Flamengo é citado de "mau exemplo" para manter o Grêmio ligado

O lateral esquerdo Bruno Cortez citou o duelo entre Flamengo e América-MEX em 2008, pelas oitavas de final do torneio sul-americano.

Ibson e Renato Augusto após eliminação do Flamengo para o América-MEX em 2008 - Foto: AFP
UOL: A vantagem é grande, mas o Grêmio está cauteloso e não vê a semifinal contra o Barcelona-EQU como definida. E para justificar a parcimônia com o placar de 3 a 0 obtido em Guayaquil, o lateral esquerdo Bruno Cortez citou o duelo entre Flamengo e América-MEX em 2008, pelas oitavas de final do torneio sul-americano.

Nove anos atrás, o Fla abriu 4 a 2 fora de casa e na segunda partida tomou 3 a 0. A eliminação ganhou ares de tragédia justamente pelo placar construído no México.

"Nós temos exemplo do Flamengo… Eles jogaram contra o América do México, fizeram o resultado lá e perderam no Maracanã. Temos que entrar totalmente ligados e conseguir a vaga na final", comentou Bruno Cortez.

A ironia do destino é que o grupo de jogadores do Grêmio conta com uma testemunha ocular daquela remontada dos mexicanos e queda incrível do Flamengo: Léo Moura. Aos 38 anos, o lateral direito é suplente no Tricolor, mas em 2008 era titular e peça-chave no time carioca.

"No futebol tudo pode acontecer, então não tem nada ganho. Fizemos um bom resultado, mas temos mais 90 minutos para jogar. É preciso entrar concentrado", disse Cortez. "Está aberto. Fizemos um grande jogo em Guayaquil, então dá segurança. Mas a gente respeita o Barcelona. Eles tiraram Santos e Palmeiras, então nosso time está bem concentrado", concordou Edilson.

Na quarta-feira o Grêmio pode até perder por 2 a 0 que garante vaga à final da Libertadores. O outro integrante da decisão sai do confronto entre River Plate e Lanús. No primeiro jogo, o time de Buenos Aires venceu por 1 a 0 no Monumental de Nuñez.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget