Proposta, troca de Staff... Motivos para queda de Vizeu no Flamengo

Vizeu trocou de empresário na temporada. O jogador acertou com a OTB Sports para agenciar sua carreira.

Felipe Vizeu ao lado de torcedores do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
GLOBO ESPORTE: “Vizeu tá aí"! A frase-saudação do centroavante de 20 anos fazia sucesso nas redes sociais quando Felipe Vizeu era um dos queridinhos da torcida. O bom rendimento em 2016, tanto na Copinha quanto nos profissionais enquanto substituía Guerrero, o transformou em promessa.

Apesar da badalação que empolgou a torcida, a realidade é outra em 2017. Caiu de produção, perdeu espaço e atualmente está atrás de Lucas Paquetá - que não é centroavante - na briga pelo posto de reserva de Guerrero. Mas o que está por trás da temporada decepcionante?

Há fatores perceptíveis que o Globoesporte.com lista abaixo:

- Vizeu foi mal nas principais oportunidades que teve no ano. Quando escalado como titular, decepcionou e fez a torcida sentir saudade da qualidade de Guerrero na função de pivô.

- Ok, mas ele poderia fazer o "estilo Hernane Brocador" – futebol longe de ser vistoso, mas eficiente em termos de gols. Certo? Sim, mas não foi o caso. São apenas quatro (dois no Carioca, um no Brasileiro e outro na Sul-Americana) em 26 jogos – em 2016 foram oito (cinco no Brasileiro e três no Carioca), com o mesmo número de jogos.

- Os quatro gols que ele fez no Sul-Americano sub-20 – o Brasil sequer se classificou ao Mundial – o fizeram voltar pedindo aumento. A atitude irritou a diretoria porque menos de um ano antes o salário dele foi multiplicado por dez. A postura o ajudou a perder espaço no início do ano – Vizeu não entrou em nenhum minuto na campanha da Libertadores. Além disso, Zé Ricardo já tinha eleito Damião como reserva imediato de Guerrero.

- Desde que subiu aos profissionais, Vizeu sempre foi apontado como “alto potencial de venda”. Mas a expectativa não virou realidade. Especulações de propostas de Benfica, Sporting, Cruzeiro, Atlético de Madrid foram publicadas pela imprensa internacional, mas o que chegou ao Flamengo foi uma oferta da Ponte Preta.

A situação, principalmente após a chegada de Reinaldo Rueda, tem causado natural descontentamento no jogador. O futebol apresentando nas raras chances passou longe de convencer. O apoio dos rubro-negros também não é mais o mesmo.

Personalidade de Paquetá agradou mais

Rueda não conhecia os jovens da base quando chegou ao clube, em agosto. Paquetá saiu à frente não só pelo futebol em si. Sua entrega nos treinos e personalidade mais madura agradaram ao treinador. Algo elogiado pelo próprio em entrevistas recentes.

Vizeu iniciou o ano convocado para o Sul-Americano Sub-20, competição na qual formou ataque com Richarlison, ex-Fluminense. Naquela época, seu nome era vinculado a possível transferência para a Europa. O Brasil pagou mico, não avançou ao Mundial, e Vizeu começou a cair.

Se seu companheiro cresceu e hoje é muito elogiado no Watford, da Inglaterra, o garoto rubro-negro desceu.

Proposta? Só da Ponte Preta

Apesar de ter o nome ventilado em sondagens de tradicionais times de Portugal e da Itália, proposta de fato só chegou da Ponte Preta - de empréstimo. O resto foi negado pelo próprio clube.

E ele em momento algum esteve à frente de Leandro Damião - hoje no Inter - na disputa pelo posto de reserva imediato de Guerrero. Contava com apoio dos torcedores, mas não respondia quando utilizado. O pior veio após a saída de Damião.

Aumento significativo e mudança na gestão da carreira

Vizeu trocou de empresário na temporada. O jogador acertou com a OTB Sports para agenciar sua carreira. A Brazil Football, substituída pela OTB, tinha ainda dois anos de contrato com o jogador, em conjunto com a Bertolucci Participações.

Antes da mudança, Vizeu conseguiu importante valorização na carteira. Passou a ganhar mais de 10 vezes do que os R$ 6 mil mensais recebidos em seu primeiro contrato como profissional.

Gol perdido diante do Vasco

Com Paquetá com dificuldades no ataque, Rueda colocou Vizeu em campo novamente no último sábado, no empate sem gols diante do Vasco. O jogador teve a principal chance do time no jogo após cruzamento de Vinicius Junior, mas, na cara de Martín Silva, cabeceou mal e resumiu a temporada decepcionante em um lance.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget