Em curto período no Flamengo, Rueda coleciona frases de impacto

Palavras como 'mística', 'guerrear' e 'caráter' estão presentes nas coletivas do técnico nos últimos meses.

LANCE: Reinaldo Rueda foi anunciado pelo Flamengo no dia 14 de agosto de 2017. Prestes a completar três meses no cargo, o colombiano tenta por dois caminhos colocar o rubro-negro na Copa Libertadores de 2018. Além da disputa pelo título da Sul-Americana - onde está na semifinal - ele adota um discurso firme para conseguir uma sequência positiva nesta reta final da temporada.

O colombiano dá ênfase na busca por intensidade e agressividade em campo. Palavras como 'mística', 'guerrear' e 'caráter' estão presentes nas coletivas do técnico nos últimos meses.

Rueda, treinador do Flamengo - Foto: Getty Images
- O estilo é do Flamengo, é o DNA do Flamengo. A formação quanto ao sistema de jogo vai variar. Estou muito feliz de estar aqui nessa grande instituição. Vamos buscar a reação que o Flamengo necessita. É um orgulho e uma satisfação ser técnico do Flamengo. O desafio muito grande, mas esperamos cumprir- disse Rueda, na sua apresentação no Ninho do Urubu - [14/08/2017].

- Fantástico isso aqui hoje, extraordinário o Maracanã. Único, que significa toda essa força e energia que se sente e contagia. É um patrimônio muito grande do Flamengo. Sua torcida põe mística e coração. É o compromisso que temos, de lutar pela instituição - após a vitória sobre o Botafogo, que garantiu o Flamengo na decisão da Copa do Brasil - [23/08/2017].

 - É uma resposta muito boa ao estilo de trabalho e treinamento, com boa receptividade e compromisso com a torcida. O Flamengo é uma equipe com caráter ganhador - afirmou o colombiano após a vitória sobre o Atlético-PR por 2 a 0, na Ilha do Urubu, válida pelo Campeonato Brasileiro - [27/08/2017].

- Essas partidas de Sul-Americana, às vezes são para guerrear, e o Fla quer jogar bonito sempre. Partidas internacionais, às vezes não se joga, se compete. E o Flamengo tem que diagnosticar isso. Jogo bonito para plateia é quando estiver 6 a 0. Com o placar 0 a 0, temos que competir, correr e guerrar - disse após o empate sem gols diante da Chapecoense - [13/09/2017].

 - Precisamos de um corpo e mente fortes, isso faz a diferença em uma final. Flamengo tem uma mística ganhadora. Como mandante ou visitante. Vamos por esse caminho. A diferença das grandes equipes do mundo é ganhar sempre. Às vezes se consegue, às vezes não, mas esse é o objetivo - disse o colombiano antes do segundo jogo da final da Copa do Brasil - [26/09/2017].

- Nós sabemos que tínhamos três opções de vaga (Copa do Brasil, Libertadores e Sul-Americana). Essa era direta, estivemos perto. Era uma situação única. Poderíamos ter feito mais no primeiro tempo. Agora, temos que trabalhar. São seis jogos na Sul-Americana e 13 no Brasileirão. Mas é a nossa tarefa (ir para a Libertadores). - disse após perder o título da Copa do Brasil - [28/09/2017].

- Sempre vai ser a nossa tarefa essa cobrança, essa exigência dessa mentalidade vencedora. Para todos os jogos, todos são importantes para nós. Penso que não há muita diferença - disse o colombiano depois da reapresentação do elenco após a derrota nos pênaltis para o Cruzeiro, na decisão da Copa do Brasil  - [29/09/2017].

- Essa é a meta (evitar a pré-Libertadores). Saber que o nosso compromisso é com a vaga na Libertadores. Se a conseguirmos diretamente para os grupos, melhor. Mas temos que trabalhar e conseguir os resultados que nos posicionem melhor. A posição de quinto e sexto são difíceis. Temos que falar menos e trabalhar melhor - disse após a derrota para Ponte Preta - [02/10/2017].

- Foram dias difíceis. Com todo respeito a rivais difíceis, mas Flamengo tem que lutar para ganhar seus pontos. Essa é a mística que o Flamengo precisa recuperar. De ser mau perdedor, de não aceitar as derrotas e buscar metas grandes - declarou o treinador após a vitória por 4 a 1 sobre o Bahia, na Ilha do Urubu, em partida do Brasileirão -  [19/10/2017].

- Precisamos ganhar pontos importantes para alcançar a meta. Minha declaração pareceu muito atrevida (ganhar todos os jogos que restavam no Brasileiro), muito utópica, algo irreal para o futebol brasileiro. O Corinthians está na liderança porque ganhou quatro jogos seguidos. É algo que tem que acontecer - declarou após a derrota para o São Paulo - [22/10/2017].
Celso Pupo/Fotoarena

- Um jogo desse sempre tem esse ingrediente, esse fator, de rivalidade, que propicia essa situação. São situações de jogo, como no primeiro tempo, quando houve muita intensidade e coragem. Devemos melhorar nesse aspecto, nessa agressividade e nesse comportamento defensivo - disse na coletiva do primeiro duelo com o Flu, na Sul-Americana - [26/10/2017].

Rueda acertou em alteração. Na foto, ele vibra com classificação ao fim do jogo
- Assim é o futebol. Clássicos não se jogam, se ganham. São disputados e intensos. Tínhamos essa vantagem, entre aspas. Nos surpreenderam, um gol logo cedo, mas creio que no final o trabalho da equipe foi recompensado - afirmou o técnico após a classificação heroica diante do Fluminense, nas quartas de final da Sul-Americana - [01/11/2017].

- Hoje perdi o jogo. Eu perdi. Não sei a estratégia. O jogo estava controlado. O Grêmio tinha grande circulação de posse de bola. Mas o jogo até 1 a 0 a favor estava funcionando, mas depois com o 1 a 1, não pela estratégia, escalação, mas como se assimila. O 1 a 1 não é a morte. É placar para trabalhar e buscar o jogo - disse Rueda após a derrota para o Grêmio - [05/11/2017].

- É inexplicável o que aconteceu no último jogo (derrota para o Grêmio). Somente conversando individualmente. Analisando coletivamente e fazendo o que chamo de trabalho mental. Se liberar do que aconteceu e ficar com o positivo apenas. O médico opera, salva uma vida e 48h depois tem outra vida para salvar - disse às vésperas da partida com o Cruzeiro - [07/11/2017].

- É mérito da diretoria. Mas em campo são homens, não nomes. Falava com os jogadores que chegaram recentemente da base, também com os que chegaram no meio do ano. Há expectativas, sonhos. Os sonhos de um garoto de 20 anos é diferente de um atleta como Juan, por exemplo. É preciso harmonizar isso - disse após a vitória sobre o Cruzeiro - [08/11/2017].


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget