Réver celebra marca histórica e diz: "Espero manter o alto nível"

Mas Réver não é o único zagueiro artilheiro do elenco. Juan, de 38 anos e 307 partidas pelo Flamengo, soma 31 gols como rubro-negro.

Réver, zagueiro e capitão do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
GLOBO ESPORTE: Os dois gols marcados por Réver no 4 a 1 sobre o Bahia, na goleada desta última quinta-feira, o transformam no zagueiro com mais gols da história do Campeonato Brasileiro. Empatou com o ex-defensor Júnior Baiano - ambos somam 29.

- É mais do que gratificante saber dessa marca. Num país e num campeonato em que passaram tantos zagueiros com qualidade técnica, poder ocupar este posto é muito especial. É claro que, como zagueiro, minha preocupação inicial é defender e ajudar a o sistema defensivo a não sofrer gols, mas poder ajudar o time no ataque é um algo a mais que me deixa muito feliz.

O capitão rubro-negro, que marcou todos seus gols em brasileiros a partir de 2008, quando defendia o Grêmio, mostra-se otimista em relação ao futuro na Gávea.

- Espero poder manter o alto nível para seguir ajudando o Flamengo a conquistar seus objetivos.

Lista de gols de Réver pelo Brasileirão (ano a ano):

2008 (Grêmio) – 2 gols
2009 (Grêmio) – 5 gols
2010 (Atlético-MG) – 2 gols
2011 (Atlético-MG) – 4 gols
2012 (Atlético-MG) – 6 gols
2013 (Atlético-MG) – 0 gols
2014 (Atlético-MG) – 1 gol
2015 (Internacional) – 2 gols
2016 (Flamengo) – 2 gols
2017 (Flamengo) – 5 gols

Mas Réver não é o único zagueiro artilheiro do elenco. Juan, de 38 anos e 307 partidas pelo Flamengo, soma 31 gols como rubro-negro - é o segundo jogador da posição que mais marcou pelo clube, sendo superado apenas por Júnior Baiano, seu ex-companheiro e autor de 33.

Réver, que nunca escondeu o desejo de fazer longa carreira no Flamengo, poderia alcançar o companheiro? Ele, como oito marcados em 84 jogos vestindo vermelho e preto, brincou.

- Vou avisar ao Juan que estou chegando (risos). Faltam só 23 gols, poxa... falando sério agora, ter a chance de estar numa lista tão seleta do clube é outra coisa que me motiva ainda mais. Olhar para o lado e poder jogar ao lado de um cara tão vencedor como o Juan é motivo de muito orgulho.

A julgar pela média dos dois (Juan tem 0,1 por jogo e Réver, 0,095), é difícil, porém palpável. Mas o jogador formado pelo Paulista de Jundiaí precisaria de mais um bom período de Gávea. Será que ele consegue?

Maiores zagueiros artilheiros da história Brasileirão:

Réver e Júnior Baiano – 29 gols
Antônio Carlos – 28 gols
Leonardo Silva – 27 gols


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget