Ferreira da Silva, que nega a participação na briga, foi encontrada a seguinte conversa: “A raça vai sair de Madureira; Os mlqs da raca do qtg foram para Madureira agora; La da estação; De baixo do viaduto; Se nós tiver na tropa bolada eu vou em Madureira”. (sic)

Como ocorreu

Segundo a PM, na madrugada da última quinta-feira, depois do jogo no Engenhão, cerca de 300 torcedores organizados do Botafogo aguardaram os torcedores da organizada Raça Rubro-Negra do Flamengo na estação de trem de Madureira, zona norte. Os flamenguistas eram aproximadamente 70 e saiam do estádio após a autorização da PM. A situação, no entanto, vinha sendo monitorada pelo GEPE, que estava no local e conseguiu impedir que a briga se alastrasse. Houve um início de confronto e o flamenguista Abel de Oliveira chegou a ser hospitalizado.

"Ia ter morte, sem dúvida. O objetivo deles era esse. Não vamos pedir a punição das torcidas dos outros clubes (Vasco, Corinthians e Coritiba) porque eles estavam por conta própria, disseram", afirmou o comandante do Gepe, major Silvio Luiz.

Foram apreendidos com o grupo 10 porretes de madeira e um rojão. Entre os presos, havia dois menores de idade. A ação corre no Juizado Especial Criminal do Torcedor, no Rio de Janeiro.

Na última sexta-feira, o jornal O Globo publicou que integrantes de organizadas do Vasco participaram da ação. O blog teve acesso à íntegra do relato que consta no processo e verificou que havia também torcedores de outros estados, entre eles integrantes de duas torcidas que se envolveram em recentes brigas, Gaviões da Fiel e Império Alvi Verde. Em junho, um torcedor corintiano foi espancado pela organizada do Coritiba ao descer de um ônibus, a caminho do estádio, num jogo em Curitiba. 

O blog tentou contato com os advogados dos citados na reportagem, mas não conseguiu encontrá-los.

 Siga @gabi_moreira


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget