Amir Somoggi critica colocação do Flamengo em Ranking da Forbes

Na conta, o Flamengo tem a seu favor receita, patrocínio, jogadores valorizados no mercado e direitos de televisão.

Wallpaper da torcida formando novo mosaico (Isso Aqui é Flamengo) na Libertadores - Foto: Gilvan de Souza
EXTRA GLOBO: Causou revolta na torcida do Flamengo nesta quarta-feira a divulgação do estudo da edição mexicana da Forbes que coloca o rubro-negro como a 18ª marca mais valiosa do futebol das Américas, com Corinthians na primeira posição seguido por Palmeiras e Grêmio. Especializado em gestão esportiva, Amir Somoggi desqualificou o estudo, que taxou como "furado".

- Esse estudo é furado. Você tem que somar o que é ativo e descontar a dívida. O Flamengo talvez não liderasse, mas certamente não estaria em 18º - explicou. - Como pode o Grêmio ser segundo? É impossível. A Arena (do Grêmio) vale muito, mas hoje o clube recebe o dinheiro do sócio-torcedor.

Na conta, o Flamengo tem a seu favor receita, patrocínio, jogadores valorizados no mercado e direitos de televisão, mas não é dono de um estádio, como outros clubes. O rubro-negro tem ainda uma dívida grande, ainda que em queda.

- O Flamengo tem mais receita, mas o Internacional, por exemplo, tem um estádio. É preciso somar tudo isso e descontar a dívida - afirmou.

Somoggi encontrou inconsistências nos números, como os New York Red Bulls estarem na frente de Los Angeles Galaxy e Orlando City, todos da Major League Soccer (MLS), dos Estados Unidos. O especialista acredita que um clube brasileiro estaria na liderança, mas não arriscou quem seria o melhor colocado. Ele ressaltou um dos pontos que impediria o rubro-negro carioca de estar no topo da tabela.

- Acho que teríamos um brasileiro na liderança. Corinthians, Flamengo e Palmeiras tem uma receita muito superior até do que os times americanos - ressaltou. - O Flamengo tem tudo isso, mas tem uma dívida de R$ 400 milhões. Ela é decrescente, foi criada em outras administrações, mas ainda assim estaria neste cálculo.

Veja abaixo o ranking completo.

1º - Corinthians - Brasil - US$ 576,9 milhões

2º - Palmeiras - Brasil - US$ 464,6 milhões

3º - Grêmio - Brasil - US$ 295,5 milhões

4º - Chivas Guadalajara - México - US$ 279,8 milhões

5º - Monterrey - México - US$ 269,1 milhões

6º - New York Red Bulls - EUA - US$ 238,5 milhões

7º - Orlando City - EUA - US$ 187,5 milhões

8º - Los Angeles Galaxy - EUA - US$ 172,9 milhões

9º - River Plate - Argentina - US$ 172,9 milhões

10º - Santos Laguna - México - US$ 150,3 milhões

11º - Atlanta United - EUA - US$ 150 milhões

12º - América do México - México - US$ 149,8 milhões

13º - Boca Juniors - Argentina - US$ 147,1 milhões

14º - São Paulo - Brasil - US$ 146,6 milhões

15º - Xolos de Tijuana - México - US$ 135,5 milhões

16º - Independiente - Argentina - US$ 134, 8 milhões

17º - Toluca - México - US$ 133,4 milhões

18º - Flamengo - Brasil - US$ 127 milhões

19º - Pumas Unam - México - US$ 117,3 milhões

20º - Atlético-MG - Brasil - US$ 116,7 milhões

21º - Cruzeiro - Brasil - US$ 113,6 milhões

22º - New York City - EUA - US$ 110 milhões

23º - Minnesota United - EUA - US$ 100 milhões

24º - Santos - Brasil - US$ 99,3 milhões

25º - Deportivo Cali - Colômbia - US$ 97,3 milhões

26º - Real Salt Lake - EUA - US$ 96,2 milhões

27º - Tigres - México - US$ 86,1 milhões

28º - Seattle Sounders - EUA - US$ 82,1 milhões

29º - Fluminense - Brasil - US$ 81,3 milhões

30º - San Lorenzo - Argentina - US$ 74,4 milhões

31º - Vasco - Brasil - US$ 71,6 milhões

31º - Columbus Crew - EUA - US$ 71,6 milhões

33º - Barcelona - Equador - US$ 59,3 milhões

34º - Montreal Impact - Canadá - US$ 57,6 milhões

35º - Pachuca - México - US$ 57 milhões

36º - Toronto - Canadá - US$ 54,4 milhões

37º - Universitário - Peru - US$ 53,6 milhões

38º - Cruz Azul - México - US$ 52,8 milhões

39º - Emelec - Equador - US$ 51,6 milhões

40º - Vitória - Brasil - US$ 50,4 milhões

41º - León - México - US$ 46,9 milhões

42º - Universidad Católica - Chile - US$ 46,7 milhões

43º - Racing - Argentina - US$ 45,6 milhões

44º - LDU - Equador - US$ 43,9 milhões

45º - Lanús - Argentina - US$ 43,4 milhões

46º - Sport - Brasil - US$ 43,2 milhões

47º - Vancouver - Canadá - US$ 43 milhões

48º - Estudiantes - Argentina - US$ 42,2 milhões

48º - Colo-Colo - Chile - US$ 42,2 milhões

50º - Veracruz - México - US$ 41,6 milhões

50º - Portland - EUA - US$ 41,6 milhões.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget