Gringos do Flamengo são convocados para Eliminatórias

O ala-armador não escondeu a alegria e admitiu que a sensação foi diferente.

Foto: Divulgação
GARRAFÃO RUBRO-NEGRO: por Rafael Rezende

Na última semana, saíram as convocações das Seleções visando a disputa das Eliminatórias da FIBA, que irão ocorrer em novembro. No Flamengo, os estrangeiros têm motivos de sobra para comemorar: o venezuelano David Cubillan foi lembrado por Fernando Duró e os dominicanos M.J. Rhett (norte-americano naturalizado) e Ronald Ramon foram chamados por Orlando Antigua.

Todo mundo esperava que isso fosse acontecer, mas não dá para deixar de lembrar que os três vivem boa fase no Rubro-Negro neste início de temporada, pois tiveram boa participação na primeira fase da Liga Sul-Americana. Cubillan e Rhett, por exemplo, se adaptaram rapidamente. Já Ramon, no clube desde 2015, vem contribuindo de forma fundamental.

Em papo com a FLA TV, o camisa 8 reagiu feliz e reconheceu que se orgulha:

"Para mim é um orgulho estar na seleção e representar a Venezuela. Já são oito anos jogando com a equipe nacional e, toda vez que tenho a oportunidade, atendo com muita emoção e muita alegria. Sempre foi um sonho meu, e poder realizar e me manter há tanto tempo, é algo que me deixa orgulhoso. Sempre darei 100% pelo meu país."

Também em entrevista ao canal oficial, MJ revelou que está tranquilo para a estreia:

"Estou feliz por fazer parte da seleção da República Dominicana e essa é a primeira vez que sou chamado. Não pude ser antes por falta de documentos e passaporte, mas agora tenho disponibilidade para jogar. É uma grande experiência e estou muito animado para atuar também com meus companheiros e com o Ramon. Estamos aqui no Flamengo e será muito legal passar um tempo com ele lá. Nos conheceremos melhor e jogaremos mais juntos. Estou bem confiante com essa situação"

O ala-armador não escondeu a alegria e admitiu que a sensação foi diferente:

"Fiquei feliz por ser convocado, mais uma vez, para a seleção dominicana. É sempre um sentimento muito grande colocar a camisa e poder representar seu país. Acho que dessa vez tem uma coisa especial, o fato de estar em um time reconhecido na América do Sul como o Flamengo. Vai ser bacana, para mim, jogar com o Rhett, que está comigo aqui."


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget