Compare as temporadas dos milionários Flamengo e Palmeiras

Ou seja: o Palmeiras x Flamengo deste domingo, antes cercado de expectativa, virou apenas um "amistoso de luxo".

ESPN: Neste domingo, às 17h (de Brasília), o Palmeiras recebe o Flamengo no Allianz Parque, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antes do torneio começar, era esperado que essa fosse ser uma das partidas que iria definir o título, já que alviverdes e rubro-negros eram "favoritaços" a ficar com a taça.

Atualmente, o "Verdão" está em 4º lugar do campeonato, com 54 pontos (54,5% de aproveitamento), 11 a menos que o líder Corinthians. O "Urubu" está ainda pior: 7º lugar, com 50 pontos (50,5% de aproveitamento).

Foto: Alexandre Vidal
Ou seja: o Palmeiras x Flamengo deste domingo, antes cercado de expectativa, virou apenas um "amistoso de luxo", valendo somente, para a fama dos clubes, uma vaga direta na próxima Libertadores.

Um retrocesso imenso em relação ao ano passado, já que no Brasileirão-2016 o clube do Palestra Itália foi campeão com um aproveitamento de 70% dos pontos, enquanto o time da Gávea foi 3º, com 62% de aproveitamento.

É difícil saber qual dos dois times mais frustrou sua torcida ao longo do ano, já que ambos contam com os maiores orçamentos do país e contrataram reforços milionários para a temporada, mas caíram cedo na Libertadores e mais tropeçaram que embalaram no Brasileirão.

No fim das contas, os resultados da dupla ficaram muito aquém do esperado - ainda que o Fla ainda tenha chance de conquistar a Copa Sul-Americana, enquanto os palmeirenses possuem muito (mas muito) remota de ainda faturarem o título brasileiro pelo segundo ano seguido.

Os presidentes

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, e Eduardo Bandeira de Mello, mandatário do Flamengo, possuem personalidades muito diferentes, mas terminam 2017 sendo criticados de maneira igual por suas exigentes torcidas.

Galiotte, que assumiu no início deste ano, de cara agradou ao fortalecer a parceria com a patrocinadora Crefisa, que se comprometeu a injetar R$ 72 milhões em 2017 e mais R$ 78 milhões em 2018 nos cofres alviverdes. Com isso, chegaram reforços de peso, como o volante Felipe Melo, o meia Alejandro Guerra e o atacante Miguel Borja.

No entanto, após os fracos resultados no ano, Galiotte termina a temporada sendo detonado pela torcida, que considera que ele se omitiu em episódios polêmicos, como o afastamento de Felipe Melo após a eliminação nas quartas da Copa do Brasil, e os erros de arbitragem contra o Palmeiras na reta final do Brasileiro, além de ter se equivocado ao apostar em Eduardo Baptista no início do ano.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget