Análise: Os destaques da vitória do Flamengo sobre o Cruzeiro

O chute preciso, após ajeitada esquisita de Felipe Vizeu, carimbou a trave e Fábio não conseguiu defender.

GLOBO ESPORTE: Em casa, Rueda mudou o Flamengo e o time voltou a vencer - 2 a 0 sobre o Cruzeiro, com bonito gol de Everton e belo lançamento para arrancada de Vinicius Júnior no fim. O treinador colocou Paquetá no meio e deslocou Éverton Ribeiro para a ponta direita. O ataque funcionou bem no primeiro tempo, com bastante movimentação entre a dupla e Everton. Contra o Cruzeiro, o time era o oposto do que apareceu na Arena do Grêmio: ofensivo, nada econômico nas chances de gol e, ainda assim, mais seguro. Foram 11 finalizações na primeira etapa até o gol de Everton.

A vitória colocou o Rubro-Negro um pouco mais próximo do Cruzeiro (um ponto de diferença) e do G-4, que é objetivo mínimo do clube para chegar à Libertadores direto na fase de grupos sem depender da Sul-Americana. Agora, o time está a quatro pontos do Palmeiras. Os paulistas foram derrotados pelo Vitória, em Salvador, e têm duelo direto com o Rubro-Negro neste domingo, em São Paulo.

Everton, atacante do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza


CONFIRA OS DESTAQUES DA PARTIDA:

Sem Diego e Guerrero, há Everton

O chute preciso, após ajeitada esquisita de Felipe Vizeu, carimbou a trave e Fábio não conseguiu defender. Se na última partida um cruzamento perfeito serviu para Éverton Ribeiro abrir o placar contra o Grêmio, neste jogo Everton deixou o dele. O camisa 22 marcou seu 10º gol no ano - está atrás apenas de Guerrero (com 20 gols) e Diego (16) na artilharia rubro-negra da temporada 2017.

Apesar da ajeitada para o primeiro gol do jogo, Vizeu não esteve bem. Com raciocínio lento, perdeu o tempo do melhor passe - como na jogada em que Fábio chutou fraco e Éverton Ribeiro encontrou o centroavante desmarcado, mas Vizeu não conseguiu tocar para Paquetá.

No grito, Vinicius entra e faz no fim

Talvez por toda prudência em segurar o placar, Rueda tenha demorado tanto a colocar Vinicius Júnior, pedido pela torcida desde o início do segundo tempo. O garoto entrou apenas aos 34 da etapa final e pouco tocava na bola até disparar com o lançamento perfeito de Everton. Com um toque para dominar e outro para finalizar, ele deslocou Fábio. Curiosamente, o chute pegou na canela do camisa 20 até dormir na rede do Cruzeiro.

Na posição de origem, Paquetá vai bem

Com poucos minutos em campo contra o Grêmio, Lucas Paquetá finalizou na trave. A disposição e as boas aparições até no ataque, como centroavante, fizeram Rueda apostar na volta à posição de origem do garoto da base. No meio de campo, Paquetá entrou na área e finalizou três vezes no primeiro tempo - a primeira delas com perigo. Além disso, ajudou na marcação, recebeu aplausos dos rubro-negros ao mostrar muita vontade, e deu lindo drible se livrando de dois adversários. Ganha espaço a cada dia nesta equipe de Rueda.

Vaz tem boa atuação

Após vacilar no último gol do Grêmio, Rafael Vaz jogou com muita atenção contra o Cruzeiro. Foi bem no combate direto, por baixo, e nas bolas aéreas. Curiosamente foi o jogador que mais finalizou a gol na primeira etapa - foram quatro tentativas em lances de bola jogada na área. O zagueiro apareceu bem num carrinho no início do segundo tempo, ao impedir chute de Robinho. Mas também errou em pelo menos duas tentativas de lançamento, que preocuparam a torcida.

Fla se fecha, mas não sofre no segundo tempo

Depois de sofrer a virada em apenas três minutos contra o Grêmio, o Flamengo dobrou a atenção e fechou os espaços para o Cruzeiro. O time mineiro finalizou oito vezes em toda a partida. Nenhuma delas com perigo. Diego Alves só caiu no gramado para defender um chute de Thiago Neves na segunda etapa.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget