Lincoln faz Seleção esquecer Vinicius Jr, parceiro de Flamengo

E foi preciso que o técnico Carlos Amadeu colocasse um ponto final no tema.

Atacantes Lincoln e Vinicius Júnior, do Flamengo - Foto: Divulgação
GLOBO ESPORTE: Foi o assunto que mais rendeu na seleção brasileira sub-17. Desde o dia em que o Flamengo anunciou que não liberaria Vinicius Junior para o Mundial na Índia, o atacante, mesmo distante, fez parte da fase final de preparação do Brasil para a competição. Foi preciso que o técnico Carlos Amadeu colocasse um ponto final no tema.

- O foco agora é o Mundial. Vinicius é um jogador talentoso, foi importante no Sul-Americano, mas é passado. Nós temos que valorizar os jogadores que estão aqui - repetiu várias e várias vezes.

Veio a estreia contra a Espanha, a campeã europeia da categoria, e a vitória brasileira por 2 a 1, de virada, abafou as questões sobre Vinicius Junior, só que não o bastante para encerrar os questionamentos, especialmente da imprensa indiana, ávida para ver o garoto que fez o Real Madrid desembolsar 45 milhões de euros (cerca de R$ 164 milhões na cotação atual) para comprá-lo.

Mas agora é oficial: a joia do Flamengo não tem sido mais uma sombra para um time que tem superado as adversidades com um jogo coletivo forte e o brilho de jogadores como os meias Marcos Antônio e Alan e, sobretudo, dos atacantes Paulinho e Lincoln, que marcaram dois gols cada.

- O Vinícius é um jogador que faz diferença para equipe, é muito talentoso, mas o conjunto da seleção é muito forte, são muitos jogadores bons. Estamos conseguindo mostrar a qualidade do nosso time - disse Alanzinho, que é o camisa 10 da equipe do Brasil e joga no Palmeiras.

E para aqueles que duvidavam de um bom futebol do Brasil sem Vinícius, Marcos Antônio, que já deu duas assistências na competição, avisa que ainda há muito por vir.

- Claro que vamos embalar. A gente veio com o pensamento de ser campeão do Mundial e vamos trabalhar para conseguir isso. É de pouquinho em pouquinho - afirmou.

O Brasil tem seis pontos e só precisa de um empate com Níger na última rodada do Grupo D para garantir o primeiro lugar da chave. A partida será na sexta-feira, em Goa, às 11h30 (de Brasília). Níger tem três pontos e briga com a Espanha pelo segundo lugar da chave. A Coreia do Norte, que ainda não pontuou, está fora.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget