Um pedido de desculpas para a torcida do Flamengo

Numa versão muito pouco resumida, foi mais ou menos isso que representou a goleada de 4x1 do Flamengo sobre o Bahia nessa quinta-feira.

Diego se curvando para reverenciar a torcida do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
ESPN FC: Por João Luis Jr.

O cara saiu quinta-feira à noite de casa, disse que ia ajudar um amigo que teve o Chevette rebocado, coisa rápida, ali em Ipanema, você nem vai notar, amor, vou e volto. Voltou. No domingo, sete e quarenta e cinco da noite, a calça tinha virado uma bermuda, a camisa com mancha de batom, no pescoço um chupão tão grande que ele parecia ter sido atacado por uma jaguatirica. A esposa com duas pastas separadas, uma com cartazes de desaparecido, outra com os documentos do divórcio, as crianças já no carro pra casa da avó. O clima na sala é ruim, na TV o Faustão anuncia um “ô loco, meu” mas poderia facilmente ser um “tá pegando fogo, bicho”. Ele tira aquele braço estrategicamente colocado atrás do corpo, nele tem um buquê de rosas. Olha nos olhos da mulher, esboça um sorriso e diz “é pra você”.

Numa versão muito pouco resumida, foi mais ou menos isso que representou a goleada de 4x1 do Flamengo sobre o Bahia nessa quinta-feira, na Ilha do Urubu. Uma equipe que não vinha bem, mas que precisava muito ganhar, conseguiu emendar sua segunda vitória seguida, assumir a 6ª colocação na tabela e resgatar um pouco da confiança que já parecia perdida, assim como animar uma torcida que cada dia parecia mais cética.

E para isso três jogadores foram essenciais. O primeiro deles, Diego Alves. Contratado para ser a solução para o gol rubro-negro e com a fama de já ter pego pênaltis do Messi, defendido falta do Cristiano Ronaldo e resgatado pessoas que pulavam de um prédio em chamas apenas dando pontes e espalmando elas pra calçada, o goleiro, até pelo período de adaptação, não teve um começo dos mais brilhantes no Flamengo, com falhas e partidas irregulares. Porém foi só ter uma sequência de jogos para que Diego deixasse claro que agora o gol do Flamengo não só tem dono como é um dono que não planeja viajar ou fazer AirBnb na casa tão cedo. É uma sensação nova, é uma sensação até esquisita, mas é gostoso ver uma bola indo em direção ao gol do Flamengo sem obrigatoriamente pensar “é, fod* tudo”.

O outro foi Réver, o zagueiro que tem mais aproveitamento em chutes e cabeceios do que todos os nossos atacantes juntos. Numa atuação totalmente fora da média o nosso capitão não só seguiu formando a dupla de zaga ideal com Juan como marcou dois gols em belas jogadas, daquelas que você vê na TV que foram feitas pelo Réver mas você espera o replay pra ter certeza que realmente foram feitas pelo Réver. Ainda que nem sempre brilhante e muito prejudicado quando precisa formar dupla com outros zagueiros além de Juan, mais uma vez ele mostrou que ao menos raça e dedicação não costumam faltar, ainda que possa faltar bom senso em alguns momentos.

E por fim, Diego, que vinha em má fase e criticado desde sua lesão, marcou dois gols, o que serviu não apenas para reconquistar a torcida, que já vinha cética com suas atuações, como também para superar o trauma generalizado com pênaltis que parecia vir acompanhando o Flamengo e seus jogadores desde a final da Copa do Brasil. Comemorando o gol agradecendo a torcida, nosso camisa 35 mostrou que a própria equipe sabe que está devendo, sabe que dificilmente vai conseguir compensar o bastante, mas ao menos está disposta a tentar.

Domingo o desafio é fora de casa, com o São Paulo, no Morumbi. Contra um adversário em crise, é a hora do Flamengo decidir se vai ser o time que engata uma terceira vitória e chega com moral para o Fla-Flu da Sulamericana ou se mais uma vez o Flamengo vai perder pontos para times que estão passando por maus bocados, como foi contra Ponte Preta e Fluminense. Como vamos precisar de mais do que flores pra voltar pra lua de mel com esse time, tomara que seja a primeira opção.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget