Nota: Flamengo critica FIBA por mudar grupos no meio do Torneio

Após duas semanas, parece haver tendência de volta aos grupos originais como decisão final. Acreditamos que o bom senso prevalecerá.

Foto: Divulgação
SITE OFICIAL DO FLAMENGO: O C.R do Flamengo vem, por meio desta Nota Oficial, informar aos seus sócios e torcedores sobre a situação que vem tentando resolver pelas vias diplomáticas nas últimas duas semanas em relação ao chaveamento da fase semifinal da Liga Sul-Americana de Basquete.

Antes do início do torneio, foi instituída uma comissão pela Federação Internacional de Basquete (FIBA Américas) para definir as regras gerais da competição. Além de definir a distribuição dos 16 participantes entre os quatro grupos – A, B, C e D –, essa mesma comissão, adicionalmente, determinou a configuração dos grupos da fase semifinal:

Grupo E: A1, B1, C2 e D1
Grupo F: A2, B2, C1 e o melhor terceiro colocado de A,B ou C

Esses grupos foram anunciados pela Comissão Organizadora e, assim, o campeonato começou. O C.R. do Flamengo, no Grupo A, abriu a primeira fase da Liga Sul-Americana jogando na cidade de Quibdo, na Colômbia, com enormes dificuldades de logística, e classificou-se em primeiro lugar na chave (A1), em quadrangular que se encerrou no dia 05/10.

Estranhamente, no dia 13/10, quando inclusive o Grupo B também já havia sido jogado, a FIBA Americas emitiu uma nota oficial mudando os grupos da fase semifinal, contrariando a disposição previamente comunicada pela Comissão Organizadora. A principal modificação ocorreu na composição das chaves:

Grupo E: Sai D1 e entra o Melhor Terceiro Colocado (de A, B ou C)
Grupo F: Sai o Melhor Terceiro Colocado (de A, B ou C) e entra D1.

Desde então, estamos tentando, como clube interessado e através da Liga Nacional de Basquete, reverter a situação junto a Consubasquet (que organiza a Liga Sul Americana) e a FIBA Americas. Após duas semanas, parece haver tendência de volta aos grupos originais como decisão final. Acreditamos que o bom senso prevalecerá.

O C.R. do Flamengo, no entanto, se sente na obrigação de manifestar-se porque hoje, dia 24/10/2017, começam a ser disputados os jogos do último Grupo (D) da fase de classificação. Não achamos também correto que esse debate somente ocorra em uma situação onde os oito classificados já estejam definidos, fazendo com que casuísmos acabem se confundindo com decisões que devem ser guiadas pela razão e pelo respeito às regras.

O C.R. do Flamengo deseja que regulamentos sejam cumpridos, independente de avaliação de respectivos benefícios ou prejuízos técnicos. A mudança de regras, em pleno andamento da competição, é nefasta, afeta a credibilidade e produz somente um grande derrotado: o esporte.

Na temporada de 2016/17, o Flamengo já foi profundamente prejudicado, tendo se classificado dentro da quadra para a Liga das Américas e, posteriormente, impedido de participar por conta de sérios problemas de governança na Confederação Brasileira de Basquetebol, que acabou suspensa pela FIBA. Pagamos um preço alto, sem a menor responsabilidade. Agora, esperamos que o nosso clube, que conquistou vitórias na primeira fase da Liga Sul-Americana através, novamente, de seus méritos próprios dentro da quadra, não veja mais uma vez o seu direito agredido fora dela.

O C.R. do Flamengo possui vasta tradição histórica no basquete, modalidade na qual temos investido fortemente nos últimos anos, o que nos levou às conquistas estaduais, nacionais, continentais e intercontinentais (Campeonato Mundial de Clubes em 2014). A seriedade que se espera dos organizadores de competições é de que, no mínimo, regulamentos não sejam mudados com competições já em curso. Estaremos observando os próximos passos dessa história em que permaneceremos lutando pelas causas corretas.

Conselho Diretor do C.R. do Flamengo


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget