Baixa procura por ingresso da torcida do Flamengo tranquiliza Gepe

Até o momento, não foi monitorada nenhuma movimentação com o intuito de invadir o Maracanã, como ocorreu na partida contra os cruzeirenses.

O GLOBO: Contra o Júnior Barranquilla, nesta quinta, o Flamengo fará seu jogo mais importante no Maracanã desde a final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro. Mas da decisão nacional para a semifinal continental (a primeira do Rubro-negro em 16 anos) não se passaram apenas 11 semanas. A relação com a torcida esfriou. Tanto que, desta vez, a carga total de ingressos postos à venda registra 7 mil bilhetes a menos: são 47.200. E eles ainda não esgotaram.

Fábio Guimaraes
Mas nem todo mundo recebe esta notícia de forma negativa. Se o Flamengo lamenta o menor engajamento de seus torcedores, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) prevê uma noite mais tranquila. Até o momento, não foi monitorada nenhuma movimentação com o intuito de invadir o Maracanã, como ocorreu na partida contra os cruzeirenses. Para o major Silvio Luiz, é um reflexo do baixo interesse dos rubro-negros pela partida.

- A tentativa de invasão ocorre principalmente por integrantes da Torcida Jovem, que está banida. Mas, em princípio, não esperamos uma nova invasão, porque geralmente ela ocorre quando os ingressos se esgotam - tranquilizou o comandante do Gepe, que não trabalha com a venda total dos ingressos. - Nossa previsão é de 40 mil a 45 mil.

Ainda assim, algumas medidas foram tomadas em relação àquela final. O contingente do 6º batalhão (Tijuca), responsável pelo policiamento externo, aumentou de 150 para 220. Já o do Gepe, que cuida das áreas internas e dos acessos, caiu de 300 para 230.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget