Conheça o torcedor do Flamengo que se chama "Vasco"

Numa das passagens mais tensas do Vasquinho no Rio de Janeiro, o torcedor amazonense do Mengão quase entra numa fria por conta de um amigo.

Torcedor do Flamengo que se chama Vasco - Foto: Antônio Lima
A CRÍTICA: Diz um ditado popular: “Um homem pode mudar de mulher, de partido político ou de religião, mas não de time de futebol”. Nem de time, nem de nome. É o que pensa o advogado Vasco Macedo Vasques, 40, que mesmo sendo flamenguista fanático nem pensa em trocar de nome.

Carinhosamente chamado de “Vasquinho”, Vasco Macedo, recebeu o nome em homenagem ao avô, o empresário português Vasco Vasques.

“Meu avô era português, ele foi um dos pioneiros do turismo aqui no Estado. Por isso o Centro de Convenções leva o nome dele. É uma homenagem”, explica o rubro-negro Vasco contando como ganhou o nome. 

“Meu pai, Carlos Frederico Vasques, era flamenguista, mas quis homenagear o pai dele e me deu o nome. Mas nada a ver com o time de futebol”, enfatiza o rubro-negro que confessa sofrer com a escolha de seu pai.

“Desde pequeno tenho esse estigma. Em qualquer lugar que eu chegue, qualquer repartição pública, colégio ou trabalho que faça tem sempre aquela pergunta assim que falo meu nome: ‘Torce pra que time?’ Mas eu já falo logo: ‘Meu nome é Vasco, mas sou flamenguista!”, completa o advogado.

Zico estranhou o nome

Dentre tantas histórias envolvendo seu nome, Vasco Macedo lembra do dia em que encontrou com o maior ídolo.

“O Zico veio aqui em Manaus fazer o lançamento do livro dele, anos atrás. Comprei o livro e fui atrás do autógrafo dele e tive a vontade de conversar com ele e foi engraçado porque eu, nervoso na fila, e na hora de falar com ele eu disse; ‘Zico, olha, antes de tudo quero te falar que meu nome é Vasco, mas meu coração é rubro-negro’. Na hora ele chamou o pessoal do staff dele e disse: ‘Olha esse flamenguista aqui. Fala teu nome pra eles’. Eu repeti que meu nome era Vasco, mas meu coração é flamenguista. Todos riram. E ele fez uma dedicatória no livro que fala assim: ‘Um abraço do Zico ao Vasco com o coração rubro-negro”, conta o flamenguista aos risos.

Romário mandou trocar

Se Zico estranhou o nome de Vasco, mas levou na boa e até caprichou na dedicatória, com o “Baixinho” Romário a reação foi mais inusitada. O agora Senador da República não pensou duas vezes em pedir pro advogado mudar de nome.

“Encontrei com o Romário, na época que jogava no Flamengo, num bar que ele tinha no Rio de Janeiro. Comprei uma camisa do Flamengo e fui pedir pra ele autografar. Na hora que ele perguntou meu nome eu disse: ‘Romário, meu nome é Vasco, mas eu sou Flamengo’. Ele me olhou e disse: ‘Pow! peixe, troca esse nome!’ São palavras que nunca vou esquecer, mas depois ele me autografou a camisa tranquilamente”, recorda o torcedor do Flamengo que sempre que pode acompanha o Rubro-Negro na Cidade Maravilhosa.

“Sou sócio-torcedor, coleciono camisas e tudo relacionado ao Flamengo. Engraçado que um dos lugares que achei que iriam estranhar meu nome, mas não fizeram nenhuma pergunta. Tenho carteirinha assinada com meu nome e tudo”, enfatiza.

Quase deu treta

Numa das passagens mais tensas do Vasquinho no Rio de Janeiro, o torcedor amazonense do Mengão quase entra numa fria por conta de um amigo.

“Outra situação engraçada foi num jogo que fomos eu e uns amigos aqui de Manaus no Rio. Nossa convivência é tão normal que eles me chamam de Vasco normalmente. Só que estávamos no metrô com a torcida organizada do Flamengo indo pro estádio, e eu estava meio distante deles. Ele gritou: ‘Ei, Vasco!’ Imagina, dentro do metrô lotado com flamenguistas... todo mundo olhou pra ele já querendo confusão. Eu nem olhei e fingi que nem era comigo (risos)”, relata Vasquinho completando.

“Quando estou no Rio, peço pra me chamarem pelo nome do meio. Nem de Vasco, nem de Vasques, me chamem de Macedo, assim não ter confusão”, brinca Vasco confessando que quando for pai, não deve homenagear o avô.

“Já pensei em ser pai, mas não vou botar o nome do meu filho de Vasco. Não vou querer homenagear meu avô, parou por aqui. Ainda não tenho ideia de nome, mas a princípio o nome Vasco eu não quero”, concluiu o flamenguista Vasco Macedo Vasques.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget