Flamengo pagou R$ 1,2 milhão nos últimos clássicos no Maracanã

Contando o custo operacional, de responsabilidade do clube, os valores são ainda maiores.

Torcida do Flamengo no Maracanã - Foto: Hamoon Nasiri
GLOBO ESPORTE: O Flamengo investiu cerca de R$ 12 milhões para reformar o Luso-Brasileiro e transformar a Ilha do Urubu em sua casa por pelo menos seis anos. Mesmo assim, não jogará nenhum clássico em 2017 no estádio inaugurado em junho.

O clube não escondeu seu descontentamento com a decisão da CBF de transferir o jogo contra o Vasco (dia 28 de outubro) para o Maracanã - por recomendação da Polícia Militar.

Um dos motivos que incomoda o Flamengo é o gasto que terá de ser arcado - novamente - para se jogar no Maracanã. Nos últimos dois clássicos que mandou no estádio, o Rubro-Negro gastou mais de R$ 1 milhão (R$1.161.135) apenas em cobranças destinadas ao consórcio responsável pelo estádio. Entre aluguel e consumo (custos com água, luz, gás...)

Contando o custo operacional, de responsabilidade do clube, os valores são ainda maiores.

Para se fazer uma comparação, o custo operacional do Fla-Flu da semana passada, no Maracanã foi de R$ 372.705,62. No último jogo do clube realizado na Ilha do Urubu, no fim de setembro, contra o Avaí, o gasto da operação foi de R$ 159.365,37.

Flamengo x Fluminense (12/10)
Aluguel : 250.000,000
Consumo: 150.000,000

Flamengo x Botafogo (23/8)
Aluguel 611.135,00
Conta consumo: 150.000,000

A diretoria do Flamengo queria a realização da partida diante do Vasco para a Ilha do Urubu, no Luso-Brasileiro, estádio alugado junto à Portuguesa, na Ilha do Governador. No entanto, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) fez ressalvas sobre a possibilidade de novos episódios de violência.

No primeiro turno, em São Januário, houve brigas dentro e fora do estádio, com dois baleados e um torcedor morto numa das ruas de acesso ao campo de jogo vascaíno.

No caso do Fla-Flu da semana passada, há um acordo entre os dois clubes para clássicos com torcida mista sendo realizados no Maracanã. O mesmo acontecerá a partir da próxima semana, nas quartas de final da Copa Sul-Americana.

- O Flamengo afirma que as autoridades públicas do Estado do Rio de Janeiro tiram, em função de sua própria incapacidade, o direito de um contribuinte correto e responsável realizar suas partidas em seu estádio, obrigando-o atuar em uma praça esportiva que cobra taxas exorbitantes. A título de comparação, para atuar no Maracanã o Flamengo paga aluguéis quatro a oito vezes maiores que aqueles cobrados do Fluminense - disse o Flamengo, em nota oficial divulgada nesta quinta-feira.

No confronto contra o Botafogo pela semifinal da Copa do Brasil, o próprio Flamengo tomou a decisão de levar o jogo decisivo para o Maracanã. Inicialmente, o confronto estava marcado para a Ilha do Urubu.

A mudança levou em conta a importância do jogo e o interesse da torcida, que esgotou a carga de ingressos. No primeiro turno do Brasileiro, o Rubro-Negro recebeu o rival no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, uma vez que não recebeu todas as autorizações necessárias para que a Ilha fosse inaugurada.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget