Roger Flores isenta Muralha: "Responsabilidade é dos jogadores"

O comentarista Raphael Rezende afirmou que Alex Muralha vem sofrendo com críticas "acima do tom" durante todo o ano.

Roger Flores - Foto: Reprodução / SporTV
SPORTV: Mesmo sem sofrer gols na final da Copa do Brasil, no 0 a 0 com o Cruzeiro, o goleiro Alex Muralha acabou criticado, pela vitória da Raposa por 5 a 3 nos pênaltis, por não ter conseguido defender uma cobrança. Nesta sexta-feira, em entrevista à TV Globo, o arqueiro afirmou estar sendo "massacrado" ao longo do ano. No "Troca de Passes", o apresentador Roger Flores deu seu apoio ao jogador e afirmou que Muralha não teve culpa de o Flamengo ter perdido o título.

- Eu sou solidário ao Muralha. Eu já passei por isso também, ser massacrado por um país inteiro, jogando por um clube gigante. Joguei no Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio, Fluminense. Já passei por essa situação do Muralha. Já senti o que ele está sentindo agora. Acho que é exatamente isso o que ele tem que passar. Ele foi corajoso ao dar entrevista, de assumir a responsabilidade, passar o lado humano dele. Ele tentou o melhor, trabalhou para mostrar e passar para o torcedor a segurança necessária. Infelizmente, você perde e você ganha. No jogo de quarta-feira, qual é a culpa do Muralha? Na penalidade, a responsabilidade é do batedor. O goleiro está ali para tentar ao máximo, mas a probabilidade de acerto é muito maior de quem está cobrando os pênaltis. Só quero passar essa mensagem. Estou com ele e quero o máximo que ele dê a volta por cima o mais rápido possível. O tempo vai ajudar a passar por esse momento e ele vai sair mais forte - disse o ex-jogador e apresentador.

O comentarista Raphael Rezende afirmou que Alex Muralha vem sofrendo com críticas "acima do tom" durante todo o ano. O jornalista acredita que, por isso, o goleiro mostrou alguma insegurança na final da Copa do Brasil.

- Em toda a temporada, o que tem sido feito com o Muralha em 2017 é muito acima do tom. Independentemente da fase dele não ser das melhores, essa é uma outra discussão, que parte até de um planejamento equivocado do Flamengo, quando define que Muralha e Thiago são os goleiros para a temporada. Não teria uma concorrência direta para a vaga de titular. O Muralha chegou a ser convocado para a seleção brasileira. A partir do retorno dele é que tudo degringola completamente, e afunda até chegar a este momento, após a final da Copa do Brasil. Ele não tem responsabilidade pelo resultado, estava extremamente pressionado, e isso ficou nítido em algumas intervenções ao longo do jogo. Ele já estaria pressionado por ser uma final, mas foi muito pior, por tudo que foi feito com ele ao longo da temporada.

Raphael Rezende ainda afirmou que a discussão em torno de Muralha acabou ofuscando o debate sobre a atuação do time do Flamengo na partida e por que o Rubro-Negro não conseguiu furar a defesa do Cruzeiro.

- Não se falou de jogo, 95% das perguntas que chegaram ao Rueda era sobre o Muralha. Aí não se debate por que o jogo foi tão amarrado, por que o futebol brasileiro tem jogos onde um time não consegue se sobrepor, onde a qualidade do jogo é tão ruim. Não se debate o jogo. Você elege o herói e o vilão a cada quarta e domingo. E não se debate o que se faz no futebol brasileiro para que essa situação mude.

Com o término da Copa do Brasil, o Flamengo ainda tem pela frente a reta final do Brasileirão e da Copa Sul-Americana. Nas duas competições, o goleiro Diego Alves, contratado no meio da temporada, já está inscrito.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget