Fla quer fazer quadrangular da Sul-Americana de basquete no Rio

O ginásio do Parque Olímpico, sede das finais do basquete nos Jogos no ano passado, está com agenda cheia, o que dificulta a realização do evento no local.

Alexandre Póvoa, VP de Esportes Olímpicos do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
O GLOBO: Confirmada como a casa dos principais jogos de Flamengo, Vasco e Botafogo no NBB, a Arena Carioca 1 pode receber jogos internacionais ainda em 2017. Após passar na primeira colocação de seu grupo na Sul-Americana, o Flamengo tenta trazer para o Rio o quadrangular semifinal da competição, que acontece de 7 a 9 de novembro. O ginásio do Parque Olímpico, sede das finais do basquete nos Jogos no ano passado, está com agenda cheia, o que dificulta a realização do evento no local.

— Não será fácil por conta de algumas questões envolvendo as arenas esportivas do estado — explicou Alexandre Póvoa, vice-presidente de esporte olímpicos do Flamengo, que lista as tentativas. 

— A Arena Carioca 1 estará ocupada nas datas do torneio, o Velódromo ainda não tem alvará dos bombeiros com liberação para eventos, a Arena Carioca 3 não tem arquibancada, o Maracanãzinho esbarra em questões administrativas e a Arena da Barra também estará ocupada com shows.

Apesar dos obstáculos, o clube mantém o desejo de sediar a fase semifinal. O rubro-negro aposta no título da Sul-Americana para conseguir uma vaga ainda nesta temporada na Liga das Américas, torneio mais importante do continente.

— Temos Deodoro (onde foi o basquete feminino nos Jogos) e Tijuca (Tênis Clube), ambos com ressalvas de estrutura e agenda, como melhores opções. A única certeza que temos é que o Flamengo está trabalhando muito para trazer a Sul-Americana para o Rio — completou Póvoa.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget