Flamengo não aproveita derrapadas e joga tudo na Sul-Americana

Fora de casa, três derrotas contra equipes que resistiam ou ainda vêem de perto o perigo do rebaixamento.

Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
ESPORTE INTERATIVO: O Flamengo lamenta os próprios erros quando se vê longe dos líderes do Campeonato Brasileiro. Antes "resolvido" para o imbatível Corinthians, o título voltou a ficar em aberto com a queda livre do líder, que o Rubro-Negro não aproveitou por tropeços em casa e alguns pontos perdidos para equipes do fundo da tabela.

Dos 12 jogos do Rubro-Negro no returno, foram cinco vitórias, três empates e quatro derrotas. E muitos candidatos ao rebaixamento que entraram no caminho para tirar pontos. Como mandante, o Flamengo deixou para trás seis pontos, pelos empates contra Avaí, Fluminense e Vasco - fechando os clássicos com derrota para o Botafogo no Nilton Santos. Fora de casa, três derrotas contra equipes que resistiam ou ainda vêem de perto o perigo do rebaixamento: Atlético-MG, Ponte Preta e São Paulo.

"A gente sabia que seria difícil para o Corinthians manter (o ritmo). Mas, também, tínhamos quatro competições juntas, é difícil. Tem uma decisão, uma final... É difícil manter o padrão de jogo. Temos que revezar atletas, jogadores machucados... Tudo isso nos dificultou. Vamos pensar no nosso jogo de quarta-feira, que é a nossa decisão, para depois pensar no Brasileiro", disse o zagueiro Rhodolfo.

Fichas de título vão para a Sul-Americana

O Corinthians vive o pior momento neste Campeonato Brasileiro. Antes invicto, o time paulista não vence há quatro jogos, perdeu seis no segundo turno e está entre os quatro piores aproveitamentos no período. Os pontos preciosos que perdeu o Flamengo impediram uma aproximação maior do líder, 12 pontos à frente, o que deixa o foco rubro-negro na Copa Sul-Americana.

São cinco jogos e a chance de terminar a temporada com mais uma taça. A vitória rubro-negra no primeiro jogo das quartas de final, por 1 a 0, dá a vantagem na partida decisiva contra o Fluminense, nesta quarta-feira (1), no Maracanã. Por isso, os jogadores falam em "dar a vida" para avançar às semifinais.

"Jogar um clássico já é diferente, ainda mais uma decisão. É um jogo muito importante. Temos que colocar a nossa vida em campo e dar tudo. Temos a chance de chegar na final e temos que passar por eles de qualquer jeito. Temos que colocar o coração em campo, com muita raça", afirmou Rhodolfo.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget