Pablo diz querer ficar no Corinthians

Ele disse que deseja ficar no clube e que a chance disso acontecer é "enorme", mas declarou que está focado neste momento na conquista do título.

Foto: Rodrigo Gazzanel
GLOBO ESPORTE: Recuperado de lesão na coxa esquerda, o zagueiro Pablo tem grande chance de voltar ao Corinthians na partida contra a Ponte Preta, domingo. A novela para a renovação contratual do jogador, porém, não tem prazo para acabar.

Nesta quinta-feira, Pablo concedeu entrevista coletiva e afirmou que voltou a negociar com o Timão. Ele disse que deseja ficar no clube e que a chance disso acontecer é "enorme", mas declarou que está focado neste momento na conquista do título brasileiro.

Questionado sobre como irá reagir se tiver que deixar o Corinthians ao final do ano, quando acaba o empréstimo do Bordeaux, da França, ele afirmou:

– São coisas do futebol. Às vezes a gente escolhe, outras vezes não. Espero que isso não aconteça. Se acontecer (de sair), vai ficar um sentimento de tristeza. Estou identificado com o clube, com essa torcida maravilhosa, que tem pressão, mas também amor. Ficaria triste, mas futebol tem dessas.

Pablo chegou a acertar salários e um contrato de quatro anos e meio com o Timão. O clube também se acertou com o Bordeaux para comprá-lo. Entretanto, houve um desacordo com o empresário do atleta referente à forma de pagamento das luvas (prêmio pela assinatura do novo vínculo), que emperrou as negociações.

Além de comentar o futuro no Corinthians, Pablo falou sobre a situação da equipe no Campeonato Brasileiro. Mesmo com a vantagem da equipe na liderança tendo caído para seis pontos, o jogador demonstrou confiança:

– Por tudo o que nós fizemos até hoje, temos uma gordura muito boa, mas quando você joga no Corinthians a torcida cobra, a imprensa fala, e temos que saber lidar com isso. É normal. É uma equipe gigantesca, de muita pressão. Não estamos hoje como estávamos antes, foi visível a queda de rendimento em alguns jogos na questão da concentração. E falta esse pequeno detalhe, porque, se não tomarmos gol, estaremos mais perto de vencer – disse Pablo, que completou:

– Temos que chamar essa responsabilidade. Fizemos por merecer. Temos uma vantagem, estamos bem postados no campeonato, com seis pontos de vantagem, então o favoritismo é nosso.

A última partida de Pablo pelo Corinthians foi no dia 1 de outubro, contra o Cruzeiro. Depois, ele ficou fora de quatro confrontos: a vitória sobre o Coritiba, as derrotas para Bahia e Botafogo e o empate com o Grêmio.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget