CBF diz que Flamengo não tem nada a ver com doping de Guerrero

Solera ainda completou, afirmando que sua ingestão não foi feita enquanto o jogador estava no Rubro-Negro.

FOX SPORTS: Em entrevista ao SporTV, o presidente da Comissão de Dopagem da CBF, Fernando Solera, falou sobre o recente episódio do doping do atacante do Flamengo e seleção peruana Paolo Guerrero, confirmado nesta sexta-feira (3 de novembro), e revelou que a substância encontrada na urina do jogador trata-se de um estimulante. Solera ainda completou, afirmando que sua ingestão não foi feita enquanto o jogador estava no Rubro-Negro.

Foto: Divulgação
Solera adiantou que apesar do resultado do exame, Guerrero ainda não está impedido de atuar pelo Flamengo, e poderia entrar em campo, por exemplo, contra o Grêmio no domingo (5), pelo Brasileirão.

“Em 2017, os julgamentos estão cada vez mais técnicos, mais precisos. Então não existe mais a determinação de suspensão provisória após o resultado adverso. Só é suspenso quando o presidente do tribunal estende que é uma substância pesada. E no caso, é uma substância pesada. Aí suspende por no mínimo 30 dias para que o processo corra, e o jogador possa se defender. Como ainda não se sabe qual é o estimulante e de onde veio”, esclareceu Solera, que ainda adiantou que o atacante terá cinco dias para apresentar sua defesa no caso, uma vez que ainda não é possível afirmar que ele tenha atuado “dopado” durante o 0 a 0 entre Argentina e Peru, na Bombonera, pelas Eliminatórias, data em que o exame foi feito. 

“Temos que ter cuidado porque o que temos no momento é um resultado analítico adverso. Pode advir de uma medicação que foi utilizada. Aí não é um resultado positivo de doping após uma investigação profunda...Se o jogador conseguir mostrar, por exemplo, que veio de uma injeção que tomou para tratar uma gripe, aí o presidente do tribunal pode não suspendê-lo por não ter havido dolo, por não ter tomado substância para jogar melhor”, continuou.

Por último, o presidente ainda revelou que conversou com os médicos do Flamengo, que descartaram qualquer possibilidade de o atleta ter ingerido a substância enquanto estava sob os cuidados do clube, ou seja, antes de se juntar aos demais companheiros na sua seleção.

“Temos que ter cuidado porque o que temos no momento é um resultado analítico adverso. Pode advir de uma medicação que foi utilizada. Aí não é um resultado positivo de doping após uma investigação profunda”, completou.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget