Conheça o Junio Barranquilla, próximo adversário do Flamengo

A imprensa colombiana acredita que o Atlético tem grandes chances de chegar a decisão e repetir o feito do Independiente Santa Fe.

FUTEBOLATINO: Na noite da última quinta-feira, o Junior Barranquilla empatou com o Sport sem gols no estádio Metropolitano e garantiu sua vaga na semifinal da Copa Sul-Americana. Agora, a equipe colombiana concentra suas forças no Flamengo, outro time brasileiro, que também sonha em coroar a temporada com um título internacional.

Foto: Divulgação
Diante deste cenário, o Futebol Latino apresenta um Raio-X do time colombiano e conta um pouco sobre a história, elenco atual, pontos fortes e fracos do clube. Confira abaixo:

História e Tradição

Apesar de não ser muito conhecido no Brasil, o Junior Barranquilla é um dos clubes mais tradicionais do futebol colombiano. Em 93 anos de história, o clube conquistou oito títulos nacionais (Sete vezes Campeão Colombiano e uma Copa da Colômbia) e é o quinto time do país com mais participações em torneios internacionais com 19 exibições.

Treinador

Nascido no Uruguai, Julio Comeseña assumiu pela terceira vez em sua carreira o comando do Junior Barranquilla nesta temporada. Grande ídolo do clube, já que vestiu a camisa do Atlético entre 1975 e 1979, o treinador goza de muito prestígio com a torcida e faz um trabalho excelente à frente do time.

A prova do seu bom momento é o desempenho do time nos torneios. No campeonato nacional, o Junior está na terceira colocação e dentro da zona de classificação para os playoffs. Na Copa, o time disputa a decisão contra o Independiente Medellín na próxima quarta-feira.

Com todos esses resultados, Julio Comeseña chega a reta final da Sul-Americana repleto de moral com a diretoria, hinchada e jogadores.

Características da Equipe

Como é conhecido do futebol colombiano, o Barranquilla tem um toque de bola muito refinado. A equipe busca troca de passes e movimentação a todo o momento. Os “chutões” que são muito usados no futebol brasileiro ultimamente passam bem longe do elenco comandado por Comeseña.

A principal arma da equipe está no ataque. Dono de uma velocidade incrível, Yimmi Chará, 26 anos, é o destaque do time. O jogador costuma cair pelas pontas e sempre que possível, utiliza Teo Gutiérrez como pivô para sair na cara do gol.

Outro ponto positivo da equipe colombiana está no gol. O arqueiro Sebastián Viera é metido a ‘Rogério Ceni”, pois gosta de bater faltas e pênaltis.

Pontos Fracos

Devido ao estilo “toque de bola”, caso o Flamengo aperte a saída de bola do Atlético, o Rubro-Negro pode criar um incômodo ao time de Julio Comeseña, que mostrou fragilidade quando sofre pressão no campo defensivo.

Campanha

Eliminado na Pré-Libertadores pelo Atlético Tucumán, o Atlético Junior Barranquilla chegou a Sul-Americana na segunda fase e logo de cara enfrentou o Deportivo Cali. Os dois jogos terminaram empatados por 1 a 1 e vitória nos pênaltis.

Nas oitavas de final o rival foi o tradicional Cerro Porteño. Em Assunção, o Atlético amarrou o jogo e levou um empate de 0 a 0 para casa. No estádio Metropolitano, o time impôs seu ritmo e venceu com facilidade por 3 a 1.

Nas quartas de final o adversário foi o instável Sport. Na Ilha do Retiro, o Barranquilla colocou o Leão na roda e venceu por 2 a 0. Dentro de casa, o time apenas administrou o jogo e carimbou sua vaga com um 0 a 0.

Imprensa Colombiana

A mídia local aposta suas fichas no Junior Barranquilla. Apesar de todo o respeito pelo Flamengo, a imprensa colombiana acredita que o Atlético tem grandes chances de chegar a decisão e repetir o feito do Independiente Santa Fe, que venceu a Copa Sul-Americana, em 2015.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget