Presidente do Flamengo é colocado contra parede por grupo político

Todo mundo passou a conhecer o Vitor Hugo, nosso treinador de goleiros, pelos vídeos bizarros dos treinamentos que temos com ele. Não pensa em mudar?

Eduardo Bandeira de Mello, Presidente do Flamengo - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
MEDIUM: O Grupo FLAFUT, seguindo as normas do Clube, protocolou na Secretaria, no dia 18.08.2017, um documento com alguns questionamentos e sugestões referentes ao Departamento de Futebol.

O documento era endereçado ao Presidente Eduardo Carvalho Bandeira de Mello, com cópia para todos os Presidentes de Conselhos do CRF. Na ocasião, a funcionária Chiquinha, sempre muito solícita e atenciosa, deu um prazo de 2 semanas para o documento ser respondido.

O fim desse prazo coincidiu com a final da Copa do Brasil. Com o intuito de preservar a tranquilidade num momento tão importante, preferimos aguardar para cobrar um retorno do documento.

Esperávamos e torcíamos para que alguns pontos fossem ajustados ao longo deste período e o documento se tornasse obsoleto. Porém, nada (ou quase nada)mudou e os questionamentos seguem atuais.

No dia 09.10.2017, nos encontramos na Gávea com o objetivo de solicitar uma resposta ao nosso documento. Avistamos o Senhor Presidente Eduardo Bandeira de Mello se aproximando do bar da piscina, onde estávamos reunidos.

Abordamos o Presidente, de forma cordial, apresentamos o nosso Grupo, e citamos a falta de resposta do documento que havíamos protocolado já há quase dois meses.

Segue abaixo o diálogo que ocorreu:

- Boa noite, Sr. Presidente. Tudo bem?
- Boa noite, tudo bem e vocês?
- Tudo indo. Somos do Grupo FLAFUT e gostaríamos de abordar o tema de um requerimento que protocolamos no dia 18.08...
- Protocolaram onde?
- Na Secretaria.
- Não tenho conhecimento de nenhum documento, carta ou requerimento do grupo de vocês ou de qualquer outro...
- Estranho, até porque nos deram um prazo de 2 semanas para o mesmo ser respondido.
- Quem deu este prazo?
- A Chiquinha.
- Cadê o documento? Vamos andando e falando...
- Está aqui, com os carimbos de todos os Conselhos...
- Não adianta mandar documento exigindo demissão de A ou B. O Flamengo é totalmente profissionalizado e os profissionais do clube são de minha inteira confiança!
- OK, mas fizemos alguns questionamentos.
- Falem um.
- O primeiro era a troca do VP de Futebol. Foi feita, com atraso, mas foi feita!
- Fiz a troca quando encontrei um nome disponível. O Lomba é um excelente nome e está alinhado com o nosso pensamento..
- Sim, inclusive o Lomba era uma das nossas sugestões para assumir este cargo. Mesmo não sendo do nosso grupo, temos uma ótima relação com ele. Trata-se de um rubro negro apaixonado que AMA futebol e ODEIA perder. Desejamos boa sorte a ele e esperamos que ele tenha autonomia para exercer sua função.
- Sim, ele se tornou VP de futebol, cujo diretor do departamento é o Rodrigo Caetano e que está subordinado ao Fred Luz.
- Falando em Fred Luz, o senhor não acha que ele acompanhava muito pouco de futebol para tomar tanta decisão junto ao DF?
- O Fred Luz é um excelente profissional e tem minha total confiança!
- Com certeza, pode ser um excelente CEO para tocar o clube. Mas, é sabido dentro do clube que o negócio dele era golfe e ele mesmo já admitiu que não via futebol antes de 2013, ao entrar no Flamengo...
- Ele é um grande gestor. E todo grande gestor tem a capacidade de gerir qualquer tipo de negócio!
- Mas o senhor não acha que o futebol é um negócio diferente dos demais? O futebol envolve diversas nuances que podem determinar o sucesso ou não do time. O Flamengo, pelo seu tamanho e força, possui uma essência que está se perdendo justamente por falta de conhecimento de algumas pessoas. Por exemplo, o Fred Luz comemorou um suposto recorde de torcida mista após perder um jogo para o Palmeiras, em Brasília, sob nosso mando. Ele não tem muita noção do que o torcedor pensa após uma derrota...
- O Fred Luz é um excelente profissional e tem minha total confiança!
- Ninguém que tenha uma certa noção do que é o Clube de Regatas do Flamengo dá uma declaração deste nível após uma derrota...
- O Fred Luz é um excelente profissional e tem minha total confiança!
- Já entendemos isso e justamente por esta confiança toda que pedimos que o afaste do futebol. A notícia mais triste para ele, este ano, deve ter sido a regra que a CBF proibiu venda de mandos. Ele amava jogar em Brasília, onde nosso aproveitamento era pífio..
- Ele vendia os jogos para Brasília com o meu consentimento, pois sou o Presidente.
- Ok, temos certeza disso. O senhor acha normal um CEO de clube de futebol participar de "Pai Nosso" dentro de vestiário?
- Ele é o CEO do clube. Deve e vai participar de tudo, inclusive do Pai Nosso. Tenho plena confiança nele!
- E o Fernando Gonçalves, o que acha dele?
- Trata-se de um excelente profissional. Fica no clube até dezembro de 2018, quando acabar o meu mandato. Só sai se o próximo presidente eleito quiser...
- Ele é tricolor declarado e participou da eleição do fluminense...
- Não participou de nada. Ele foi convidado pela chapa vencedora, mas preferiu ficar no Flamengo!
- E qual a função dele? Nunca ninguém conseguiu explicar!
- Ele é chefe do Departamento de Psicologia do Futebol.
- E o senhor acha que o psicológico do nosso time é bom?
- É ótimo!
- Estranho porque os números mostram que estamos entre os times que menos viram jogos no Brasil...
- Quem disse isso?
- Os números, são fatos. O Flamengo quase não vira jogos!
- Não vejo desta forma. O que mais vocês querem?
- Presidente, duvido que alguém saiba o nome de qualquer treinador de goleiros de algum clube. Todo mundo passou a conhecer o Vitor Hugo, nosso treinador de goleiros, pelos vídeos bizarros dos treinamentos que temos com ele. Não pensa em mudar?
- Não. O Vitor Hugo é um excelente profissional e só sai do clube em dezembro de 2018, no fim do meu mandato.
- Presidente, todos criticam o trabalho dele. Os nossos goleiros estão em péssima fase. Ele é realmente bom?
- Ele é muito bom e vai continuar porque eu quero. E eu sou o Presidente!
- Como o senhor avalia o trabalho do diretor Rodrigo Caetano? Ele está há 3 anos no clube e vencemos um Carioca somente...
- O Rodrigo Caetano é um excelente profissional. Muito respeitado no mercado! Se ele sair do Flamengo, terá emprego em um dia e ganhando mais do que aqui!
- Mas o senhor não acha que pelo investimento feito, pelo material humano que ele dispõe, a entrega foi aquém do esperado?
- Não, foi muito boa!
- Então ganhar 1 Carioca em 3 anos, depois de tudo que fora prometido na campanha da Chapa Azul foi muito bom?
- Sim, foi muito bom!
- Se nos próximos 3 anos, ganharmos somente mais 1 Carioca, o senhor vai avaliar 6 anos e 2 Cariocas como sendo muito bom?
- Sim, vou!
- Presidente, com relação à precificação dos ingressos na Ilha do Urubu, não podemos encontrar uma maneira de colocar mais público? Nos sentimos envergonhados de não lotar um estádio para 15 mil pessoas!
- A Ilha tem alguns problemas de acesso, até pela questão de segurança do Rio entre outras complicações. E sinto mais vergonha de ter prejuízo...
- Sim, mas tivemos jogos com prejuízo por lá!
- Mas a maioria deu lucro!
- Mas, ultimamente, com o time em pior fase, o estádio ficou vazio e deu prejuízo. Foi vergonhoso em dois sentidos. Não seria a hora de rever a política de ingressos?
- Já tentamos, mas nem as gratuidades se esgotam por lá. O problema não é preço!
- Mas, Presidente, o ingresso está muito caro para quem não é ST. É o preço também!
- Posso te mostrar planilhas que quanto mais barato o ingresso for, mais prejuízo teremos!
- Então é melhor continuar jogando para 7, 8 mil pessoas?
- Não é melhor, mas não vamos baixar os ingresso para não ter mais prejuízo.
- Quanto a bilheteria representa da nossa receita? 10%?
- Nem isso.
- Então, já que ela não representa nem 10% da nossa receita, não podemos oferecer a oportunidade de mais gente ir aos jogos?
- Já te falei que quanto mais barato for o ingresso, mas prejuízo teremos!
- Por isso que o FLAFUT foi criado. A meta da gestão não é o futebol, não é a torcida e não é a parte técnica, Isso que gostaríamos que fosse priorizado. Os números e planilhas estão sempre acima de tudo, desde 2013.
- O Flamengo não está chegando onde está à toa! O clube está totalmente profissionalizado e assim que vai ser.
- Presidente, é complicado debater Flamengo desta maneira. Para não tomar mais o seu precioso tempo, vamos finalizar com o planejamento do excelente Rodrigo Caetano. O senhor tem noção que perdemos um campeonato nacional por não termos goleiros?
- O planejamento foi ótimo!
- Que planejamento é este que entra 2017 com Muralha e Thiago? Era ano de Libertadores! Perdemos um torneio nacional por eles não serem do nível do Flamengo. Sugerimos, em dezembro de 2016, a compra de um goleiro para disputar posição com o Muralha.
- Em dezembro de 2016, o Muralha era da Seleção..
- Sim, mas e se lá se mantivesse quem jogaria na sua ausência? O garoto de 20 anos que entregou o gol pro Cruzeiro no Maracanã?
- O Thiago era tido como excelente goleiro!
- Sim, mas é um garoto e nunca tinha jogado!
- O Julio Cesar estreou com 17 anos. Qual o problema?
- Ok, mas não é por causa disso que qualquer goleiro da base pode ficar no profissional, ainda mais em um ano importante como esse.
- Se sentíssemos necessidade, teríamos trazido um goleiro em fevereiro, março. Mas, no momento, não achamos que era necessário. Bom, vou ter que sair porque vai começar uma reunião com os Grandes Beneméritos.
- Boa noite, Presidente!
- Desculpe a franqueza, mas é o que tenho para falar.
- Boa noite, Presidente.

Saudações Rubro-Negras,
FLAFUT

Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget