Flamengo vence o Botafogo e chega à final da Copa do Brasil 2017

Como o jogo de ida, no estádio Nilton Santos, terminou empatado sem gols, o rubro-negro se classificou para a decisão da Copa do Brasil.

Diego vibrando com gol que deu vaga na final ao Flamengo - Foto: Buda Mendes/Getty Images
ESPN: Diante de um Maracanã lotado nesta quarta-feira, o clássico carioca da semifinal da Copa do Brasil não foi tecnicamente à altura do templo do futebol lotado como nos acostumamos a ver.

Mas um lance de craque de Berrío, que driblou Victor Luís, e uma finalização de Diego aos 25 minutos do segundo tempo foram o suficiente para garantir a vitória do Flamengo por 1 a 0 diante do Botafogo.

Como o jogo de ida, no estádio Nilton Santos, terminou empatado sem gols, o rubro-negro se classificou para a decisão da Copa do Brasil.

Essa será a sétima participação do Flamengo na decisão da Copa do Brasil, tendo três títulos (1990, 2006 e 2013), e três vices (1997, 2003, 2004). E em 2017, o Flamengo enfrenta justamente quem o venceu na decisão de 2003: o Cruzeiro.

Já o Botafogo segue com apenas uma final da Copa do Brasil disputada, em 1999, quando perdeu a decisão para o Juventude.

O jogo

O clássico começou movimentado, com o Flamengo tentando pressionar desde o início. No entanto, quem teve a primeira chance de abrir o placar foi o Botafogo logo aos dois minutos. Após cruzamento de Roger pela direita, a bola chegou em Guilherme. Mesmo livre, o atacante cabeceou por cima do travessão.

O lance assustou os rubro-negros, que diminuíram o ímpeto inicial e preferiram se resguardar para não sofrer o gol. Com isso, os alvinegros passaram a ter mais posse de bola, mas não conseguiam chegar com perigo.

Aos poucos, o Flamengo voltou a buscar o ataque e criou sua primeira chance aos 13 minutos. Guerrero recebeu passe na entrada da área e chutou no canto. Gatito Fernández se esticou e conseguiu fazer grande defesa.

Depois disso, o clássico caiu de rendimento. Os rubro-negros voltaram a dominar e ter posse de bola, mas paravam na marcação adversária. Já os alvinegros tentavam emplacar nos contra-ataques, sem qualquer sucesso.

O panorama seguiu o mesmo até os 43 minutos, quando o Botafogo assustou em chute da entrada da área de Matheus Fernandes. Assim, o confronto permaneceu com o placar inalterado até o intervalo.

No segundo tempo, o Flamengo pressionou desde o início e quase marcou aos dois minutos. Após cruzamento, William Arão cabeceou cruzado e por pouco acertou a rede. A resposta do Botafogo veio somente aos 11, com Igor Rabello, também de cabeça.

Os rubro-negros seguiam tendo o domínio da partida e foram recompensados aos 25 minutos. Berrío deu lindo drible em Victor Luís e tocou para a marca do pênalti onde estava Diego. O meia só teve o trabalho de tocar para a rede.

Após o revés, o Botafogo foi obrigado a avançar em busca do empate. O Flamengo recuou e passou a impedir a criação de boas jogadas do adversário. Os rubro-negros foram mais perigosos e, aos 40 minutos, quase ampliaram em chute de Vinícius Júnior.

Nos minutos finais, os flamenguistas se aproveitaram do nervosismo do Botafogo e conseguiram segurar a bola no campo de ataque. Com isso, os rubro-negros puderam comemorar a classificação para a decisão da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de agosto de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Renda: R$ 2.955.550,00
Público: 47.573 pagantes
Cartões amarelos: Paolo Guerrero (Flamengo); Roger, Leandrinho e Bruno Silva (Botafogo)
GOL: FLAMENGO: Diego, aos 25 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Thiago, Rodinei, Rever (Rafael Vaz), Juan e Pará; Willian Arão, Gustavo Cuellar, Diego e Everton (Romulo); Orlando Berrío (Vinícius Júnior) e Paolo Guerrero. Técnico: Reinaldo Rueda

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Luis Ricardo, Marcelo, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso (Gilson), Bruno Silva, Matheus Fernandes (Leandrinho) e João Paulo; Guilherme (Vinícius Tanque) e Roger. Técnico: Jair Ventura



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget