Kleber Leite volta atrás e elogia chegada de Rueda ao Flamengo

O namoro, olho no olho, com Rueda, foi intenso, tendo havido agora apenas uma retomada.

Treinador Reinaldo Rueda - Foto: Divulgação
KLEBER LEITE: Este post na realidade é um pedido de desculpas ao pessoal do futebol do Flamengo. Uns dois ou três posts atrás, escrevi dizendo não entender como um profissional pode ser contratado sem que o dirigente tenha com ele um contato mais profundo e, olho no olho, discutam tudo.

Hoje pela manhã, fiquei sabendo que a relação entre os dirigentes rubro-negros e o treinador Reinaldo Rueda é muito mais próxima do que se pode imaginar, já que, antes de efetivar Zé Ricardo, o namoro, olho no olho, com Rueda, foi intenso, tendo havido agora apenas uma retomada.

Reinaldo, como Rueda é tratado pelo pessoal do Flamengo, tem causado a melhor das impressões. A concepção do futebol moderno, valorizando a posse de bola e, de time pegador, já marcando no campo do adversário, que prega Reinaldo Rueda, soa como música para os nossos dirigentes.

O curioso é que o “Projeto Rueda”, embora esteja planejado para 2018, esbarra na necessidade de pelo menos um título entre as três competições em disputa.

Pelo que ouvi, impossível estrear contra o Botafogo, na quarta-feira, em função de problemas burocráticos. Enquanto não estreia, Rueda vai se informando e aprendendo tudo sobre o elenco rubro-negro. Após ver e ouvir o suficiente, sentindo-se pronto, Rueda vai para o campo de luta.

Quem com ele manteve contato, muito bem impressionado ficou. Que venha Rueda e que esteja em casa…

E quarta-feira tem decisão…

Joguinho, desanimador…

Fico imaginando o Rueda sendo apresentado em dia tão ruim. E, pior, por problemas burocráticos, não poderá ele dirigir o time no primeiro jogo, na fase semifinal da Copa do Brasil, contra o Botafogo.

Como sou pragmático, e não gosto de perder tempo, melhor esquecer o jogo de hoje e, concentrar toda energia possível para o jogo contra o Botafogo.

Quando um time está cansado, os treinadores vendem a necessidade do “pijama training”. O nosso momento é o do “cabeça training”. Esquecer tudo. Juntar o que temos de melhor, montar estratégia competente e, ir à luta.

Na quarta, voltam Diego e Éverton. Em contrapartida, teremos desfalques por conta de jogadores que não estão inscritos. Haja papo…

Enfim, a hora é de unir forças. Melhor que o primeiro jogo seja no Engenhão. Administrar lá e, resolver a vida na nossa casa, no nosso velho Maraca.

Vamos ressurgir das cinzas? No Flamengo, as grandes conquistas tiveram sempre muito sofrimento pelo caminho.

Vamos à luta!!! Mais uma…

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget