Flamengo aguarda novo edital do Maracanã

Se o imbróglio se arrastar por mais tempo e a obra em Manguinhos realmente começar, o Maracanã perderá um potencial interessado.

Foto: Gilvan de Souza
ESPN: O blog do jornalista Rodrigo Mattos, no portal Uol — clique aqui e leia —, traz importante informação sobre o destino do Maracanã: Odebrecht e governo do Estado do Rio de Janeiro se aproximam de um acordo para distrato entre as partes. O problema é, quem vai ficar com o estádio e assumir seus custos imediatamente após a construtora entregar suas chaves?

O objetivo da empresa é devolver o Maracanã o quanto antes. Mas para isso é preciso que todo o processo de licitação seja percorrido, de maneira que alguém o assuma de imediato.  Ou seja, o prazo para a saída da Odebrecht não poderá ser definido antes do lançamento do novo edital. Sem ele, ficará tudo na mesma.

A construtora não quer assinar um distrato e seguir indefinidamente como responsável pelo palco da final da Copa do Mundo de 2014. O governo diz que em novembro lançará o edital, mas nenhum dos dois lados quer assumir a administração e os custos do Maracanã no período entre a publicação e o encerramento do compromisso atualmente em vigor.

Paralelamente, o Flamengo segue com os estudos para viabilizar o estádio no terreno de Manguinhos. Hoje é o plano A no clube, que observa os capítulos da novela "Maracanã", ou seja, se o edital de fato sair, quais seriam os termos? Se interessantes, os rubro-negros poderão mudar prioridades.

Caso o governo defina logo as regras da nova concessão, haverá tempo para que o Flamengo, se interessado, volte suas atenções ao maior estádio da cidade do Rio de Janeiro. Mas se o imbróglio se arrastar por mais tempo e a obra em Manguinhos realmente começar, obviamente o Maracanã perderá um potencial interessado.

Se o edital realmente sair em novembro, como sinaliza o Palácio Guanabara, serão necessários no mínimo seis meses para que todo o processo de licitação seja finalizado. Isso significa que pelo menos até maio de 2018 o Maracanã seguiria nas mãos da Odebrecht. Importante: em 7 de outubro acontecerá o primeiro turno das eleições, inclusive para os governos estaduais.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget