Diego Alves x Ceifador: Fla-Flu pode ser decidido nos pênaltis

No Flamengo, Diego Alves vive grande fase. O goleiro pegou ritmo de jogo e caiu nas graças da torcida.

Diego Alves, do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
UOL: Flamengo e Fluminense decidem nesta quarta-feira (1), às 21h45 (de Brasília), uma vaga na semifinal da Copa Sul-Americana. Os rivais se enfrentam pela oitava vez em 2017 e jogam também por momentos de tranquilidade, já que uma eliminação será catastrófica em qualquer um dos casos. No gramado do Maracanã, dois jogadores conhecidos como "reis dos pênaltis" farão um duelo particular e que pode ser ainda mais intenso do que se espera: o goleiro rubro-negro Diego Alves e o atacante tricolor Henrique Dourado.

Como venceu por 1 a 0 a primeira partida enquanto visitante, o Flamengo pode até empatar para avançar às semifinais da competição internacional. O Fluminense precisa de uma vitória por dois gols de diferença para se classificar direto ou então por um tento a partir de 2 a 1, o que contemplaria a classificação pelo chamado gol qualificado. Em caso de triunfo por 1 a 0, os especialistas nas penalidades testarão suas habilidades da marca da cal.

Se o Fluminense repetir o resultado construído pelo rival no jogo de ida, o Ceifador é a garantia tricolor de eficiência. Autor de 30 gols no ano, o camisa 9 impressiona não apenas pelo cardápio variado e a notória evolução técnica, mas também pelo aproveitamento de 100% na cobrança de penalidades: são 11 acertos em 11 chances que teve para marcar. Com um ritual característico, Dourado tem tirado os goleiros da jogada e só foi "ameaçado" pelos rubro-negros Muralha e Thiago.

Ciente de que um de seus principais jogadores é uma arma fundamental na luta para conseguir a primeira vitória contra o rival em 2017, Abel tratou de encher a bola do atacante. Para o comandante tricolor, o número de "ceifadas" poderia ser bem maior se o grupo do Flu não fosse tão enxuto.

"O Dourado atingiu um grau de confiança muito grande. Mesmo quando faz errado, faz com confiança. Se já tivéssemos poupado o Henrique um pouco mais, teria ainda mais gols no ano", afirmou.

No Flamengo, Diego Alves vive grande fase. O goleiro pegou ritmo de jogo e caiu nas graças da torcida. Ele enfileira boas atuações há pelo menos sete partidas e se transformou em uma garantia do Rubro-negro no sistema defensivo.

Conhecido como "pegador de pênaltis" pela passagem de destaque no futebol europeu, ele defendeu uma cobrança em cinco com a camisa do Flamengo. O desempenho ainda está abaixo do que apresentou na última temporada no Valencia-ESP. O suficiente, no entanto, para transmitir confiança nos bastidores.

Na Espanha, ele defendeu um pênalti a cada dois batidos na temporada 2016/2017. O estudo dos cobradores e a certeza de que o goleiro dificultará os adversários tranquiliza a torcida, que sofreu e fez muitas críticas ao antigo titular Alex Muralha pelas derrotas nas decisões por pênaltis da Taça Guanabara e da Copa do Brasil. No currículo, o agora titular absoluto do gol rubro-negro ostenta a marca de já ter parado os craques Messi e Cristiano Ronaldo nas penalidades.

"Cada jogo é diferente e tem uma nova história. Respeitamos bastante o Fluminense, que é um rival extremamente tradicional. Não podemos ter excesso de confiança em nenhum aspecto para esse compromisso decisivo", ponderou o técnico Reinaldo Rueda.

No oitavo Fla-Flu do ano, o time da Gávea tentará manter a invencibilidade contra o rival. Até o momento, são três vitórias e quatro empates. O Flu, por sua vez, precisa atingir um "feito inédito" para seguir na Copa Sul-Americana. As torcidas depositam esperanças nas mãos de Diego Alves e nos pés de Henrique Dourado. Só um sairá como "rei" do Maracanã.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget