Réver ou Guerrero, quem fará mais falta ao Flamengo?

Vale ressaltar também que Guerrero já costuma ser ausência no Flamengo enquanto Réver participa bem mais dos jogos.

Foto: Gilvan de Souza
GOAL: Nem mal terminou o Fla-Flu e o técnico Reinaldo Rueda já ganhou alguns problemas para o importante duelo contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. Berrío, que só volta no ano que vem e Cuéllar, suspenso, já são desfalques certos, o treinador também não deverá contar com Paolo Guerrero e o capitão Réver, que deixou o campo com uma lesão no joelho.

O número pode aumentar caso o Rueda siga o cronograma de poupar Juan, que não costuma atuar em dois jogos seguidos, como foi titular contra o Fluminense, na última quarta, pode ganhar um refresco sábado e retornar apenas no próximo Fla-Flu, no dia 1 de novembro.

Mesmo que a ausência de Berrío seja por um período bem longo, cerca de oito meses, Réver e Paolo Guerrero serão os desfalques mais sentidos e podem ficar de fora de mais jogos importantes na temporada.  No caso do peruano, por exemplo, Rueda deu a entender que nem contra o Vasco e nem mesmo contra o Fluminense o camisa 9 deverá estar em campo.

Com a pressão da federação peruana para que o Flamengo libere Paolo Guerrero o mais rápido possível e até mesmo uma suposta vontade do jogador em estar mais concentrado na possibilidade de garantir o Peru na Copa do Mundo, o time Rubro-Negro deve mesmo perder o jogador nas próximas partidas. 

Mas apesar de Guerrero ser o camisa 9 da equipe, os números comprovam que Réver fará mais falta. Além de ser o capitão, Réver é uma arma poderosa no ataque, sempre bem posicionado ele é um dos artilheiros do clube no Brasileirão e soma um gol na Sul-Americana, enquanto o peruano ainda nao balançou as redes no torneio continental. V

Vale ressaltar também que Guerrero já costuma ser ausência no Flamengo enquanto Réver participa bem mais dos jogos, o clube Rubro-Negro não contou com o seu camisa nove no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, pois ele estava suspenso.

Pouco faltoso e concentrado, o zagueiro também vem sendo firme no setor defensivo, ao lado de Juan, vinha formando uma das melhores zagas do Brasil e mudou completamente no estilo de jogo atrás. Rhodolfo, seu substituto natural conta com pouco entrosamento ainda e não tem a liderança do capitão.

Por outro lado, com Juan, aos 38 anos, seguindo o cronograma de ser poupado em alguns jogos, muitas vezes, a zaga Rubro-Negra pode ficar bem modificada e ter em campo atletas bem pouco entrosados nos próximos jogos.

No ataque, porém, o jovem Lucas Paquetá vem fazendo bem a função do peruano, jogando improvisado, o garoto não peca na disposição e tem talento. Ainda que tenha feito um jogo um pouco abaixo contra o Fluminense, esá sempre fazendo pressão na saída de bola e é oportunista.

Provavelmente sem Guerrero nem Réver, o Flamengo encara o Vasco, neste sábado (28), às 19h, no Maracanã. A partida é válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget