Desempenho de Conca no Flamengo só perde para dupla "fantasma"

O jogador só entrou em campo mais que Arthur Henrique e Antonio Carlos, dois jogadores contratados em 2016 para a disputa do Carioca.

Conca, do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
COLUNA DO FLAMENGO: Conca foi a contratação mais badalada do Flamengo no primeiro semestre, mas 10 meses depois, sua chegada se torna um “mico” no clube. O meia, considerado um craque, jogou por 27 minutos juntando as três partidas que entrou, se tornando a terceira contratação que menos entrou em campo na gestão de Bandeira de Mello.

O jogador só entrou em campo mais que Arthur Henrique e Antonio Carlos, dois jogadores contratados em 2016 para a disputa do Carioca. Antonio jogou apenas um amistoso de pré-temporada e Arthur sequer entrou em campo.

O argentino chegou em janeiro emprestado pelo Shangai SIPG para se recuperar de uma lesão no joelho e defender as cores do Flamengo até o fim de 2017. Entretanto, sua recuperação não ocorreu como esperado e o meia pouco é relacionado.

O clube só passou a pagar salários ao meia a partir de sua estreia, que aconteceu no dia 14 de junho. Ele ainda entrou em campo contra o Fluminense e sua última ação foi contra o Paraná, no dia 30 de agosto, pela Primeira Liga.

As explicações do não uso de Conca são: falta de ritmo, problemas físicos, nível físico abaixo dos demais atletas. Fato é que, por conta da pouca utilização, o meia não deve ter seu empréstimo renovado e voltar à China em 2018.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget